Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/10297
Tipo de Documento: Monografia
Título: Levantamento florístico e fitossociológico em um fragmento de Mata Ciliar do Rio Pitanga, Sergipe
Autor(es): Barros, Lara Celi Alves de
Data do documento: 20-Abr-2017
Orientador: Mello, Anabel Aparecida de
Resumo: A Mata Atlântica está presente no estado de Sergipe e, assim como em outros estados do país, encontra-se degradada e reduzida em área de cobertura. Considerado como um hotspot, esse bioma possui a salvaguarda legal da lei nº 11.428, de 22 de dezembro de 2006. Situada na zona costeira do estado de Sergipe e inserida no domínio da Mata Atlântica, a sub-bacia hidrográfica do rio Poxim pertence à Bacia Hidrográfica do rio Sergipe, e é composta pelos afluentes Poxim-Açú, Poxim-Mirim e Pitanga. As matas ciliares possuem características peculiares e contribuem para a proteção dos rios e da biodiversidade. O presente estudo teve o objetivo de realizar um levantamento florístico e fitossociológico num fragmento de vegetação ciliar numa propriedade particular às margens do rio Pitanga, localizada próxima ao povoado Aloque, no município de São Cristóvão-SE. Além disso, foi observada a conformidade da mata ciliar estudada em relação à lei 12.651, de 25 de maio de 2012 (Código Florestal). O trabalho foi conduzido por meio de um inventário tipo censo (enumeração completa de todos os indivíduos com CAP maior ou igual a 15 cm) em uma área total de 0,3638 ha, contabilizando 322 indivíduos agrupados em 14 espécies, 13 gêneros e 11 famílias, e área basal de 9,36 m²/ha. As famílias com maior fitodiversidade foram a Fabaceae-Mimosoideae, Myrtaceae e Vochysiaceae, cada uma com duas espécies, que contribuíram juntas com aproximadamente 48,86% do total de espécies levantadas, enquanto que as outras apresentaram apenas uma espécie cada. As famílias que obtiveram maior IVC foram Fabaceae, Myrtaceae e Rubiaceae, enquanto que as espécies que exibiram maior valor desse índice foram: Inga vera Willd., Myrciaria floribunda (H. Westex Willd.) O. Berg, Inga laurina (Sw.) Willd., Genipa americana L., Vochysia lucida C. Presl, Tapirira guianensis Aubl., Qualea cryptantha (Spreng.) Warm. e Annona cacans Warm, sendo que o IVC (%) da Inga vera foi significativamente maior do que o das demais espécies. A densidade absoluta estimada foi de 855 indivíduos por hectare. Na análise da estrutura vertical as espécies que apresentaram maior número de indivíduos na faixa de maior altura (H ≥ 10,22 m) foram Inga vera, Inga laurina e Tapirira guianensis. Todas as espécies apresentaram maior porcentagem de indivíduos na faixa de altura intermediária (5 m ≤ H < 10,22 m), com exceção da Annona cacans com maior porcentagem de indivíduos na faixa de menor altura (H ≤ 5 m). Por meio das visitas de campo no período chuvoso, foram observadas na floresta ciliar características da tipologia vegetacional Floresta Estacional Semidecidual Aluvial. Também foram constatados sinais evidentes de desmatamentos e degradação ambiental. Por meio da medição da largura da faixa ciliar estudada, concluiu-se que a mesma está de acordo com a legislação concernente (Código Florestal). O estudo possui importância para comparação com novos levantamentos que possam ser feitos na região do entorno, sendo de grande importância essa continuidade de estudos da vegetação ciliar do rio Pitanga, assim como de outros rios do estado de Sergipe, tendo em vista a necessidade de conservação dos recursos hídricos, florestais e da vida silvestre em geral
Palavras-chave: Ciências Florestais
Ensino de ciências florestais
Mata Atlântica
Código florestal
Hotspot análise estrutural
Mata Ciliar
Rio Pitanga (SE)
área CNPQ: CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL::CONSERVACAO DA NATUREZA
Idioma: por
Sigla da Instituição: Universidade Federal de Sergipe
Departamento: DCF - Departamento de Ciências Florestais - São Cristóvão - Presencial
Citação: Barros, Lara Celi Alves de. Levantamento florístico e fitossociológico em um fragmento de Mata Ciliar do Rio Pitanga, Sergipe. São Cristóvão, SE, 2017. Monografia (graduação em Ciências Florestais) – Curso de Engenharia Florestal, Departamento de Ciências Florestais, Centro de Ciências Agrárias Aplicadas, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2017
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/10297
Aparece nas coleções:Engenharia Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Lara_Celi_Alves_Barros.pdf2,09 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.