Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: https://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/12655
Tipo de Documento: Monografia
Título : Análise comparativa do desenvolvimento embrionário de Poecilia vivipara (Bloch & Schneider, 1801) e Pamphorichthys hollandi (Henn, 1916) (Cyprinodontiformes: Poeciliidae)
Autor : Daltro, José Wesley Santos
Fecha de publicación : 6-sep-2019
Director(a): Brito, Marcelo Fulgêncio Guedes de
Resumen: A viviparidade é uma forma de cuidado parental em que o desenvolvimento inicial da prole se dá no interior da mãe. Os padrões de nutrição embrionária variam da lecitotrofia a matotrofia. Uma única fêmea pode gerar simultaneamente mais de uma ninhada através da superfetação. O objetivo do trabalho foi realizar uma análise comparativa do desenvolvimento embrionário de Poecilia vivipara e Pamphorichthys hollandi no Baixo São Francisco. O trabalho foi realizado no Baixo São Francisco entre os municípios de Propriá e Porto Real do Colégio. As espécies foram coletadas bimestralmente no período de maio de 2015 a julho de 2017 pelo método de rede de arrasto. Em laboratório foi realizada a triagem, biometria, dissecção e a determinação dos valores do comprimento padrão (CP), comprimento total (CT), peso corporal (PC) e fecundidade. Os estágios de desenvolvimento e o padrão de nutrição foram identificados macroscopicamente. Foram analisadas 30 fêmeas de P. hollandi e 25 de P. vivipara. P. hollandi foi menor (CPmín= 15 mm) e mais leve (PCmín= 0,60 g) que P. vivipara (CPmín= 19 mm) (PCmín= 0,180 g). P. hollandi apresentou ovários mais leves (média= 0,020 g) que P.vivipara (média= 0,037 g). Essa diferença também foi significativa estatisticamente (p<0,05). P. hollandi foi menos fecunda (média= 6,5) que P. vivipara (média= 9,8). Em P. hollandi o comprimento padrão influenciou o peso das gônadas (r2= 0,311; p<0,05). P. vivipara expressou essa relação sobre o peso das gônadas (r2= 0,385; p<0,05) e sobre a fecundidade (r2= 0,261; p<0,05). A redução da fecundidade associada ao tamanho do organismo é um reflexo da evolução da viviparidade. Os embriões tardios (k.s. = 0,573, p<0,05) de P. hollandi foram menores (média= 2,61 mm) que em P. vivipara (média= 3,04 mm). A fecundidade interferiu negativamente no diâmetro da prole de P. hollandi (r2= 0,305; p<0,05). P. hollandi se mostrou matotrófico e P. vivipara lecitotrófico. Embriões de P. hollandi tiveram um incremento mais acentuado no diâmetro que os de P. vivipara. A superfetação não foi registrada. Uma abordagem do padrão de nutrição em diferentes ambientes pode elucidar a forma como esses animais respondem a diferentes condições.
Palabras clave : Biologia
Ensino de biologia
Reprodução
Táticas reprodutivas
Nutrição embrionária
Área CNPQ: CIENCIAS BIOLOGICAS::MORFOLOGIA::EMBRIOLOGIA
Idioma : por
Institución: Universidade Federal de Sergipe
Departamento: DBI - Departamento de Biologia – São Cristóvão – Presencial
Citación : Daltro, José Wesley Santos. Análise comparativa do desenvolvimento embrionário de Poecilia vivipara (Bloch & Schneider, 1801) e Pamphorichthys hollandi (Henn, 1916) (Cyprinodontiformes: Poeciliidae). São Cristóvão, SE, 2019. Monografia (graduação em Ciências Biológicas) – Departamento de Biologia, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2019
URI : http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/12655
Aparece en las colecciones: Biologia

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción Tamaño Formato  
Jose_Wesley_Santos_Daltro.pdf544,4 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Los ítems de DSpace están protegidos por copyright, con todos los derechos reservados, a menos que se indique lo contrario.