Please use this identifier to cite or link to this item: https://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/11750
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorRamos, Luan Lacerda-
dc.date.accessioned2019-08-16T20:27:55Z-
dc.date.available2019-08-16T20:27:55Z-
dc.date.issued2018-12-06-
dc.identifier.citationRAMOS, Luan Lacerda. Materialidades e simbolismos do Barco-de-fogo em Estância/SE. 2018. 107 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/11750-
dc.description.abstractThe production of Barco-de-Fogo is a traditional activity that has become a defining trait of the Estância municipality, located in Sergipe. Barco-de-Fogo consists of a small boat made out of wood and cardboard creatively decorated. The Barco-de-Fogo is stuffed with pieces of bamboo filled with gunpowder then attached to a wire before being lit, creating a unique spectacle of light during its seconds-long race along the wire. Through this practice, the creators of the artifact generate a wide set of meanings and materialities that vivify the municipality’s streets during the June festivities. Our biggest purpose is to analyze the relationship between the producers of Barco-de-Fogo from the Porto D’Areia neighborhood, taking into account their practices and future projections related to this knowledge/practice, since it started on this neighborhood. The research is outlined using a qualitative research approach and case studies, executed following the premises of the phenomenology of perception method. The research proceedings include the application of semi-structured interviews, free observation, photographic recording and survey, institutional data collection, and bibliographic revision. The data and information collected by the respective proceedings will be analyzed through discourse analysis (Orlandi, 2009), in parallel with social mapping — recommended so that the researcher, considered an outsider by the individuals living in the area being studied, are able to understand the territorial outlines pointed at by the individuals involved directly or indirectly with the studied phenomena (Tim Ingold, 2005). The hope is that the research’s directives will allow us to: learn about the activities and occupations of the Barcode-Fogo producers; survey the materialities and the meanings of this production to its producers; learn their perspectives for the future and understand the level of economic, social, and cultural importance of this production across multiple scales. Until the present moment, it’s been noted that the producer’s territorial outline reveals a history that legitimizes the relations ship between producers and community, demonstrating that the Barco-de-Fogo is seen as a symbol of culture and identity by the people of the Estância municipality and the state of Sergipe. Taking that into account, the matter we mean to reveal/affirm is whether the symbolic nature of the Barco-de-Fogo represents the (re)production of the community’s life and the producers’ in times past and present.eng
dc.description.abstractThe production of Barco-de-Fogo is a traditional activity that has become a defining trait of the Estância municipality, located in Sergipe. Barco-de-Fogo consists of a small boat made out of wood and cardboard creatively decorated. The Barco-de-Fogo is stuffed with pieces of bamboo filled with gunpowder then attached to a wire before being lit, creating a unique spectacle of light during its seconds-long race along the wire. Through this practice, the creators of the artifact generate a wide set of meanings and materialities that vivify the municipality’s streets during the June festivities. Our biggest purpose is to analyze the relationship between the producers of Barco-de-Fogo from the Porto D’Areia neighborhood, taking into account their practices and future projections related to this knowledge/practice, since it started on this neighborhood. The research is outlined using a qualitative research approach and case studies, executed following the premises of the phenomenology of perception method. The research proceedings include the application of semi-structured interviews, free observation, photographic recording and survey, institutional data collection, and bibliographic revision. The data and information collected by the respective proceedings will be analyzed through discourse analysis (Orlandi, 2009), in parallel with social mapping — recommended so that the researcher, considered an outsider by the individuals living in the area being studied, are able to understand the territorial outlines pointed at by the individuals involved directly or indirectly with the studied phenomena (Tim Ingold, 2005). The hope is that the research’s directives will allow us to: learn about the activities and occupations of the Barcode-Fogo producers; survey the materialities and the meanings of this production to its producers; learn their perspectives for the future and understand the level of economic, social, and cultural importance of this production across multiple scales. Until the present moment, it’s been noted that the producer’s territorial outline reveals a history that legitimizes the relations ship between producers and community, demonstrating that the Barco-de-Fogo is seen as a symbol of culture and identity by the people of the Estância municipality and the state of Sergipe. Taking that into account, the matter we mean to reveal/affirm is whether the symbolic nature of the Barco-de-Fogo represents the (re)production of the community’s life and the producers’ in times past and present.eng
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPqpt_BR
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPqpt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.subjectGeografia culturalpor
dc.subjectGeografia culturalpor
dc.subjectTerritorialidade humanapor
dc.subjectTerritorialidade humanapor
dc.subjectSimbolismopor
dc.subjectSimbolismopor
dc.subjectCultura popularpor
dc.subjectCultura popularpor
dc.subjectBarco-de-fogopor
dc.subjectBarco-de-fogopor
dc.subjectEstância (SE)por
dc.subjectEstância (SE)por
dc.subjectMaterialidadespor
dc.subjectMaterialidadespor
dc.subjectTradiçãopor
dc.subjectTradiçãopor
dc.subjectBarco-de-fogopor
dc.subjectBarco-de-fogopor
dc.subjectTerritorialitieseng
dc.subjectTerritorialitieseng
dc.subjectTraditioneng
dc.subjectTraditioneng
dc.titleMaterialidades e simbolismos do Barco-de-fogo em Estância/SEpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisor1Vargas, Maria Augusta Mundim-
dc.description.resumoA produção de Barco-de-fogo é uma atividade tradicional que singulariza o município de Estância, Sergipe. Consiste em um pequeno barco de madeira e papelão enfeitado com criatividade e ―recheado de tabocas com pólvora que atado a um longo varal se desloca pela combustão da pólvora encerrando um espetáculo de cores e sons únicos em poucos segundos de percurso. Nesta prática os produtores desse artefato imprimem um conjunto de materialidades e significados que vivificam as ruas do município durante os festejos juninos. Nosso maior propósito foi analisar as territorialidades dos produtores de Barco-de-fogo do bairro Porto D’Areia considerando suas práticas e as projeções futuras deste saber-fazer, pois sua produção teve origem nesse bairro. A pesquisa é delineada pela abordagem da pesquisa qualitativa e de estudo de caso, trilhada pelos pressupostos do método da fenomenologia da percepção. Os procedimentos da pesquisa compreendem a aplicação de entrevistas semiestruturadas, observação livre, levantamento e registro fotográfico, coleta de dados em fontes institucionais e revisão bibliográfica. Os dados e informações levantados por esses procedimentos são tratados pela análise do discurso (Orlandi, 2009) em paralelo ao mapeamento de itinerários – indicado para que o pesquisador, tomado como forasteiro em relação aos sujeitos residentes no local da área de estudo, possa conhecer os delineamentos territoriais apontados pelos próprios sujeitos envolvidos direta ou indiretamente no fenômeno investigado (Tim Ingold, 2005). Os encaminhamentos da pesquisa permitiram alcançar os objetivos específicos de conhecer as atividades e as ocupações dos sujeitos produtores de Barcode-fogo; avaliar as materialidades e os significados dessa produção para os produtores; apreender as perspectivas de futuro dos produtores e compreender o grau de importância econômica, social e cultural dessa produção em múltiplas escalas. Constatou-se que a delimitação territorial dos produtores desvela uma história que legitima a relação entre produtores e comunidade, demonstrando que o Barco-de-fogo é tomado como símbolo cultural e identitário do município de Estância e de Sergipe. Constatou-se também que pelo saber e, como expressam, pela ―ciência do Barco-de-fogo, significam o presente e as expectativas para com o futuro da tradição.pt_BR
dc.description.resumoA produção de Barco-de-fogo é uma atividade tradicional que singulariza o município de Estância, Sergipe. Consiste em um pequeno barco de madeira e papelão enfeitado com criatividade e ―recheado de tabocas com pólvora que atado a um longo varal se desloca pela combustão da pólvora encerrando um espetáculo de cores e sons únicos em poucos segundos de percurso. Nesta prática os produtores desse artefato imprimem um conjunto de materialidades e significados que vivificam as ruas do município durante os festejos juninos. Nosso maior propósito foi analisar as territorialidades dos produtores de Barco-de-fogo do bairro Porto D’Areia considerando suas práticas e as projeções futuras deste saber-fazer, pois sua produção teve origem nesse bairro. A pesquisa é delineada pela abordagem da pesquisa qualitativa e de estudo de caso, trilhada pelos pressupostos do método da fenomenologia da percepção. Os procedimentos da pesquisa compreendem a aplicação de entrevistas semiestruturadas, observação livre, levantamento e registro fotográfico, coleta de dados em fontes institucionais e revisão bibliográfica. Os dados e informações levantados por esses procedimentos são tratados pela análise do discurso (Orlandi, 2009) em paralelo ao mapeamento de itinerários – indicado para que o pesquisador, tomado como forasteiro em relação aos sujeitos residentes no local da área de estudo, possa conhecer os delineamentos territoriais apontados pelos próprios sujeitos envolvidos direta ou indiretamente no fenômeno investigado (Tim Ingold, 2005). Os encaminhamentos da pesquisa permitiram alcançar os objetivos específicos de conhecer as atividades e as ocupações dos sujeitos produtores de Barcode-fogo; avaliar as materialidades e os significados dessa produção para os produtores; apreender as perspectivas de futuro dos produtores e compreender o grau de importância econômica, social e cultural dessa produção em múltiplas escalas. Constatou-se que a delimitação territorial dos produtores desvela uma história que legitima a relação entre produtores e comunidade, demonstrando que o Barco-de-fogo é tomado como símbolo cultural e identitário do município de Estância e de Sergipe. Constatou-se também que pelo saber e, como expressam, pela ―ciência do Barco-de-fogo, significam o presente e as expectativas para com o futuro da tradição.pt_BR
dc.publisher.programPós-Graduação em Geografiapt_BR
dc.subject.cnpqCIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIApt_BR
dc.subject.cnpqCIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIApt_BR
dc.publisher.initialsUFSpt_BR
dc.description.localSão Cristóvão, SEpt_BR
Appears in Collections:Mestrado em Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LUAN_LACERDA_RAMOS.pdf4,12 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.