Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/12498
Document Type: Dissertação
Title: A ABP como estratégia didática e a astronomia como contexto no ensino da quantidade de movimento
Authors: Rodrigues, Magna Coeli Soares
Issue Date: 29-Aug-2019
Advisor: Scarano Júnior, Sergio
Co-advisor: Santos, Laélia Pumilla Botêlho Campos dos
Resumo : Este trabalho apresenta uma estratégia de aprendizagem do conceito quantidade de movimento no contexto da Astronomia, utilizando como metodologia ativa principal a Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP). Através de cenários próximos aos alunos, a Astronomia foi trazida à discussão como um elemento para suscitar a curiosidade e a necessidade de aprender o conceito de momentum e sua conservação, ressignificando conceitos da Mecânica, como movimento e força. Essa ressignificação foi feita através de fenômenos relacionados aos movimentos do planeta Terra e da Lua, no sistema solar, e sua influência em nosso cotidiano, como fases da Lua, eclipses, fenômeno de marés, estações do ano, microgravidade e outros. A ABP proporcionou o diálogo, a colaboração, a cooperação e estimulou nos estudantes o desenvolvimento do senso crítico. Além de exigir a organização de dados, essa metodologia incentivou a pesquisa para a satisfação das curiosidades levantadas nos debates, como também para a construção de competências necessárias à resolução de problemas apresentados aos estudantes. A sequência didática apresentou às turmas um vídeo como organizador prévio, seguido de dois vídeos tutoriais. Estes orientaram sobre o funcionamento da ABP (etapas, papel de cada participante e a divisão da aplicação em tutoriais) e sobre a construção de um mapa conceitual, ferramenta utilizada pelas equipes para relacionar os conceitos identificados no texto. As equipes também realizaram experimentos guiados por roteiros e vídeos, compartilharam ideias na resolução de cálculos, através do PPC (pense, pareie e compartilhe), e participaram de uma competição com o jogo Você é um astro ingênuo?, elaborado segundo a taxonomia de Bloom. Cada participante foi estimulado a assumir uma postura ativa na construção de significados durante a interpretação dos textos, na realização dos experimentos, resolução de cálculos e competição entre as equipes. O produto final foi aplicado tanto na rede pública quanto privada, por professores diferentes. Diferenças marginais foram encontradas nos resultados gerais de todas as escolas envolvidas, mas o processo aponta para uma evolução nas habilidades e competências almejadas. Através da interação o aluno teve a chance de adquirir autonomia, porque aprendeu a ouvir, investigar, argumentar, estabelecer estratégias e apresentar uma possível solução para o problema.
Abstract: This work presents a strategy on how to learn the concept of quantity of movement in the context of Astronomy, using as main active methodology the Problem Based Learning (PBL). Through familiar scenarios for the student, Astronomy aroused the curiosity necessary to stimulate the learning about momentum concept and its conservation, giving a new meaning to concepts of mechanics, such as movement and force. This re-signification was made through phenomena related to the Earth and Moon movements, in the solar system, and their influence in our daily life such as Moon phases, eclipses, tidal phenomenon, seasons of the year, microgravity and others. The PBL promoted a proper environment to dialogue, collaboration, cooperation and it stimulated the development of critical thinking in students. In addition to requiring data organization, this methodology encouraged research to satisfy the curiosities raised in the debates, as well as to build the skills needed to solve problems presented to the students. The didactic sequence presented to the classes a video as a previous organizer, followed by two videos tutorials. These were used as instruments to guide how PBL works (steps, role of each participant and the division of the application into tutorials) and how to create conceptual maps, a tool used by the teams to relate the concepts identified in the text. The teams also conducted guided experiments through scripts and videos, they shared ideas during the resolution of didactical physical problems through the TPS (think, pare and share), and participated in a competition with the game Are you a naive star?, elaborated according to the taxonomy of Bloom. Each participant was encouraged to take an active stance in the construction of meanings during the interpretation of the texts, accomplishment of the experiments, the exercises resolution and during the competition in the game. The final product was applied in both the public and private schools by different teachers. Marginal differences were found in the overall results of all schools involved, but the conduction of the practice pointed to an overall evolution in the skills and competences desired. Through the interaction the student had the chance to acquire autonomy, because they have learned to listen, investigate, argue, establish strategies and present a possible solution to the problem.
Keywords: Ensino de física
Quantidade de movimento
Astronomia
Aprendizagem baseada em problemas (ABP)
Physicis teaching
Amount of motion
Astronomy
Problem Based Learning (PBL)
Subject CNPQ: CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::FISICA
Language: por
Institution: Universidade Federal de Sergipe
Program Affiliation: Pós-Graduação Profissional em Ensino de Física
Citation: RODRIGUES, Magna Coeli Soares. A ABP como estratégia didática e a astronomia como contexto no ensino da quantidade de movimento. 2019. 273 f. Dissertação (Mestrado Profissional de Ensino de Física) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2019.
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/12498
Appears in Collections:Mestrado Profissional em Ensino de Física

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MAGNA_COELI_SOARES_RODRIGUES.pdf10,64 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.