Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/11134
Document Type: Dissertação
Title: Memórias da cidade : as ruínas da histórica Laranjeiras/SE
Authors: Feitosa, Allan Rafael Veiga
Issue Date: 29-Feb-2012
Advisor: Leite, Rogério Proença
Resumo : A histórica e patrimonial cidade de Laranjeiras tem como sua principal característica, a referência a um momento de opulência que viveu no século XIX, onde imprimiu na Província de Sergipe Del Rey, hoje Estado de Sergipe, a marca de um modo de vida tipicamente urbano, que experienciava cotidianamente. Como resultado de uma forte economia, baseada num comércio intenso de mercadorias e numa expressão de cultura em efervescência. Tais fatores atraíram à cidade um grande contingente de pessoas de regiões próximas e, em certa medida, do Brasil; desde simples trabalhadores, a homens da elite colonial brasileira e a intelectualidade do país. Porém, no início do século XX, a cidade já não sustentava tal cenário e as condições e elementos que a puseram como uma das cidades mais ricas e importantes da região, aos poucos desapareceram, juntamente com a população que se retirava em busca de melhores oportunidades, especialmente na nova capital Aracaju. Após alguns anos nessa situação a cidade colapsou e não mais se ergueu economicamente, e hodiernamente Laranjeiras ainda vive os reflexos dessa quebra abruta na continuidade daquele momento. No entanto, a cidade mantém viva uma parte daquele passado, através de seu conjunto arquitetônico e urbanístico, traduzidos, sobretudo, em suas, edificações e ruínas. Esta dissertação é o produto de toda uma investigação realizada no âmbito do Núcleo de Pós- Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais da Universidade Federal de Sergipe, e propõe-se a discutir o modo como as ruínas desse patrimônio arquitetônico, relacionam-se com o grupo social daquele espaço, pelo viés da memória coletiva. Em virtude da acentuação de processos de intervenção urbana, que frequentemente geram perdas sociais. Nosso recorte empírico compreende o espaço do centro histórico da cidade, e nosso objeto são as ruínas que o circunscrevem. A pesquisa argumenta que as ruínas do centro histórico de Laranjeiras guardam em sua peculiar materialidade um importante auxilio na reconstituição da história imaginada da cidade através de lembranças que por elas sejam evocadas e então compartilhadas no grupo. Assim, tais características, sendo negadas ou inobservadas, principalmente, pelas políticas de patrimônio em intervenções de restauro, tendem a romper com a história imaginada (memória coletiva) em favor de uma história espetacularizada, assimétrica a memória partilhada no grupo. As pesquisas de campo revelaram-nos que as narrativas de memória dos moradores da cidade estão carregadas de lembranças que se relacionam ao patrimônio da cidade em ruína. A pesquisa se utiliza de elementos textuais em jornais antigos, narrativas de memória oral, observação direta, além de pares de categorias de análises sociais referentes a memória e a ruína. Assim, o que concluímos, por nossa sugestão de análise, foi que através das ruínas do centro histórico de Laranjeiras, que trazem em si, tal como são, a materialidade de um passado, os indivíduos que habitam e experienciam aquele espaço, recebem os estímulos para apreensão desse passado, ainda que não os tenham vivido. Tal apreensão ocorre através da memória coletiva construída em meio ao grupo, que frequentemente se utiliza das ruínas inscritas neste espaço, para pôr maior “força de atenção” a um tempo honroso da cidade, fortemente representado na história imaginada da sociedade Laranjeirense e que se não observada pelas intervenções urbanísticas podem mesmo os lastros de memória dessa imagem, em favor de uma história espetacularizada. Assim como contribuição à discussão das políticas de patrimônio no Brasil, sobretudo as intervenções de restauro, pensando numa cidade construída e vivida por seus habitantes, arrazoamos ser pertinente, apreender as possíveis relações de edificações em ruínas, para com a memória do grupo que as circunscrevem, e só então, revisitá-las à luz dessas relações.
Abstract: The historical and patrimonial city of Laranjeiras has as its main characteristic, the reference to an opulence moment that lived in century XIX, where printed in the Province of Sergipe Del Rey, today State of Sergipe, the mark in a typically urban way of life, that experience daily. As result of one strong economy, based on an intense commerce of merchandises and an expression of culture in bubbling. Such factors had attracted to the city a great contingent of people of next regions e, in certain measure, of Brazil; since simple workers, the men of the Brazilian colonial elite and the intellectuality of the country. However, at the beginning of century XX, the city already did not support such scene and the important conditions and elements had put that it as one of the cities richest and of the region, to the few had disappeared, together with the population that if removed in search of better chances, especially in the new Aracaju district. After some years in this situation the city collapses and more it was not risen economically, and today's Laranjeiras still lives the consequences of this breaking abrupt in the continuity of that moment. However, the city keeps alive a part of that past, through its joint architectural and urban, translated, over all, in its, constructions and ruins. This dissertation is the end item of all an inquiry carried through in the scope of the Core of After-Graduation and search in Social Sciences of the Federal University of Sergipe and considers it to argue the way as the ruins of this patrimony architectural, becomes related with the social group of that space, for the bias of the collective memory. In virtue of the accentuation of processes of urban intervention, that frequent generate social losses. Our empirical clipping understands the space of the historical center of the city, and our object is the ruins circumscribe that it. The research argues that the ruins of the historical center of Laranjeiras keep in its peculiar materiality an important one assist in the reconstitution of the imagined history of the city through shared souvenirs that by them are evoked and then in the group. Thus, such characteristics, being denied or unobserved, mainly, for the politics of patrimony in interventions of I restore, tend to breach with the history imagined (collective memory) for a quite spectacular history, anti-symmetrical the memory shared in the group. The field research had disclosed them that the narratives of memory of the inhabitants of the city are loaded of souvenirs that if relate to the patrimony of the city in ruin. The research if uses of literal elements in old periodicals, narratives of verbal memory, direct comment, beyond pairs of categories of referring social analyses the memory and the ruin. Thus, what we conclude, for our suggestion of analysis, it was that through the ruins of the historical center of Laranjeiras, which bring in itself, as are, the materiality of a past, the individuals that inhabit and experiential that space, receive the stimulations for apprehension from this past, despite they have not lived them. Such apprehension occurs through the collective memory constructed in way to the group, that frequent is used of the enrolled ruins in this space, stops for greater “ attention force ” to the one honorable time of the city, strong represented in the imagined history of the Laranjeirense society and that if not observed for the urban interventions the ballasts of memory of this image can exactly, for a quite spectacular history. As well as contribution to the quarrel of the politics of patrimony in Brazil, over all the interventions of I restore, thinking about a city constructed and lived for its inhabitants, we plead to be pertinent, to apprehend the possible relations of constructions in ruins, stops with the memory of the group circumscribes that them, and alone then, to revisit them it the light of these relations.
Keywords: Sociologia urbana
Memória coletiva
Centros históricos
Arquitetura e história
Cultura
Laranjeiras(SE)
Cidades
Ruínas
Cities
Memories
Collective memory
Ruins
Subject CNPQ: CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA
Sponsorship: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES
Language: por
Institution: UFS
Program Affiliation: Pós-Graduação em Sociologia
Citation: FEITOSA, Allan Rafael Veiga. Memórias da cidade : as ruínas da histórica Laranjeiras/SE. 2012. 230 f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2012.
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/11134
Appears in Collections:Mestrado em Sociologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ALLAN_RAFAEL_VEIGA_FEITOSA_.pdf14,91 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.