Please use this identifier to cite or link to this item: https://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/11208
Document Type: Tese
Title: Avaliação das condições ambientais do estuário do rio Vaza-Barris (Sergipe) como uso de Crassostrea brasiliana (Lamarck, 1819)
Authors: Oliveira, Josevânia de
Issue Date: 27-Feb-2019
Advisor: Melo e Souza, Rosemeri
Co-advisor: Andrade, Edilma de Jesus
Resumo : O rio Vaza-Barris destaca-se por apresentar grande parte de sua região estuarina ocupada pelo ecossistema manguezal. Nesse manguezal ocorrem ostras do gênero Crassostrea, que desempenham relevante papel biológico, econômico e social. A espécie Crassostrea brasiliana (Lamarck, 1819) nativa do litoral sergipano tem sido bastante utilizada como indicador ambiental por apresentar muitas características que possibilitam revelar a contaminação de um ecossistema. De forma geral, este estudo trata da avaliação das condições ambientais do estuário do rio Vaza-Barris, em Sergipe, com o uso da espécie C. brasiliana, e dos impactos ambientais e socioeconômicos da ostreicultura e carcinicultura para as comunidades costeiras. Além disso, busca-se identificar o perfil socioeconômico dos catadores de moluscos das comunidades Mem de Sá (Itaporanga D´Ajuda) e Tinharé (São Cristóvão) e avaliar a influência da salinidade, pH e temperatura sobre C. brasiliana. Para investigar os impactos ambientais e socioeconômicos da ostreicultura e carcinicultura marinha na região Nordeste do Brasil, foi realizado pesquisa documental e bibliográfica. Verificou-se que a ostreicultura e a carcinicultura são importantes socioeconomicamente, pois geram empregos e desempenham significante papel na economia da região Nordeste e do país. Contudo, é imprescindível a realização de cursos de capacitação para os produtores e o desenvolvimento de tecnologia para o aprimoramento dessas atividades, com a finalidade de torná-las menos impactantes e mais rentáveis. Em relação à identificação dos principais impactos ambientais provocados pela carcinicultura marinha sobre o manguezal do rio Vaza-Barris, em São Cristóvão/SE, foi realizado levantamento bibliográfico, análise das licenças expedidas para essa atividade em Sergipe e a elaboração de indicadores PEIR. Os principais impactos provocados pela carcinicultura foram a retirada da vegetação nativa, o manejo inadequado, descarte impróprio dos efluentes, introdução de espécies exóticas e disseminação de doenças. Observou-se a necessidade de regularização dos empreendimentos e sensibilização dos carcinicultores para que essa atividade ocorra de forma sustentável e em consonância com os instrumentos legais. Na identificação do perfil socioeconômico dos catadores de moluscos das comunidades Mem de Sá (Itaporanga D´Ajuda) e Tinharé (São Cristóvão), em Sergipe, foram aplicados questionários buscando obter dados sobre os entrevistados, informações sobre a atividade de mariscagem e a presença de tensores ambientais nas proximidades do estuário. Em Mem de Sá e Tinharé observou-se a presença de casas rústicas e pequenas, baixo grau de escolaridade, baixa renda familiar, e que a mariscagem é realizada mais por mulheres. Os dados socioeconômicos apontam uma situação de baixa qualidade de vida dos moradores e das condições ambientais nessas comunidades, sendo necessário o desenvolvimento de ações que tornem a mariscagem uma atividade mais sustentável e valorizada. Para a avaliação das concentrações de cobre, ferro, zinco, manganês e chumbo nos tecidos de C. brasiliana do manguezal do rio Vaza-Barris, foram realizadas coletas de ostras nos períodos de estiagem e chuvoso, em cinco pontos localizados no Vaza-Barris. Notou-se que, para o período de estiagem, ocorreu maior teor de Zn, seguido de Fe, Cu e Mn, e Pb não foi encontrado. No período chuvoso o Zn apresentou maior concentração, acompanhado de Fe, Pb, Cu e Mn. O cobre apresentou teores mais elevados na estação de estiagem e foi o único metal que se encontrou dentro dos limites estabelecidos pela legislação brasileira. Os demais metais registraram concentrações maiores no período chuvoso, representando risco ao ambiente e ao ser humano. Os resultados apontaram a necessidade de medidas mais eficientes para o acompanhamento físico, químico e microbiológico do ambiente de origem dessas ostras. Com a finalidade de avaliar a influência da salinidade, pH e temperatura sobre C. brasiliana nativa do manguezal do rio Vaza-Barris, foram realizadas coletas de ostras e medidas de temperatura, pH e salinidade. A temperatura e o pH mostraram-se favoráveis para o desenvolvimento de C. brasiliana, ao contrário da salinidade que esteve apenas dentro da faixa de tolerância. Todos os exemplares encontraram-se em estágio adulto e em atividade sexual. C. brasiliana se reproduz durante todo o ano no estuário do Vaza-Barris, com maior atividade reprodutiva nos meses com temperaturas e pH mais elevados (outubro) e salinidades mais baixas. Este trabalho de tese aponta que é possível, por meio do uso de C. brasiliana, avaliar a sanidade ambiental do estuário do rio Vaza-Barris, e sugere medidas que possam reduzir os impactos ambientais na área, a fim de conservar esse ecossistema.
Abstract: The Vaza-Barris river stands out due to the mangrove ecosystem that occupies a large part of its estuarine area. In this mangrove ecosystem, we find oysters of the genus Crassostrea, which play an essential biological, economic and social role. The species Crassostrea brasiliana (Lamarck, 1819), native to the Sergipe coast, has been widely used as an environmental indicator since its many characteristics make it possible to reveal the contamination of an ecosystem. This study evaluates the environmental conditions of the Vaza-Barris estuary, Sergipe, using the species C. brasiliana, and analyses the environmental and socioeconomic impacts of oyster farming and shrimp farming for coastal communities. Furthermore, we identify the socioeconomic aspects of the oyster fishermen communities in Mem de Sá (Itaporanga D'Ajuda) and Tinharé (São Cristóvão) and address the influence of salinity, pH and temperature on C. brasiliana. Through documentary research and bibliographic review, it was verified that oyster farming and shrimp farming are socioeconomically important, playing a significant role in the economy of the Northeast region. However, in order to make these activities less impacting and more profitable, it is imperative to respect the good practices, conduct training courses for producers and develop new technologies. The study of the main environmental impacts caused by marine shrimp farming on the Vaza-Barris river’s mangrove in São Cristóvão/SE was conducted using bibliographic survey; we analyze the licensing process for this activity in the area and propose environmental sustainability indicators. The main impacts caused by shrimp farming were the removal of native vegetation, inadequate management, improper effluents disposal, the introduction of exotic species and the dissemination of diseases. To address the identification of the socioeconomic aspects of the oyster fishermen communities in Mem de Sá (Itaporanga D'Ajuda) and Tinharé (São Cristóvão), we constructed semi-structured questionnaires containing topics related to individual characteristics, oyster fishing activity and the occurrence of environmental tensors in the area. The presence of small and rustic houses, low level of schooling, a high number of family members in a household, low family income and irregular garbage collection were observed both in Mem de Sá and Tinharé. Oyster fishing is mostly performed by women. The results indicate poor environmental conditions in these communities and low quality of life of their residents. Thus, the development of policies that make Oyster fishing a more sustainable and valued activity is highly needed. To evaluate the concentrations of copper, iron, zinc, manganese and lead in the tissues of Crassostrea brasiliana, oyster samples were obtained in the dry and rainy seasons at five different points located at Vaza-Barris river. It was observed that, in the dry season, a higher concentration of Zn occurred, followed by Fe, Cu, and Mn; Pb was not found. In the rainy season, Zn exhibited higher concentration, accompanied by Fe, Pb, Cu, and Mn. Copper exhibited higher levels in the dry season and was the only metal within the limits established by Brazilian legislation. The other metals exhibited higher concentrations in the rainy season, representing a risk to the environment and to the human being. The results indicate that more effective measures for physical, chemical and microbiological monitoring of the oysters' environment are needed. Lastly, we analyze the influence of salinity, pH, and temperature on Crassostrea brasiliana in Vaza-Barris river. Temperature and pH were in a favorable range for the development of C. brasiliana, although the salinity level was only within the tolerance range. All specimens were found in the adult stage and capable of sexual activity. The results indicate that C. brasiliana reproduces throughout the year in the Vaza-Barris estuary, with higher reproductive activity in months with higher temperatures and pH (October) and lower salinity levels. This thesis concludes that it is possible to evaluate the environmental health of the Vaza-Barris estuary using Crassostrea brasiliana, and we suggest measures that can reduce the environmental impacts in the area, in order to preserve this important ecosystem.
Keywords: Ostra
Carcinicultura
Rio Vaza-Barris
Marisco
Pesca
Controle biológico
Estuário
Carcinicultura marinha
Mariscagem
Bioconcentração
Fatores ambientais
Oyster
Estuary
Marine shrimp farming
Oyster farming
Bioconcentration
Environmental factors
Subject CNPQ: OUTROS
Language: por
Institution: UFS
Program Affiliation: Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente
Citation: OLIVEIRA, Josevânia de. Avaliação das condições ambientais do estuário do rio Vaza-Barris (Sergipe) como uso de Crassostrea brasiliana (Lamarck, 1819). 2019. 250 f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2019.
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/11208
Appears in Collections:Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JOSEVANIA_OLIVEIRA.pdf5,65 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.