Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/10324
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorMello, Luiz Adolfo de-
dc.date.accessioned2019-01-24T23:00:42Z-
dc.date.available2019-01-24T23:00:42Z-
dc.identifier.citationMELLO, L. A. Maps of structure of scientific knowledge, the didactic transposition theory of Chevallard, Izquierdo and de Mello (chim) and the theory of scientific knowledge. São Cristóvão, SE: UFS, [2018].pt_BR
dc.identifier.urihttp://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/10324-
dc.description.abstractWe present here the most current version of the theory of didactic transposition (DT) that encompasses (synthesizes) the theory of Chevallard (1991), the cognitive theory of science and mental models of Jhonson-Laird (1987 and 1995). A brief review of Chevallard's theory is presented and the generalization of this theory is presented by De Mello according to the works of Izquierdo-Aymerich (2003). That is, a theory is proposed here to study the way the original scientific models are transposed to didactic models. That is, to analyze how the knowledge produced in the 'academic spheres' changes adapt and simplify and consolidate themselves as knowledge to be taught in the classroom. Complementing the works of Chevallard (1982 and 1991), Brockington (2005) and others we propose here rules that define how a DT should occur or be performed. Finally, we suggest some guidelines on how DT should be performed. Next, we present the Scientific Knowledge Theory (SKT) along with one of its possible research methodologies. That is, along with generalized conceptual maps as an algorithmic language and here termed maps of the structures of scientific knowledge (MECC). The generalization of the research tool named Conceptual Mapping. It is known that in the moment that a given author produces a certain text or hypertext, be it a didactic text, an article, a report or a scientific text that "materializes" in the written form, implied in its more general form, in a set of ideas , hypotheses, explanatory models, a theory and/or experimental facts. At that moment we have the occurrence of a "pedagogical fact". It is proposed here that a theory of the Transposition of Scientific Knowledge or Didactic Transposition, equipped with a research methodology and based on pedagogical facts, constitutes a branch of the social sciences. That this new theory, named "Theory of Knowledge," can easily be generalized to other forms of knowledge.por
dc.languageengpt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.subjectFísicapor
dc.subjectMapas conceituaispor
dc.subjectModelos mentaispor
dc.subjectParadigma científicopor
dc.subjectTeoria da Transposição Didáticapor
dc.subjectTeoria do Conhecimento Científicopor
dc.titleMaps of structure of scientific knowledge, the Didactic Transposition Theory of Chevallard, Izquierdo and de Mello (CHIM) and the Theory of Scientific Knowledgept_BR
dc.title.alternativeMapa da estrutura do conhecimento científico, a Teoria da Transposição Didática de Chevallard, Izquierdo e de Mello (CHIM) e a Teoria do Conhecimento Científicopor
dc.typeLivropt_BR
dc.description.resumoApresenta-se aqui a versão mais atual da teoria da transposição didática que engloba (sintetiza) a teoria de Chevallard (1991), a teoria cognitiva da ciência e modelos mentais de Jhonson-Laird (1987 e 1995). Faz-se uma breve revisão da teoria de Chevallard e se expõe a generalização dessa teoria por De Mello segundo os trabalhos de IzquierdoAymerich (2003). Isto é, propõe-se aqui uma teoria para se estudar a maneira como os modelos científicos originais são transpostos aos modelos didáticos. Isto é, para analisar como o conhecimento produzido nas ‘esferas acadêmicas’ se modificam se adaptam se simplificam e se consolidam como saberes a serem ensinados em sala de aula. Complementando os trabalhos de Chevallard (1982 e 1991), Brockington (2005) e outros se propõem regras que definam como uma DT deva ocorrer ou ser realizada. Finalmente se sugere algumas diretrizes de como a DT deva ser efetuada. Em seguida apresentamos a Teoria do Conhecimento científico (SKT) junto com uma de suas possíveis metodologias de pesquisa. Isto é, junto com mapas conceituais generalizados como uma linguagem algorítmica e denominado aqui de mapas das estruturas do conhecimento científico (MECC). A generalização da ferramenta de pesquisa Mapa Conceitual. Tem se que no momento que um dado autor produz um determinado texto ou hipertexto, seja esse um texto didático, um artigo, uma reportagem ou texto científico esse “materializa” na forma escrita, subentendido na sua forma mais geral, em um conjunto de ideias, hipóteses, modelos explicativos, uma teoria e/ou fatos experimentais. Nesse momento temos a ocorrência de um “fato pedagógico”. Propõe-se aqui que uma teoria da Transposição do Conhecimento ou da Transposição Didática, munida de uma metodologia de pesquisa e baseada em fatos pedagógicos se constitui em um ramo das ciências sociais. Que essa nova teoria, a “Teoria do Conhecimento”, pode ser facilmente generalizada às outras formas de conhecimento.pt_BR
dc.publisher.initialsUFSpt_BR
dc.description.localSão Cristóvão, SEpt_BR
Appears in Collections:DFI - Livros e capítulos de livros

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MapaEstruturaConhecimentoCientifico.pdf1,44 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.