Please use this identifier to cite or link to this item: https://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/12007
Document Type: Dissertação
Title: Análise comparativa de desempenho de estações de tratamento de esgotos sanitários de grande e pequeno porte em Aracaju
Authors: Conceição, Matheus Carvalho
Issue Date: 23-Aug-2019
Advisor: Mendonça, Luciana Coêlho
Co-advisor: Albuquerque, Tatiana Máximo Almeida
Resumo : Um dos maiores impactos aos recursos hídricos do país ocorre pela descarga de esgotos in natura nos cursos d’água receptores e a carência por saneamento ainda é uma realidade na maioria dos municípios do Brasil. Especificamente no município de Aracaju, capital do estado de Sergipe, o índice de tratamento de esgotos gerados é de apenas 49,4%. Diante dessa realidade, o investimento em sistemas de tratamento de efluentes in situ se torna uma valiosa alternativa para atendimento nas áreas descobertas de infraestrutura de esgotos. Dentre os métodos de tratamento individual de águas residuais, surgem como alternativa a associação do tanque séptico com o filtro anaeróbio e as estações compactas de tratamento, dotadas de câmaras anaeróbias e aeróbias. Em relação aos esgotos coletados pela companhia de saneamento, estes são conduzidos até Estações de Tratamento de Esgotos (ETEs) e, dentre algumas tecnologias utilizadas para seu tratamento, estão as lagoas de estabilização, reatores UASB, valos de oxidação e sistemas combinados. Neste trabalho, avaliou-se o desempenho dos sistemas de tratamento supracitados, utilizados como soluções in situ no tratamento de esgotos domésticos em dois condomínios multifamiliares na capital sergipana, comparando-os com o desempenho de quatro ETEs que tratam o esgoto do município de Aracaju. Foi feito monitoramento físico-químico dos sistemas de tratamento individual de esgotos e os resultados foram comparados aos obtidos nas Estações de Tratamento do Esgoto de Aracaju. Os resultados indicaram eficiências negativas na maior parte dos parâmetros analisados nas soluções individuais, enquanto as ETEs mostraram melhores eficiências, porém abaixo das encontradas na literatura revisada. Quanto às exigências da legislação ambiental vigente para o lançamento de efluentes, houve atendimento das ETEs na maior parte do período analisado. Nas soluções in situ, ocorreu descumprimento da legislação na quase totalidade do tempo observado. No tocante à comparação do desempenho das ETEs com as soluções individuais, as quatro ETEs apresentaram valores de desempenho muito superiores aos das soluções descentralizadas. Em face do exposto, pode-se concluir a necessidade de alocação de recursos para investimentos na manutenção da infraestrutura das ETEs e na capacitação de forma contínua dos profissionais ligados à operação dos sistemas. No caso das soluções descentralizadas, a falta de fiscalização da operação dos sistemas, pelos órgãos públicos, acarreta em falhas que causam degradação de águas subterrâneas e superficiais. Por se encontrarem enterrados, inexiste um comprometimento com as inspeções e manutenção dos sistemas por parte dos responsáveis pelos condomínios, apesar da operação ser simples e de baixo custo. Tanto os sistemas centralizados, quanto os descentralizados necessitam melhorar os índices de qualidade do esgoto tratado lançado nos corpos hídricos, de tal forma a reduzir as cargas poluidoras e seus impactos negativos no meio ambiente, com consequente manutenção da qualidade da água dos mananciais e redução significativa de problemas de saúde pública.
Abstract: The biggest impacts on the country's water resources are the release of fresh sewage in water courses and the lack of sanitation, which still are a reality in most municipalities in Brazil. Specifically, in the municipality of Aracaju, capital of the State of Sergipe, the generated sewage treatment rate stands for only 49.4% of the total. Taking such reality into account, investment on on-site effluent treatment systems becomes a valuable alternative for enhancing the sewage infrastructure service in unassisted areas. Among the methods of individual wastewater treatment, the association of septic tank with anaerobic filter and compact treatment plants with anaerobic and aerobic chambers is an important alternative. Sewage collected by the sanitation company is driven to Wastewater Treatment Plants (WWTPs), stabilization ponds, UASB reactors, oxidation ditches, and combined systems. In this study, we evaluated the performance of the above-mentioned treatment systems, used as on-site solutions for domestic sewage treatment in two multifamily condominiums in the capital city of Sergipe, comparing them with the performance of four WWTPs in the same municipality. Physical-chemical monitoring of individual sewage treatment systems was performed and the results were compared to those obtained at Aracaju Sewage Treatment Stations. The findings indicate inefficiencies in most of the parameters analyzed in the individual solutions; WWTPs showed better results, but still below those found in the reviewed literature. The WWTPs, for most of the period analyzed, met the requirements of current environmental legislation for the release of effluents. During most of the analyzed period, the WWTPs complied with current environmental legislation for the discharge of effluents. On-site solutions have not met legal environmental requirements during the time they were observed. When comparing the performance of WWTPs with individual solutions, the four WWTPs presented performance rate values much higher than those of decentralized solutions. In view of the above, one may conclude for the need for investments in the maintenance of the infrastructure of the WWTPs and in the continuous training of professionals linked to the operation of the systems. In the case of decentralized solutions, the lack of supervision of the systems operation by public agencies leads to failures that cause ground and surface water degradation. As their structures are underground, there is no commitment to inspections and maintenance of the systems by condominium owners, despite its simple operation and low-cost. Both centralized and decentralized systems need to improve the quality rate of treated sewage released into water bodies, in order to reduce pollutant loads and their negative impacts on the environment, with consequent maintenance of water springs quality, and significant reduction of public health problems.
Keywords: Engenharia civil
Esgotos
Desempenho
Águas residuais
Aspectos ambientais
Soluções individuais
Estações de Tratamento de Esgotos (ETEs)
Sewage
Performance
Individual solutions
Wastewater Treatment Plants (WWTPs)
Subject CNPQ: ENGENHARIAS::ENGENHARIA CIVIL
Language: por
Institution: UFS
Program Affiliation: Pós-Graduação em Engenharia Civil
Citation: CONCEIÇÃO, Matheus Carvalho. Análise comparativa de desempenho de estações de tratamento de esgotos sanitários de grande e pequeno porte em Aracaju. 2019. 148 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2019.
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/12007
Appears in Collections:Mestrado em Engenharia Civil

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MATHEUS_CARVALHO_CONCEICAO.pdf4,5 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.