Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/1244
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorCardoso Júnior, Antônio Américo-
dc.contributor.authorTrugilho, Paulo Fernando-
dc.contributor.authorOliveira, Adalberto Caldas de-
dc.contributor.authorRosado, Sebastião Carlos da Silva-
dc.contributor.authorLima, José Tarcísio-
dc.date.accessioned2014-09-23T19:46:56Z-
dc.date.available2014-09-23T19:46:56Z-
dc.date.issued2010-07-
dc.identifier.citationCARDOSO JÚNIOR, A. A. et. al. Relação entre a deformação residual longitudinal e o índice de rachadura em genótipos de eucalyptus. In: ENCONTRO BRASILEIROS DE MADEIRAS E ESTRUTURAS DE MADEIRAS, 12., 2010, Lavras. Anais... Lavras: EBRAMEM, 2010.pt_BR
dc.identifier.urihttps://ri.ufs.br/handle/riufs/1244-
dc.description.abstractA busca de madeira de Eucalyptus com melhores características tornou-se uma exigência de mercado. Atualmente busca-se identificar indivíduos superiores tanto em relação aos aspectos silviculturais como aos da madeira. Nesse contexto, as tensões de crescimento, uma das causas da redução do rendimento durante o processamento da madeira, devem ser avaliadas. Assim, este trabalho teve como objetivo selecionar árvores-matrizes em função das características de crescimento, deformação residual longitudinal (DRL) e índices de rachaduras em pranchas. O experimento foi avaliado na Fazenda Bom Sucesso, localizada no município de Vazante, região noroeste do estado de Minas Gerais. Para a determinação da DRL foi utilizado o extensômetro do “CIRAD-Forêt – Growth Strain Gauge”. As árvores-matrizes forneceram duas toras basais de 4,5 m de comprimento. As toras foram desdobradas pelo método tangencial, obtendo-se pranchas com espessura de 4 cm. Os índices de rachaduras (IR) de cada extremidade da prancha foram medidos imediatamente após o desdobro. Pelos resultados, apenas a DRL, que apresentou o menor desvio padrão, teve relação significativa e positiva com os IR nas pranchas avaliadas. A DRL apresentou uma variação de 0,017 a 0,136 mm e o IR variou de 0,20% a 37,93%. Palavras-chave: Matrizes de eucalipto, Clone, DRL, Índice de rachadura. _________________________________________________________________________________________ ABSTRACT: The objective of this study was to select Eucalyptus plus trees as a function of the longitudinal residual strain (LRS) and the crack index (CI). The LRS was measured using an extensometer. Each plus trees originated two logs of 4.5 m long and were sawed thick by the tangential method to extract boards of 4 cm and the largest cracks of each extremity were measured. The best relations between the LRS and the CI occurred in the class of one standard deviation.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherPortal Nacional da Madeira - Remadept_BR
dc.subjectMatrizes de eucaliptopt_BR
dc.subjectClonept_BR
dc.subjectDRLpt_BR
dc.subjectÍndice de rachadurapt_BR
dc.titleRelação entre a deformação residual longitudinal e o índice de rachadura em genótipos de eucalyptuspt_BR
dc.title.alternativeRelationship between deformation and the longitudinal residual strain and the crack index in genotypes of eucalyptuspt_BR
dc.typeTrabalhos em Eventospt_BR
dc.identifier.licenseAutorização para publicação no Repositório Institucional da Universidade Federal de Sergipe (RIUFS) concedida pelo editorpt_BR
Appears in Collections:DCF - Trabalhos apresentados em eventos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RelaçãoDeformação.pdf93,47 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.