Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7603
Tipo de Documento: Dissertação
Título: Caracterização química bioguiada pela atividade antioxidante de Erytrhoxylum mucronatum Benth. (Erythroxylaceae)
Título(s) alternativo(s): Chemical characterization bioguided by the antioxidant activity of Erytrhoxylum mucronatum Benth (Erythroxylaceae)
Autor(es): Santana, Gracielle Silva
Data do documento: 28-Fev-2018
Orientador: Duarte, Marcelo Cavalcante
Resumo: A busca pela cura e alívio de doenças através da ingestão de ervas e folhas pode ter sido uma das primeiras formas de utilização dos produtos naturais. Os cientistas e a indústria farmacêutica têm demonstrado intenso interesse em desenvolver pesquisas com a finalidade de descobrir novos princípios ativos de substâncias oriundas de plantas. Algumas espécies encontradas na flora de Sergipe ainda são desconhecidas ou pouco conhecidas cientificamente, a exemplo da espécie Erythroxylum mucronatum que não possui relatos na literatura de seu uso na medicina popular, bem como estudos químicos e farmacológicos ainda não foram registrados. O presente estudo teve como objetivo realizar a caracterização química bioguiada pela atividade antioxidante dessa espécie. Foi feita a investigação da capacidade antioxidante para o extrato etanólico bruto (EEB) e as fases acetato de etila (FAE), clorofórmica (FC) e hexânica (FH), todos apresentaram atividade antioxidante, com destaque para a FAE que mostrou-se a mais ativa, através dos métodos de eliminação dos radicais DPPH (2,2-difenil-1-picril-hidrazila) (IC50= 37,9 μg/mL), ABTS (2,2'-azinobis (ácido 3 etilbenztiazolino-6- sulfônico)) (IC50= 452,8 μg/mL), NO (Óxido Nítrico) (IC50= 122,81 μg/mL) e ensaio de potencial reducional de ferro (FRAP), onde demonstrou atividade superior ao padrão Trolox®. O conteúdo de compostos fenólicos totais para a FAE foi de 348,85 ± 8,47 mg de equivalente de ácido gálico/g da amostra. A análise em cromatógrafo líquido de alta eficiência acoplado a espectrômetro de massas (HPLC-MS) identificou 20 compostos fenólicos presentes na FAE. Entre os compostos identificados, FAE20 foi isolado e elucidado por ressonância magnética nuclear (RMN) de 1H e 13C, denominado como quercetina-3-O-α-L-ramnosídeo. Conjuntamente, estes resultados evidenciam que a espécie estudada é bioprodutora de compostos fenólicos e que além de ser antioxidante esta possui potencial para a realização de novos estudos farmacológicos.
Abstract: The search for healing and the service of diseases through the ingestion of herbs and leaves may have been one of the first ways of using natural products. Scientists and the pharmaceutical industry have demonstrated intense in ventures researched for the purpose of discovery. Other species found in the flora of Sergipe are still unknown or little known scientifically, such as the Erythroxylum mucronatum species that has no reports in the literature of its use in folk medicine, as well as chemical and pharmacological studies have not yet been recorded. The objective of the present study was to carry out a chemical characterization bioguided by the antioxidant activity of this species. The antioxidant measurement for the crude ethanolic extract (EEB) and ethyl acetate (FAE), chloroform (FC) and hexane (FH) phases were tested, all of which presented antioxidant activity, with emphasis on FAE which showed to be the most active, through the methods of elimination of DPPH radicals (2,2-diphenyl-1-picryl-hydrazila (IC50 = 37.9 μg / mL), ABTS (2,2'-azinobis (3-ethylbenzthiazoline-6-sulfonic acid)) (IC50 = 452.8 μg / mL), NO (Nitric Oxide) (IC50 = 122.81 μg / mL) and reductive potential (FRAP), where it demonstrated activity superior to the Trolox® standard. The content of total phenolic compounds for AED was 348.85 ± 8.47 mg of gallic acid equivalent / g of the sample. A high-efficiency liquid chromatograph coupled to mass spectrometer (HPLC-MS) analysis identified 20 sets of phenolic present in FAE. Among the compounds identified, FAE20 was isolated and isolated by 1H and 13C nuclear magnetic resonance (RMN), termed quercetin-3-O-α-L-rhamnoside. Together, these results show that it is a studied and bioproductive species of phenolic compounds and that besides being an antioxidant, it has the potential to carry out new pharmacological studies.
Palavras-chave: Antioxidantes
Fenóis
Erythroxylum
Compostos fenólicos
Antioxidant
Phenolic compounds
área CNPQ: CIENCIAS BIOLOGICAS::FARMACOLOGIA
Idioma: por
Sigla da Instituição: Universidade Federal de Sergipe
Programa de Pós-graduação: Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas
Citação: SANTANA, Gracille Silva. Caracterização química bioguiada pela atividade antioxidante de Erytrhoxylum mucronatum Benth. (Erythroxylaceae). 2018. 80 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2018.
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7603
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciências Farmacêuticas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
GRACIELLE_SILVA_SANTANA.pdf2,68 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.