Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/10292
Tipo de Documento: Monografia
Título: Variação morfométrica de Melampus coffea L. (Mollusca, Gastropoda, Ellobiidae) na zona entremarés de dois manguezais urbanos em Aracaju, Sergipe
Autor(es): Santana, Méricles Azevedo de
Data do documento: 19-Out-2017
Orientador: Guimarães, Carmen Regina Parisotto
Resumo: O manguezal é um ecossistema onde há uma diversificada comunidade de indivíduos, possibilitando que sejam criados vários nichos com funcionalidades bastante diferenciadas. Melampus coffea (Linnaeus, 1758) (Mollusca, Gastropoda, Elobiidae), conhecido como caracol grão de café, é um gastrópode pulmonado, macro detritívoro, encontrado em toda região do Atlântico, mas sendo pouco estudado da costa brasileira. Este gastrópode se alimenta de detritos vegetais, tendo uma grande preferência por certas espécies de folhas de árvores de mangue caídas e envelhecidas, como as de Rhizophora mangle (Rhizophoraceae) e Avicennia germinans (Combretaceae), tendo uma grande importância na cadeia alimentar desse ecossistema. O objetivo deste trabalho foi verificar a dinâmica de populações de M. coffea em duas regiões, uma antropizada (13 de Julho) e a menos antropizada (Mosqueiro). em relação à abundância e tamanho dos organismos no tempo e no espaço e havendo variabilidade, realizar a comparação. Para tal finalidade, foram realizadas coletadas mensais, de Agosto de 2003 a Julho de 2004 de Melampus coffea nas duas regiões. Os resultados mostraram uma maior abundância na região da 13 de Julho com 857 indivíduos capturados no mês de fevereiro de 2004 e uma menor abundância também na região da 13 de Julho, no mês de dezembro de 2003, onde nenhum indivíduo foi coletado. Fazendo a comparação espacial entre as médias das densidades dos moluscos nas regiões do Mosqueiro e da 13 de Julho, foi observado que, durante todo período estudado, a abundância de Melampus coffea foi significativamente diferente (p<0,05), com a região da 13 de Julho apresentando as maiores densidades. Quanto à morfometria de Melampus coffea pôde-se observar que a concha possui um formato oval-cônico suave, com um comprimento maior que a sua largura nas duas regiões. Além disso, a relação linear entre o comprimento e largura da concha para as duas regiões indica que essa espécie não possui crescimento alométrico. Em relação a abertura da concha, nota-se um formato mais cônico, com o comprimento sendo quase o triplo da largura nos dois locais. O mesmo padrão para razão comprimento/largura da concha e o comprimento da concha, em relação à sua isometria, é encontrado quando analisamos a regressão linear para a razão entre o comprimento/largura da abertura da concha e o comprimento da abertura. O crescimento relacionado a alometria ou isometria da concha de gastrópodes marinhos é bastante elástico e responde a diversos fatores ambientais
Abstract: The mangrove is an ecosystem, where there is a diverse community of individuals, allowing to create several niches with quite different functionalities. Melampus coffea (Linnaeus, 1758) (Mollusca, Gastropoda, Elobiidae), known as the snail coffee bean, is a lung gastropod, macro detritus, found throughout the Atlantic, but not much studied on the Brazilian coast. This gastropod feeds on plant debris, with a high preference for certain species of leaves of fallen and aged mangrove trees, such as Rhizophora mangle (Rhizophoraceae) and Avicennia germinans (Combretaceae), having a great importance in the food chain of this ecosystem. The objective of this work was to verify the dynamics of populations of M. coffea in two regions, one anthropized (July 13) and the least anthropized (Mosqueiro). in relation to the abundance and size of the organisms in time and space and having variability, carry out the comparison. For this purpose, monthly collections were carried out from August 2003 to July 2004 of Melampus coffea in the two regions. The results showed a greater abundance in the region of July 13 with 857 individuals captured in the month of February 2004 and a smaller abundance also in the region of July 13, in the month of December 2003, where no individual was collected. The spatial comparison between mollusk densities in the Mosqueiro and July 13 regions showed that, during the whole study period, the abundance of Melampus coffea was significantly different (p <0.05), with the July 13 showing the highest densities. As for the morphometry of Melampus coffea it was observed that the shell has a smooth oval-cone shape, with a length greater than its width in the two regions. In addition, the linear relationship between shell length and width for the two regions indicates that this species does not have allometric growth. In relation to the opening of the shell, we can notice a more conical shape, with the length being almost triple the width in the two places. The same pattern for the length / width ratio of the shell and the length of the shell, relative to its isometry, is found when we analyze the linear regression for the ratio between the length / width of the shell opening and the length of the aperture. The growth related to allometry or isometry of the shell of marine gastropods is quite elastic and responds to several environmental factors
Palavras-chave: Ecologia
Ensino de ecologia
Gastrópode
Ecossistema
Manguezal, Aracaju (SE)
Aracaju (SE)
Melampus coffea L
Population dynamics
área CNPQ: CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA::ECOLOGIA DE ECOSSISTEMAS
Idioma: por
Sigla da Instituição: Universidade Federal de Sergipe
Departamento: DECO - Departamento de Ecologia – São Cristóvão - Presencial
Citação: Santana, Méricles Azevedo de. Variação morfométrica de Melampus coffea L. (Mollusca, Gastropoda, Ellobiidae) na zona entremarés de dois manguezais urbanos em Aracaju, Sergipe. São Cristóvão, SE, 2018. Monografia (bacharelado em Ecologia) – Departamento de Ecologia, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2018
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/10292
Aparece nas coleções:Ecologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Mericles_Azevedo_Santana.pdf1,87 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.