Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/10301
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorSantos, Franciane dos-
dc.date.accessioned2019-01-23T12:02:49Z-
dc.date.available2019-01-23T12:02:49Z-
dc.date.issued2017-09-27-
dc.identifier.citationSantos, Franciane dos. Avaliação da emissão e sequestro de carbono na UFS, Campus de São Cristóvão. São Cristóvão, SE, 2017. Monografia (graduação em Ciências Florestais) – Curso de Engenharia Florestal, Departamento de Ciências Florestais, Centro de Ciências Agrárias Aplicadas, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2017pt_BR
dc.identifier.urihttp://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/10301-
dc.languageporpt_BR
dc.subjectCiências Florestaispor
dc.subjectEnsino de ciências florestaispor
dc.subjectEfeito estufapor
dc.subjectFonte de emissõespor
dc.subjectMudanças climáticaspor
dc.subjectSequestros de carbonopor
dc.titleAvaliação da emissão e sequestro de carbono na UFS, Campus de São Cristovãopt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.contributor.advisor1Ribeiro, Genésio Tâmara-
dc.description.resumoA energia está presente na maioria das atividades humanas, principalmente na sociedade moderna. Sua produção é apoiada na busca e exploração de recursos naturais, provocando uma série de modificações no ambiente. Com base no Sistema de Estimativa de Emissões de Gases de Efeito Estufa criado pelo Observatório do Clima, o setor de mudanças de uso da terra de florestas para agricultura, seguido do setor de agropecuária, são as principais fontes de emissão de Gases de Efeito Estufa (GEE) no Brasil. Várias medidas foram tomadas para amenizar os efeitos advindos desse problema, dentre elas o Protocolo de Quioto. A partir dessas medidas são quantificadas as emissões dos Gases de Efeito Estufa (GEE). O objetivo desse trabalho foi identificar e quantificar, propondo medidas visando neutralizar e compensar as emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) na Universidade Federal de Sergipe, Campus de São Cristóvão. O trabalho foi desenvolvido no Campus de São Cristóvão, as informações requeridas de acordo com o objetivo do trabalho foram obtidas através do levantamento de campo e por sistema eletrônico, onde foram coletados os dados em pontos referentes as seis fontes de emissões de Gases do Efeito Estufa (GEE) que são eles: efluentes líquidos, resíduos sólidos recicláveis (papel e copos descartáveis) e não recicláveis, gás de cozinha, água, energia e combustíveis. Além do inventario das fontes de emissão de gases de efeito estufa, também se quantificou o sequestro de carbono . A pesquisa realizada foi do tipo quantitativa, por meio de aplicação de questionários, os quais foram analisados e, após, traduzidos, foram expostos em figuras e tabelas O Balanço de Carbono na UFS, no Campus de São Cristóvão é negativo em 17.090,56 tCO2e./ano, indicando que a UFS contribui para o aumento dos Gases de Efeito Estufa no ambientept_BR
dc.publisher.departmentDCF - Departamento de Ciências Florestais - São Cristóvão - Presencialpt_BR
dc.subject.cnpqCIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTALpt_BR
dc.publisher.initialsUniversidade Federal de Sergipept_BR
dc.description.localSão Cristóvão, SEpt_BR
Aparece nas coleções:Engenharia Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Franciane_Santos.pdf587,6 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.