Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/4214
Tipo de Documento: Dissertação
Título: Agronegócio e os impactos socioambientais do uso de agrotóxicos na vida de trabalhadores do campo em áreas de produção de milho no município de Carira, SE
Autor(es): Silva, Simone Benedita dos Santos
Data do documento: 27-Mai-2015
Orientador: Ramalho, Cristiano Wellington Noberto
Resumo: O intenso uso de agrotóxicos no Brasil tem gerado inúmeros impactos de natureza social, ambiental e de saúde humana, tendo tomado a proporção de um problema de saúde pública. Desde o ano 2009, nosso País é o maior consumidor de pesticidas do mundo, mantendo-se no topo do ranking desde então. Estima-se que cada brasileiro consuma, em média, 5,2 L de agrotóxicos por ano, ademais, exames laboratoriais realizados pelo Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA) revelam altos níveis de intoxicação por esse produto em alimentos básicos fornecidos à sociedade. Desse modo, inúmeros são os problemas originários do uso de veneno agrícola no Brasil, e Sergipe não passa incólume a esse processo. Portanto, o objetivo do presente trabalho foi analisar os impactos socioambientais acarretados na vida de trabalhadores rurais assalariados e agricultores de base familiar do estado de Sergipe, particularmente do município de Carira, ocasionados pelo uso intenso de agrotóxicos. Escolheu-se o município de Carira pelo fato deste ser o maior produtor de milho do Estado, consequentemente, muitos praguicidas são utilizados em suas lavouras. Assim, para compreender os impactos socioambientais originários do uso de agrotóxicos em Sergipe, foram realizadas diversas entrevistas no município. Entrevistaram-se vários sujeitos relacionados direta e indiretamente a questão dos agrotóxicos, tais como: agricultores de base familiar, trabalhadores rurais, profissionais da saúde, da agricultura e meio ambiente, além da análise de documentos legais que regulamentam o uso desses produtos no Brasil e no Estado sergipano. A pesquisa qualitativa foi do tipo explicativa, pois buscou-se compreender e explicar a dinâmica dos impactos advindos do uso de agrotóxicos no Estado. Desse modo, constatou-se o quão os problemas originários do uso de pesticidas são negligenciados pelo poder público em Sergipe, estado no qual a sistematização dos casos de intoxicação por esses produtos é praticamente inexiste, ou seja, não temos ideia dos reais impactos ocasionados pelo uso indiscriminado de agrotóxicos em Sergipe. Ao longo da pesquisa, percebeu-se também a forte articulação entre Capital, Estado e Agronegócio no município carirense, o qual se encontra territorializado pelo Capital, fato expresso na produção e ampliação do cultivo do milho, o que culmina não apenas no forte uso de agrotóxicos, mas também de transgênicos do milho. Portanto, inúmeras dificuldades foram evidenciadas ao longo desta pesquisa dissertativa, sobretudo, a falta de dados fidedignos e oficiais acerca das intoxicações sofridas por agricultores carirenses pelo uso de veneno agrícola.
Abstract: The intense use of pesticides in Brazil has caused numerous social, environmental and health impacts, being now a public health problem. Since 2009, our country is the largest consumer of pesticides in the world, staying at the top of the ranking since then. Estimatives show that each Brazilian consumes, in average, 5,2 L of pesticides each year, furthermore, laboratory tests conducted by the Program of Analysis of Pesticide Residues in Food (PARA) reveal high levels of intoxication by this product in basic food provided to society. That way, numerous problems are originated by the use of agricultural pesticides in Brazil, and Sergipe is also harmed by this process. Therefore, the objective of this study was to analyze the social-environmental impacts brought to the life of salaried rural workers and family-based producers in the state of Sergipe, particularly in the city of Carira, caused by the use of pesticides. The city of Carira was chosen because of the fact it is the largest corn producer in the state, hence, a lot of pesticides are used in its tillages. Thus, to understand the socio-environmental impacts originated by the use of pesticides in Sergipe, many interviews were conducted in the city. We interviewed several people directly and indirectly related to the issue of pesticides, such as: family-based producers, rural workers and health, agriculture and environment professionals, besides analysis of legal documents that regulates the use of these products in Brazil and in the state of Sergipe. The qualitative research was of the explanatory type, because it was sought to understand and explain the dynamics of the impacts arising from the use of pesticides in the state. That way, it was found how much the problems originated by the use of pesticides are neglected by the public power in Sergipe, state in which the systematization of the intoxication cases by these products is pratically absent, in other words, we do not have any idea of the real impacts caused by the undiscriminated use of pesticides in Sergipe. Along this research, it was also perceived the strong articulation between Capital, State and Agribusiness in the city of Carira, which is territorialised by the Capital, a fact expressed in the production and enlargement of corn crops, which culminates not only on the strong use of pesticides, but also on genetically modified corn. Thus, numerous difficulties were evidenced along this dissertative research, especially the lack of reliable and official data about the intoxications suffered by family-based producers from Carira by the use of agricultural poison.
Palavras-chave: Veneno agrícola
Saúde do trabalhador
Intoxicação por agrotóxico
Saúde ambiental
Epidemiologia
Agricultural poison
Worker’s health
Intoxication for pesticide
Environmental health
Epidemiology
área CNPQ: CNPQ::OUTROS
Agência de fomento: Conselho Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq
Idioma: por
País: Brasil
Instituição/Editora: Universidade Federal de Sergipe
Sigla da Instituição: UFS
Programa de Pós-graduação: Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente
Citação: Silva, Simone Benedita dos Santos. Agronegócio e os impactos socioambientais do uso de agrotóxicos na vida de trabalhadores do campo em áreas de produção de milho no município de Carira, SE. 2015. 204 f. Dissertação( Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2015 .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/4214
Aparece nas coleções:Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
SIMONE_BENEDITA_SANTOS_SILVA.pdf4,98 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.