Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/14396
Tipo de Documento: Monografia
Título : Tradução, adaptação cultural e validação da escala “trunk control measurement scale” para o português do Brasil
Otros títulos : Translation, cultural adaptation and validation of the “trunk control measurement scale” to the brazilian portuguese
Autor : Oliveira, Ana Vitória Vieira de
Fecha de publicación : 29-nov-2019
Director(a): Tako, Karine Vaccaro
Co-Director(a): Dias, Sheila Schneiberg Valença
Resumen: Objetivo: Traduzir, adaptar culturalmente e validar a “Trunk Control Measurement Scale” para o português do Brasil. Método: Estudo do tipo metodológico abordando tradução e validação de instrumento de medida. A TCMS original foi traduzida, adaptada e validada em crianças com paralisia cerebral recrutadas no município de Lagarto e municípios vizinhos no estado de Sergipe. As etapas de tradução e validação foram de acordo com as instruções do Consensus based Standards for the Selection of Health Status Measurement Instruments (COSMIN). A tradução do inglês foi feita por dois profissionais bilíngues de forma independente. Na fase de adaptação cultural da tradução, foram recrutados experts de quatro regiões do Brasil (a região nordeste foi representada pelos tradutores iniciais). O comitê de experts deveria indicar se havia necessidade de modificar a escala para torná-la mais compreensível, através de um questionário, onde cotavam o nível de entendimento (1 a 5 pontos, onde 1 representava difícil compreensão e 5 excelente compreensão) e caso a compreensão fosse igual ou menor a 3, os experts deveriam realizar comentários de como a tradução deveria ser melhorada. Após comentários, a escala foi adaptada em sua versão final T3 e retrotraduzida para o inglês para ser enviada aos autores originais. Na etapa da validação, as confiabilidades intra-avaliador e interavaliador foram avaliadas pelo coeficiente Intraclass Correlation Coefficient (ICC). A validade concorrente (TCMS x SATCo) foi avaliada pelo coeficiente de Pearson (r) e a validade discriminante (TCMS x Ashworth) pelo coeficiente de Spearman (rhô) e o nível de significância para os testes estatísticos foram p < 0,05. Resultados/Discussão: O comitê de experts com média de formação = 13 anos e média de prática clínica = 11,5 anos, apresentou uma frequência de 68,9% para excelente compreensão, 28,9% precisa de ajustes e 2,2% de boa compreensão. Na fase de validação a versão brasileira da TCMS foi aplicada em 10 crianças com PC com idade média de 9 anos (± 4,44), com níveis na GMFCS I, II e V. Os resultados da confiabilidade intra-avaliador tiveram alta confiabilidade ICC = 0,987, p < 0,0001 e intervalo de confiança IC = 95% (0,947 – 0,997). Também se obteve um alto ICC interavaliador = 0,990, com alto nível de significância p <0,0001 e intervalo de confiança IC=95% (0,960 – 0,998). Para a validade concorrente obteve-se um r=0,911 e p <0,0001 indicando que ambas as escalas avaliam as mesmas propriedades, já para a validade discriminante obteve-se rhô = -0,58 e p >0,05 indicando que não há relação entre as propriedades das duas escalas e as suas propriedades são diferentes. Conclusão: A versão brasileira da TCMS possui alta confiabilidade, e é válida. Então, conclui-se que a versão traduzida, adaptada e validade da TCMS brasileira auxiliará na prática clínica do Brasil em avaliações de controle de tronco em crianças com paralisia cerebral podendo verificar os déficits de maneira específica e a efetividade do tratamento. Os resultados desse estudo foram limitados devido a amostra pequena de participantes.
Resumen : Objectives: Translate, adapt and validate the “Trunk Control Measurement Scale” to the Brazilian Portuguese. Methods: Study of methodologic type about the translation and validation of a measurement scale. The original TCMS was created by Belgians and Germans, it was translated, adapted (experts committee) and validated (reliability intra-rater and inter-rater, concurrent validation and discriminant validation) in children with cerebral palsy recruited in Lagarto city, Sergipe, and cities nearby. The steps of translation and validation were according to the instructions of Consensus based Standards for the selection of health status Measurement Instruments (COSMIN). The translation from English was made by two bilingual independent professionals. The cultural adaptation phase recruited experts from four Brazilian regions (The Northeast was represented by the initial translators). The Expert committee should indicate the need to modify the scale and make it more understandable, through questionnaires (which the level of understanding is 1-5 where 1 represented difficult understanding and 5 excellent understanding) and if the understanding was equal or minor than 3, the experts should make comments on how the translation can improve. After the comments, the scale was adapted on its final version T3 and back translated to English to be sent to the original writes. The reliability intra-rater and inter-rater were verified by the Intraclass Correlation Coefficient (ICC). The concurrent validity (TCMS x SATCo) was verified by the Pearson coefficient (r), the discriminant validity was verified by Spearman’s Rhô and the significance level was set at p <0,05. Results/Discussion: On the validation phase, the experts had a mean graduation age = 13 and a mean clinical practice = 11,5, presenting a frequency of “5” 68,9%, “3” 28,9% and “4” 2,2%. On adaptation phase, some evaluators indicated the need to modify the scale and made comments to help make changes for better understanding. On validation phase the Brazilian version of TCMS was applied on 10 children with CP with mean age of 9 years old (± 4,44), with levels V, II and I on GMFCS. The statistical analysis verified a high reliability for intra-rater with ICC = 0,987, p <0,0001 and confidence interval CI = 95% (0,947 – 0,997). The inter-rater reliability also got a high ICC = 0,990, with a high level of significance p <0,0001 and confidence interval CI = 95% (0,960 – 0,998). For the concurrent validity it was obtained r=0,911 and p <0,0001, indicating that both scales evaluate the same properties, and the discriminant validity got a rhô = - 0,58 and p >0,05 indicating that there were no relations between the scales properties. Conclusion: The Brazilian version of TCMS, has a high reliability, and is valid. So, we can conclude that the translated, adapted and validated version of Brazilian TCMS will help with clinical practice in Brazil for Trunk Control Evaluations in children with Cerebral Palsy being able to verify the deficits and the outcomes of the treatment more specifically. The results of this study were limited due to the low number or participants.
Palabras clave : Paralisia cerebral
Crianças
Cérebro
Reprodutibilidade dos testes
Controle de tronco
Reproducibility of results
Cerebral palsy
Trunk control
Child
Idioma : por
Institución: UFS
Departamento: DFTL - Departamento de Fisioterapia Lagarto – Lagarto - Presencial
Citación : OLIVEIRA, Ana Vitória Vieira de. Tradução, adaptação cultural e validação da escala “trunk control measurement scale” para o português do Brasil. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Federal de Sergipe, Lagarto, 2019.
URI : https://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/14396
Aparece en las colecciones: Fisioterapia

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción Tamaño Formato  
ANA_VITÓRIA_VIEIRA_DE_OLIVEIRA.pdf1,27 MBAdobe PDFVista previa
Visualizar/Abrir


Los ítems de DSpace están protegidos por copyright, con todos los derechos reservados, a menos que se indique lo contrario.