Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/10293
Tipo de Documento: Monografia
Título: Composição e distribuição espaço-temporal da Carcinofauna (Crustacea : decapoda) acompanhante da pesca do camarão Xiphopenaeus Kroyeri (Heller, 1862) na plataforma continental de Sergipe
Autor(es): Santos, Caroline Tibúrcio
Data do documento: 5-Out-2017
Orientador: Hirose, Gustavo Luis
Resumo: A pesca ao longo da região litorânea é considerada uma atividade altamente impactante, uma vez que esta resulta na desestruturação das comunidades bentônicas, ao capturar um elevado número de espécies não alvo. Entretanto, apesar da pesca ser uma prática comum no estado de Sergipe, os estudos que visam caracterizar a fauna acompanhante na pesca do camarão Sete-barbas no estado ainda são poucos, o que resulta em uma falta de conhecimento dos padrões de distribuição destas espécies. Diante disto, o presente estudo teve como objetivo estudar a composição e a distribuição espaço-temporal da carcinofauna acompanhante na pesca do camarão Sete-barbas na plataforma continental de Sergipe. As coletas foram realizadas mensalmente no período de Ago/13 a Set/14 em nove estações na plataforma continental, distribuídos nos 5, 15 e 30 m de profundidade. Em todos os pontos foram amostrados os seguintes fatores ambientais, temperatura e salinidade (fundo e superfície) e foram recolhidas amostras de sedimento para análises de %MO, %CaCO3 e caracterização da textura do sedimento (PHI φ). Para a análise de diversidade espacial e mensal foi utilizado índice de Shannon, para Equitabilidade, Pielou (J’) e na análise de dominância foi utilizado Berger-Parker. Para a distribuição espaço-temporal foi utilizada uma análise variância fatorial. A correlação entre fatores abióticos e espécies mais abundantes foi analisada por meio de uma análise de correspondência canônica (ACC). Foram amostrados um total de 9.165 indivíduos dos quais foram subamostrados 5562, distribuídos em duas subordens, 4 infraordens, 24 famílias e 58 espécies. A infraordem Caridea representou a maior abundância (59,58%) e a Anomura a menor (0,51%). A infraordem Brachyura apresentou a maior riqueza com 34 espécies e 14 famílias. As espécies mais abundantes foram N. schmitti (56,25%), F. subtilis (16,36%), C, ornatus (11,05) e L. schmitti (5,49%). A abundância da carcinofauna foi baixa, a riqueza e a diversidade foram intermediárias e os índices de dominância e equitatividade oscilaram durante o período amostral. O menor índice de diversidade registrado no mês de setembro (0,94 bits/ind), está associado a presença da espécie N. schmitti, os maiores índices de diversidade nos meses de Março e Maio (H’ = 2,33 e 2, 32 bits/ind) pode ser atribuído a ausência das espécies mais dominantes nesses meses. A maior riqueza e abundância encontrada nos 30 metros de profundidade pode ser relacionada a heterogeneidade do ambiente. A maior abundância registrada na estação chuvosa (F = 12,9365; p= 0,000499) pode ser atribuída a maior pluviosidade neste período, o que resulta em um maior carreamento de matéria orgânica dos estuários em direção a plataforma. A correlação entre a espécie C. ornatus e o CaCO3 está associada a preferência desta espécie por locais com fundos de cascalho e grãos maiores de areia. A correlação negativa entre o camarão L. schmitti e o sedimento, pode ser inferido ao comportamento de bi turbação apresentado por esta espécie. O estudo mostrou que comparada a outras regiões, a diversidade de crustáceos na Plataforma de Sergipe é considerada intermediaria, com algumas espécies exercendo um papel dominante. As informações relacionadas à carcinofauna da região ajudam a compreender como estas espécies se distribuem e quais os fatores podem limitar e ampliar a sua abundância, além de gerar um banco de dados que pode ser utilizado em futuras comparações sobre a biodiversidade local
Palavras-chave: Ecologia
Ensino de ecologia
Ecossistema ambiental
Costa, Sergipe (SE)
By-catch
Pesca de arrasto
Crustáceo
Pesca
Camarão, Pesca
área CNPQ: CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA::ECOLOGIA DE ECOSSISTEMAS
Idioma: por
Sigla da Instituição: Universidade Federal de Sergipe
Departamento: DECO - Departamento de Ecologia – São Cristóvão - Presencial
Citação: Santos, Caroline Tibúrcio. Composição e distribuição espaço-temporal da Carcinofauna (Crustacea : decapoda) acompanhante da pesca do camarão Xiphopenaeus Kroyeri (Heller, 1862) na plataforma continental de Sergipe. São Cristóvão, SE, 2017. Monografia (bacharelado em Ecologia) – Departamento de Ecologia, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2017
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/10293
Aparece nas coleções:Ecologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Caroline_Tiburcio_Santos.pdf1,63 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.