Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/1012
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorAguiar Netto, Antenor de Oliveira-
dc.contributor.authorNacif, Paulo Gabriel Soledade-
dc.contributor.authorResende, J. O.-
dc.date.accessioned2014-08-08T21:13:06Z-
dc.date.available2014-08-08T21:13:06Z-
dc.date.issued1999-
dc.identifier.citationAGUIAR NETTO, A. O.; NACIF, P. G. S.; REZENDE, J. O. Avaliação do conceito de capacidade de campo para um latossolo amarelo coeso do Estado da Bahia. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 23, p. 661-667, 1999. Disponível em< http://sbcs.solos.ufv.br/solos/revistas/v23n3a20.pdf > Acesso em: 23 jul. 2013pt_BR
dc.identifier.issn0100-0683-
dc.identifier.urihttps://ri.ufs.br/handle/riufs/1012-
dc.descriptionGeocellypt_BR
dc.description.abstractPor meio da morfologia do perfil e de análises físicas, tais como textura, densidade de partículas e do solo, distribuição do tamanho dos poros, retenção e armazenamento de água e capacidade de campo determinada “in situ“, avaliouse o comportamento de um Latossolo Amarelo, localizado em Cruz das Almas (BA), submetido à prática da irrigação. Os resultados obtidos evidenciaram que os horizontes AB e BA são bastante coesos, principalmente quando secos, e constituem forte impedimento mecânico ao crescimento radicular e à livre movimentação do ar e da água. Tendo em vista a presença de camadas coesas, o conceito clássico de capacidade de campo não se aplica ao solo em questão e, além disso, verificou-se que os teores de água no solo em equilíbrio com os potenciais de -10 e -33 kPa, obtidos em laboratório com amostras deformadas, não representam devidamente o limite superior de água disponível nas condições de campo. Para calcular a faixa de água disponível, são indicados valores de potencial da água no solo, de acordo com os horizontes. Recomendam-se estudos específicos à origem da coesão observada, utilização de plantas ou implementos agrícolas capazes de romper a barreira física imposta pelos horizontes coesos. ____________________________________________________________________________________ Abstract: Through profile morphology and physical analysis (texture, bulk and particle densities, pore size distribution, water storage and retention, and field capacity determined “in situ”), the behavior of a yellow Latosol located in Cruz das Almas (BA), Brazil, was studied when subjected to irrigation. The results made showed that the AB and BA horizons were hard (cohesion), mainly when dry, becoming a strong mechanic impediment fot root growth , aeration and water movement; due to the presence of the hard layer, the classic concept of field capacity was not applicable. Soil water contents in balance with potentials of -10 to -33 kPa and estimated in the laboratory using disturbed samples do not precisely represent the superior available water limit under field conditions. To calculate the available water range, water potential values were chosen in accordance to the horizons. Specific studies about the origin the observed cohesion, the choice of plants and agricultural machinery to break the physical barrier imposed by hard layers and improvement of soil drainage are recommended.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherRevista Brasileira de Ciência do Solopt_BR
dc.subjectPropriedades físico-hídricaspt_BR
dc.subjectCoesãopt_BR
dc.subjectTabuleiros costeirospt_BR
dc.subjectLatosolopt_BR
dc.titleAvaliação do conceito de capacidade de campo para um latossolo amarelo coeso do Estado da Bahia.pt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.identifier.licenseCreative Commons Attribution Licensept_BR
Appears in Collections:DEA - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Avaliaçãodoconceitodecapacidade.pdf103,75 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.