Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/5742
Tipo de Documento: Dissertação
Título : Impeachment da presidente Dilma Rousseff : a legitimação do processo pelo dispositivo midiático
Autor : Jesus, Gilvan Santana de
Fecha de publicación : 21-feb-2017
Director(a): Bernardo-Santos, Wilton James
Resumen: Durante os anos de 2015 e 2016, a então presidente do Brasil, Dilma Vana Rousseff (2011-2016), é alvo de uma série de protestos que reclamam seu afastamento do cargo através da efetivação de um processo de impeachment. Tendo como base essa conjuntura política do país, o estudo procura compreender os efeitos de sentido produzidos entre locutores, ou seja, os discursos que atravessam e constituem nosso corpus de análise. Para tanto, o trabalho lança mão do aporte teórico-metodológico da Análise de Discurso de linha francesa, a fim de entender como discursivamente foi construído o processo de impeachment na mídia, afinal, as condições midiáticas reproduzem, tornam preponderantes e cristalizam discursos. Como referencial teórico, a pesquisa trouxe as contribuições de autores como: Louis Althusser (1985), Michel Pêcheux (1999; 2002; 2014), Jacqueline Authier-Revuz (1990), Jacques Guilhaumou (2006), Eni P. Orlandi (2007; 2012; 2015), Silvana M. Serrani (1993), Eduardo Guimarães (2005), Maria do Rosário V. Gregolin (2003). Desse percurso bibliográfico, algumas categorias de análise referentes a essa abordagem são fundamentais, a saber: sujeito, interdiscurso, formação discursiva, ideologia e memória discursiva. No percurso de construção do corpus empírico, a partir de publicações jornalísticas impressas e digitais, o método considerou diferentes formas de veiculação, bem como suportes bastante diversificados. No que se refere aos resultados obtidos, a análise chegou a formações discursivas que legitimaram o processo de impeachment na mídia: os sentidos dos rituais jurídicos e de maioria democrática. Também, como parte do processo, o trabalho verifica que formações discursivas próprias da desigualdade entre os gêneros (masculino e feminino) constroem a mulher em condição de inferioridade. Assim, nas relações de poder que se estabelecem discursivamente nesse cenário político, o discurso do “golpe” é desqualificado e o impeachment de Dilma Rousseff, legitimado.
Resumen : During the years of 2015 and 2016, the president of Brazil, Dilma Vana Rousseff (2011-2016), is the target of a series of protests demanding her departure from the position through the execution of an impeachment process. Based on this political conjuncture of the country, the study tries to identify the discourses that cross and constitute our corpus of analysis. For this, the work draws on the of theoretical and methodological support of the French Discourse Analysis, in order to understand how the media discursively constructed the inpeachment process in the media, after all, the mediatic conditions reproduce, become preponderant and crystallize discourses. As a theoretical framework, the work brought the contributions from authors like Louis Althusser (1985), Pêcheux (1999; 2002; 2014), Jacqueline Authier-Revuz (1990), Jacques Guilhaumou (2006), Eni P. Orlandi (2007; 2012; 2015), Silvana M. Serrani (1993), Eduardo Guimarães (2005), Maria do Rosário V. Gregolin (2003). From this bibliographic course, some categories of analysis regarding this approach are fundamental, namely: subject, interdiscourse, discursive formation, ideology and discursive memory. In the course of constructing the empirical corpus, from printed and digital journalistic publications, the method considered different forms of placement, as well as very diverse supports. Regarding the results, the analysis reached discursive formations that legitimated the impeachment process in the media: the meanings of legal rituals and democratic majority. Also, as part of the process, the work verifies that own discursive formations of inequality between genders (male and female) build the woman in an inferior condition. Thus, in the power relations that are settled discursively in this political scenario, the discourse of the "coup" is disqualified and the impeachment of Dilma Rousseff, legitimized.
Palabras clave : Análise do discurso
Mídia
Comunicação de massa
Impeachment
Legitimação
Dilma Rousseff
Media
Discourse analysis
Legitimation
Área CNPQ: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES
Patrocinio: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES
Idioma : por
PaÍs: Brasil
Institución / Editorial : Universidade Federal de Sergipe
Institución: UFS
Programa de Posgrado: Pós-Graduação em Letras
Citación : JESUS, Gilvan Santana de. Impeachment da presidente Dilma Rousseff : a legitimação do processo pelo dispositivo midiático. 2017. 101 f. Dissertação (Pós-Graduação em Letras) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2017.
Tipo de acceso: Acesso Aberto
URI : https://ri.ufs.br/handle/riufs/5742
Aparece en las colecciones: Mestrado em Letras

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción Tamaño Formato  
GILVAN_SANTANA_JESUS.pdf2,85 MBAdobe PDFVista previa
Visualizar/Abrir


Los ítems de DSpace están protegidos por copyright, con todos los derechos reservados, a menos que se indique lo contrario.