Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/11051
Document Type: Monografia
Title: Icnofósseis e análise paleoambiental da seção carbonática Pedro Gonçalves, cretáceo superior da Bacia de Sergipe
Authors: Santana, Mateus do Nascimento
Issue Date: 21-Sep-2018
Advisor: Andrade, Edilma de Jesus
Resumo : Os icnofósseis ou traços fósseis têm sido de grande importância nas interpretações paleoambientais e análise de bacias sedimentares. As estruturas biogênicas produzidas pelos organismos bentônicos têm um papel significante nas interpretações paleoambientais e paleoecológicas. Dessa forma, a análise da assembleia de icnofósseis possibilita a reconstrução paleoambiental e deposicional de sucessões sedimentares marinhas. A Formação Cotinguiba é representada por uma sucessão de carbonatos e folhelhos marinhos com origem associada a um evento transgressivo na plataforma da Bacia de Sergipe-Alagoas, durante o intervalo Cenomaniano-Coniaciano (Cretáceo Superior). O objetivo deste trabalho foi descrever e identificar a associação de icnofósseis (traços fósseis) na seção carbonática Pedro Gonçalves 6 e reconstruir o ambiente deposicional dessa seção, no contexto da Formação Cotinguiba, Cretáceo Superior da Bacia de Sergipe. A metodologia de trabalho envolveu o levantamento do perfil litoestratigráfico e a coleta de fósseis e estruturas biogênicas na seção Pedro Gonçalves 6. A sucessão sedimentar é composta por uma alternância de calcilutitos e margas, sobrepostos por um pacote de carbonatos altamente bioturbados que migra para uma brecha carbonática fossilífera. Foram identificadas e descritas sistematicamente duas estruturas de bioturbação e seis de bioerosão. A icnocenose de bioturbação é constituída pelos icnogêneros Thalassinoides e Laminites, enquanto que a de bioerosão é representada por Entobia, Caulostrepsis, Gastrochaenolites, Maeandropolydora e Oichnus. As escavações de habitação de Thalassinoides e Laminites indicam a presença de um substrato inconsolidado, associado à icnofácies Glossifungites. Em contrapartida, a icnocenose dominada por estruturas de bioerosão permite estabelecer a icnofácies Entobia, associada a substratos litificados (hardgrounds) e paradas na sedimentação. A distribuição dos icnofósseis na sucessão estratigráfica permitiu verificar uma mudança acentuada na icnocenose ao longo da seção Pedro Gonçalves 6, refletida na migração vertical das icnofácies Glossifungites para Entobia. Este padrão de empilhamento sugere um evento regressivo local, que causou raseamento da bacia e consequente diminuição da taxa de sedimentação no Turoniano médio.
Abstract: Ichnofossils or trace fossils received great attention in paleoenvironmental interpretations and sedimentary basin analysis. The biogenic structures produced by benthic organisms play a significant role in the paleoenvironmental and paleoeolocologic interpretations. Therefore, the analysis of the ichnofossils assemblage allows paleoenvironmental and depositional reconstructions of marine deposits. The Cotinguiba Formation is represented by a succession of carbonates and marls deposited along the Cenomanian-Coniacian (Upper Cretaceous) intervals of the Sergipe-Alagoas Basin plataform. The aim of this study was to describe and identify the association of ichnofossils in the carbonate succession of the Pedro Gonçalves 6 section, as well as to perform a reconstruction for the depositional environment of the Cotinguiba Formation, Upper Cretaceous of Sergipe Basin. The lithostratigraphic log of Pedro Gonçalves 6 section was described. In addition, fossils and biogenic structures were collected to laboratorial examination. The sedimentary succession is composed by an intercalation of mudstone and marls, followed by highly bioturbated carbonate beds that are superimposed by highly fossiliferous carbonate breccia. Two bioturbation and six bioerosion structures were identified and described. The bioturbation ichnocenosis is constituted by the ichnogenus Thalassinoides and Laminites. The bioerosion ichnocenosis is represented by Entobia, Caulostrepsis, Gastrochaenolites, Maeandropolydora and Oichnus. The presence of the dwelling excavations of Thalassinoides and Laminites indicates the presence of an unconsolidated substrate, associated to the ichnofacies Glossifungites. In contrast, the ichnocoenose dominated by bioerosion structures allows the establishment of Entobia ichnofacies, which is associated with hardgrounds formation and sedimentation-starved surfaces. The ichnofossils distribution in the stratigraphic succession indicates a remarkable change in the ichnocoenosis throughout the Pedro Gonçalves 6 section, reflected in the vertical migration of the ichnofacies Glossifungites to Entobia. This succession evolution suggests a regressive event followed by exhumation and consequent decrease of sedimentation rate in the middle Turonian of Sergipe Basin.
Keywords: Geologia
Ensino de geologia
Icnologia
Bioturbação
Bioerosão
Cretáceo
Pedro Gonçalves (SE)
Icnology
Bioturbation
Bioerosion
Rio Sergipe
Subject CNPQ: CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA::PALEONTOLOGIA ESTRATIGRAFICA
Language: por
Institution: Universidade Federal de Sergipe
Department: DGEOL - Departamento de Geologia – São Cristóvão - Presencial
Citation: Santana, Mateus do Nascimento. Icnofósseis e análise paleoambiental da seção carbonática Pedro Gonçalves, cretáceo superior da Bacia de Sergipe. São Cristóvão, SE, 2018. Monografia (Graduação em Geologia) – Curso de Geologia, Departamento de Geologia, Centro de Ciências Exatas e Tecnologia, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2018
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/11051
Appears in Collections:Geologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Mateus_Nascimento_Santana.pdf4,75 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.