Please use this identifier to cite or link to this item: https://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/12531
Document Type: Dissertação
Title: O som do Juche : a instrumentalização ideológica do K-pop da banda Moranbong como ferramenta de legitimidade do regime norte-coreano do século XXI
Authors: Andrade, Carolline Acioli Oliveira
Issue Date: 22-Mar-2019
Advisor: Antonio, Edna Maria Matos
Resumo : O presente trabalho é fruto de inquietações diante da apropriação do K-Pop com vias à educação ideológica pelo estado norte-coreano. O objeto de pesquisa constitui as canções da Moranbong Hill Orchestra, uma banda sinfônica exclusivamente feminina cujas performances e produção musical contém um discurso voltado à formação ideológica, à legitimação do regime e à reafirmação de uma identidade nacional fundada na Ideia Juche. A investigação buscou compreender a relação entre o Estado e a Arte, a qual é estabelecida com base na ideologia kimilsungiana-kimjongiliana, e que norteia as várias dimensões da ordem social da República Popular Democrática da Coreia (RPDC). Para isso, analisamos fontes oficiais – textos e discursos atribuídos aos presidentes da dinastia Kim, em especial Kim Jong-Il – e não oficiais, como os relatos de desertores. Além disso, estudamos a filosofia confuciana, pois ela está enraizada na cultura e nas relações sociais do país, além de ter exercido uma influência relevante na constituição da Ideia Juche. Nosso quadro teórico contou com a contribuição de trabalhos de diversas áreas do conhecimento que possibilitaram uma visão mais abrangente e complexa sobre a RPDC, desde os estudos da área de Relações Internacionais e História, passando pelas Ciências Sociais e pela Musicologia. Compondo o eixo teórico estão os conceitos de ideologia, poder, representação e identidades a partir das perspectivas de vários autores – Foucalt, Chartier, Castells, Zizek, Eagleton, Hobsbawn, etc. – e a forma como são operacionalizados em suas interações políticas e com a Arte, bem como suas materializações nas relações sociais. Ademais, as propostas metodológicas de D’Assunção e Tatit integraram o nosso arcabouço e possibilitaram um exame aprofundado do juche e das canções selecionadas para a análise. Ao longo desse estudo, tratamos da instrumentalização pedagógica-ideológica da música popular com vias à reafirmação do regime após os impactos da crise da década de 1990, e a legitimação do socialismo kimilsungiano-kmjongiliano diante das novas demandas e desafios do século XXI.
Abstract: This dissertation results from concerns about the apropriation of K-Pop by the North Korea state with the objective of ideological education. The object of our research constitutes in songs of the Moranbong Hill Orchestra, a female synphonic band whose performances and musical production contains an speech oriented to ideological formation, the legitimacy of the regime and the reaffirmation of a national identity founded in the Juche Idea. The study aimed to comprehend the relation between the State and the Art, which is based on the kimilsungism-kimjongilism, and which guides the several dimentions of the Democratic People’s Republic of Korea (DPRK) social order. For this, we analyzed official sources such as texts and speeches atributted to the presidents of the Kim dinasty, specially Kim Jong-Il; and non-officials, as the stories of desertors. Besides, we studied Confucio’s philosophy, because it is rooted in the culture and in the social relations of the country and had a relevant influence for the constitution of the Juche Idea. We utilized works about the North Korea originated from various areas and knowledges, among books, dissertations, articles and reports of international organization that helped us to compose the theoretical framework and enabled a more wide-ranging and complex view of the DPRK. Our theoretical framework was formed by the contribution of works from several areas, that allowed a more wide-ranging and complex view about DPRK, from studies of International Relations and History, Social Sciences and Musicology. Composing the theoretical axis, there are the concepts of ideology, power, representation and identities, based on the contribution of various authors – Foucault, Chartier, Castells, Zizek, Eagleton, Hobsbawn, etc. – and how they are operationalized in their political interactions with the Art, as so as their materializations in the social relations. Furthermore, the methodological proposes of D’Assunção and Tati formed our framework and allowed a deep exam of the Juche and of the songs selected for the analysis. Over this study, we focused on the pedagogical- ideological instrumentalization of the popular music in order to reaffirm the regime after the impacts of the 1990’s crisis, and the legitimacy of the kimilsungist-kimjongilist socialism before the new demands and challenges of the 21th century.
Keywords: História
Coreia do Norte
Nacionalismo na música
Ideologia
K-pop
Nacionalismo
Formação ideológica
North Korea
Nationalism
Ideological formation
Subject CNPQ: CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Sponsorship: Fundação de Apoio a Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe - FAPITEC/SE
Language: por
Institution: Universidade Federal de Sergipe
Program Affiliation: Pós-Graduação em História
Citation: ANDRADE, Carolline Acioli Oliveira. O som do Juche : a instrumentalização ideológica do K-pop da banda Moranbong como ferramenta de legitimidade do regime norte-coreano do século XXI. 2019. 129 f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2019.
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/12531
Appears in Collections:Mestrado em História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CAROLLINE_ACIOLI_OLIVEIRA_ANDRADE.pdf1,22 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.