Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/12319
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSilva, Alda Lisboa de Matos-
dc.date.accessioned2019-11-01T20:54:23Z-
dc.date.available2019-11-01T20:54:23Z-
dc.date.issued2019-06-17-
dc.identifier.citationSILVA, Alda Lisboa de Matos. Estruturação socioambiental na microrregião de Boquim/SE. 2019. 162 f. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/12319-
dc.description.abstractNature is fundamental for the development of societies, but this society-nature relationship has not always been harmonious, since it can generate changes that negatively impact landscapes with loss of original vegetation, pressure on water sources, biological uncontrol, biophysical and socioeconomic imbalance. The predatory actions that society imprints on landscapes can be seen in urban and rural environments, and manifest in multiple dimensions, from local to global. In this sense, the thesis aims to analyze the features and socioenvironmental changes of the landscape by the GTP system (Geosystem, Territory and Landscape) in the Microregion of Boquim/SE. The theoretical conceptual and methodological model proposed by Georges Bertrand studies the territory of the environment, based on three inputs: the geosystem is the source; territory is the resource; the landscape is identity. The method adopted was systemic, since it corroborates the understanding of the study of the geographic dynamics in an integrated way. From this reference, the following methodological procedures were used: bibliographical, documentary and field research. The study identified units of landscapes in anthropic Rhexistasy, Biostasy, and area with Regressive Dynamics. It was verified that the Microregion of Boquim presents an environmental structure marked by anthropic pressure, motivated by the economic potential of orange monoculture, a unique process formed by small family farms. The occupation of this territory was developed based on the implantation of small agricultural lots directed to citriculture, which at present is still the activity that goes through a period of market readaptation and is the mark of the landscape of this microregion. It was found that social actors carry the memories of this period of great dynamics of production as something promising for the future of the region. In the landscape, the marks of a great past and in the communities the struggle to overcome the challenges that permeate the citriculture in the context of the Microregion of Boquim. The environmental structure, and its biophysical characteristics, associated to the multiple forms of territoriality reveal the territorial aptitude and the socio-culturaleng
dc.languageporpt_BR
dc.subjectGeografia ambientalpor
dc.subjectSustentabilidade e meio ambientepor
dc.subjectPaisagenspor
dc.subjectUso do solopor
dc.subjectFrutas cítricaspor
dc.subjectBoquim (SE)por
dc.subjectGeossistemapor
dc.subjectDinâmica socioambientalpor
dc.subjectSingularidades paisagísticaspor
dc.subjectGeosystemeng
dc.subjectSocial and environmental dynamicseng
dc.subjectLandscape singularitieseng
dc.titleEstruturação socioambiental na microrregião de Boquim/SEpt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.contributor.advisor1Pinto, Josefa Eliane Santana de Siqueira-
dc.description.resumoA natureza é fundamental para o desenvolvimento das sociedades, mas essa relação sociedade-natureza nem sempre se mostrou harmoniosa, pois desde tempos pretéritos as mudanças na natureza geram impacto negativamente nas paisagens com perda da vegetação original, pressão nos mananciais, descontrole biológico, desequilíbrio biofísico e socioeconômico. As ações predatórias que a sociedade imprime nas paisagens podem ser vistas em ambientes urbanos e rurais, e se manifestam em múltiplas dimensões, do local ao global. Nesse sentido, a Tese tem por objetivo analisar as dinâmicas socioambientais da paisagem pelo sistema GTP (Geossistema, Território e Paisagem) na Microrregião de Boquim/SE. O modelo teórico conceitual e metodológico proposto por Georges Bertrand, estuda o território do meio ambiente, com base em três entradas: o geossistema é a fonte; o território é o recurso; a paisagem é a identidade. O método adotado foi o sistêmico, pois corrobora na compreensão do estudo da dinâmica geográfica de forma integrada. A partir desse referencial, foram utilizados os seguintes procedimentos metodológicos: pesquisa bibliográfica, documental e de campo. O estudo identificou unidades de paisagens em Resistasia antrópica, Bioestasia, e área com dinâmica Regressiva. Verificou-se que a Microrregião de Boquim apresenta uma estrutura ambiental marcada pela pressão antrópica, motivada pelo potencial econômico da monocultura de laranja, processo singular formado pelas pequenas propriedades familiares. A ocupação desse território desenvolveu-se com base na implantação de pequenos lotes agrícolas direcionado a citricultura, a qual na atualidade ainda é a atividade que passa por um período de readaptação de mercado e é a marca da paisagem dessa microrregião. Notou-se que os atores sociais carregam as lembranças desse período de muita dinâmica da produção como algo promissor para o futuro da região. A construção da paisagem da Microrregião de Boquim dá-se por meio da relação integrada dos elementos naturais e sociais, na busca de superar os desafios para alcançar o desenvolvimento duradouro das comunidades locais. A estrutura ambiental, e suas características biofísicas, associadas as múltiplas formas de territorialidades revelam a aptidão territorial e as manifestações socioculturais por meio de marcas expressas na paisagem e na identidade de seu povo.pt_BR
dc.publisher.programPós-Graduação em Geografiapt_BR
dc.subject.cnpqCIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIApt_BR
dc.publisher.initialsUFSpt_BR
dc.description.localSão Cristóvão, SEpt_BR
Appears in Collections:Doutorado em Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ALDA_LISBOA_MATOS_SILVA.pdf8,18 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.