Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/10391
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorSilva, Marthiane Santos-
dc.date.accessioned2019-02-04T14:44:27Z-
dc.date.available2019-02-04T14:44:27Z-
dc.date.issued2016-09-14-
dc.identifier.citationSILVA, Marthiane Santos. Uso de medicamentos off-label e não licenciados em pediatria : uma revisão sistemática. São Cristóvão, SE, 2016. Monografia (Bacharelado em Farmácia) - Departamento de Farmácia, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2016pt_BR
dc.identifier.urihttp://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/10391-
dc.languageporpt_BR
dc.subjectFarmáciapor
dc.subjectEnsino de farmáciapor
dc.subjectMedicamentospor
dc.subjectPediatriapor
dc.titleUso de medicamentos off-label e não licenciados em pediatria : uma revisão sistemáticapt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.contributor.advisor1Di Pietro, Giuliano-
dc.description.resumoJustificativa: a falta de medicamentos para crianças resulta em uso de medicamentos off-label e não licenciados. Objetivos: avaliar as características e consequências do uso de medicamentos off-label e não licenciados na pediatria. Metodologia: foram realizadas buscas dos artigos de 1999 até julho de 2016. A revisão sistemática foi realizada através das bases de dados PubMed, Scopus, Lilacs e Web of Knowledge, utilizando as palavras-chave: “off-label drug”, “off-label prescription”, “children” e “pediatrics” e posteriormente, o título, resumo e texto completo passaram por uma seleção criteriosa, após selecionados foram analisados por completo. Os critérios de inclusão da revisão analisados pelos revisores foram: pacientes pediátricos menores de 12 anos e uso de medicamentos off-label e não licenciados na pediatria. Resultados: foram identificados nas fontes pesquisadas 1.970 artigos. No final do processo de seleção, apenas 12 atendiam aos critérios de inclusão sem repetição nas revistas. Observou no estudo um elevado grau de medicamentos off-label e não licenciados em crianças. A maioria dos estudos foram realizados na Europa e apenas dois no Brasil. Dentre as justificativas para o uso de medicamentos off-label e não licenciados na pediatria, a maioria dos artigos mencionaram a falta de informações e a falta de medicamentos nessa faixa etária. Dos medicamentos mais prescritos em crianças, a dose foi o principal motivo off-label e modificação da forma farmacêutica para os medicamentos sem licença. Conclusão: há uma necessidade de notificação e padronização dos medicamentos na pediatria através da atuação da Comissão de Farmácia e Terapêutica (CFT) nos hospitais.pt_BR
dc.publisher.departmentDFA - Departamento de Farmácia – São Cristóvão - Presencialpt_BR
dc.subject.cnpqCIENCIAS DA SAUDE::FARMACIA::ANALISE E CONTROLE E MEDICAMENTOSpt_BR
dc.publisher.initialsupt_BR
dc.contributor.advisor-co1Lyra Júnior, Divaldo Pereira de-
dc.description.localSão Cristóvão, SEpt_BR
Aparece nas coleções:Farmácia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Marthiane_Santos_Silva.pdf890,96 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.