Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/13158
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorOliveira, Ludmila Smith de Jesus-
dc.date.accessioned2020-04-01T20:57:04Z-
dc.date.available2020-04-01T20:57:04Z-
dc.date.issued2018-02-16-
dc.identifier.citationOLIVEIRA, Ludmila Smith de Jesus. Descoloração dentária induzida por materiais utilizados na terapia regenerativa endodôntica e a efetividade do clareamento intra-coronário. 2018. 37 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Universidade Federal de Sergipe, Aracaju, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/13158-
dc.description.abstractThis study evaluated the coronal discoloration induced by materials used in endodontic regenerative therapy, as well as the effect of internal bleaching on discoloration. Thirty third molars were randomly allocated according to discoloration etiology (n = 10): MTA – White Mineral Trioxide Aggregate, TAP - triple antibiotic paste and BLD - bovine blood (control). After tooth color measurement at baseline, the root canals were partially filled with MTA, TAP, or a cotton pellet with bovine blood was placed into the pulpal chamber. The color changes were assessed after 30, 60 and 180 days using a portable spectrophotometer (CieLab system). Following the discoloration, internal tooth bleaching was performed with a mixture of sodium perborate and hydrogen peroxide inserted into de pulpal chamber and replaced weekly for 21 days. The crown color was measured before each replacement of bleaching agent and one-week after the last one. At baseline, after staining and bleaching, data of each color parameter were individually analyzed by one-way ANOVA, while differences on ∆E were assessed by 2-way repeated measures ANOVA (α = 0.05). After the staining time, TAP resulted in darker and greener specimens, and no difference was observed between teeth stained with blood or MTA. Walking bleaching resulted in improved tooth color without difference on color change among the etiologic agents. However, specimens stained with TPA remained darker, greener and bluer after the end of bleaching procedures. In conclusion, TPA resulted in more significant tooth discoloration and the worst color remained after tooth bleaching procedures.eng
dc.languageporpt_BR
dc.subjectOdontologiapor
dc.subjectAgregado de trióxido mineralpor
dc.subjectPasta tri-antibióticapor
dc.subjectClareamento dentáriopor
dc.subjectDescoloração dentáriapor
dc.subjectMineral trioxide aggregateeng
dc.subjectTriple antibiotic pasteeng
dc.subjectTooth bleachingeng
dc.subjectTooth discolorationeng
dc.titleDescoloração dentária induzida por materiais utilizados na terapia regenerativa endodôntica e a efetividade do clareamento intra-coronáriopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisor1Silva, André Luís Faria e-
dc.description.resumoEste estudo avaliou a descoloração coronária induzida por materiais utilizados na terapia regenerativa endodôntica bem como o efeito do clareamento interno na descoloração. Trinta terceiros molares foram alocados aleatoriamente de acordo com a etiologia da descoloração (n = 10): MTA - agregado trióxido mineral branco, TAP - pasta tri-antibiótica e BLD - sangue bovino (controle). Após a medição da cor inicial do dente, os canais radiculares foram parcialmente preenchidos com MTA, TAP, ou uma bolinha de algodão com sangue bovino foi colocada na câmara pulpar. As alterações de cor foram avaliadas após 30, 60 e 180 dias usando um espectrofotômetro portátil (sistema CieLab). Após a descoloração, o clareamento interno dos dentes foi realizado com uma mistura de perborato de sódio e peróxido de hidrogênio a 20% inserido na câmara pulpar e substituído semanalmente por 21 dias. A cor da coroa foi medida antes de cada substituição do agente clareador e uma semana após a última. No início, após a coloração e clareamento, os dados de cada parâmetro de cor foram analisados individualmente por ANOVA de uma via, enquanto as diferenças em ΔE foram avaliadas por ANOVA de 2 vias medidas repetidas (α = 0,05). Após o tempo de coloração, TAP resultou em amostras mais escuras e mais verdes, e não foi observada diferença entre os dentes corados com BLD ou MTA. O clareamento interno resultou na melhora da cor dos dentes sem diferença na mudança de cor entre os agentes etiológicos. No entanto, as amostras coradas com TPA ficaram mais escuras, mais verdes e azuis após o término dos procedimentos de clareamento. Em conclusão, o TPA resultou em descoloração dentária mais significativa e a pior cor permaneceu após os procedimentos de clareamento dentário.pt_BR
dc.publisher.programPós-Graduação em Odontologiapt_BR
dc.subject.cnpqCIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIApt_BR
dc.publisher.initialsUniversidade Federal de Sergipept_BR
dc.description.localAracajupt_BR
Appears in Collections:Mestrado em Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LUDMILA_SMITH_JESUS_OLIVEIRA.pdf842,81 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.