Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/13843
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorOliveira Júnior, João Mouzart de-
dc.date.accessioned2020-12-14T13:15:29Z-
dc.date.available2020-12-14T13:15:29Z-
dc.date.issued2020-10-
dc.identifier.citationOLIVEIRA JUNIOR, J. M. Toque de amor e resistências: o caruru de Dona Rosa, das praias às festas de aniversário em Aracaju. In: SEMINÁRIO NACIONAL DE SOCIOLOGIA DA UFS, 3., 2020, São Cristóvão, SE. Anais [...]. São Cristóvão, SE: PPGS/UFS, 2020.pt_BR
dc.identifier.urihttps://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/13843-
dc.languageporpt_BR
dc.relation.ispartofAnais do III Seminário Nacional de Sociologia: Distopias dos extremos: sociologias necessáriaspt_BR
dc.subjectMulheres negraspor
dc.subjectTrabalho de ruapor
dc.subjectResistênciaspor
dc.subjectRaçapor
dc.subjectGêneropor
dc.titleToque de amor e resistências: o caruru de Dona Rosa, das praias às festas de aniversário em Aracajupt_BR
dc.typeTrabalhos em Eventospt_BR
dc.identifier.licenseAutorização para publicação no Repositório Institucional da Universidade Federal de Sergipe (RIUFS) concedida pelos editores.pt_BR
dc.description.resumoAs ruas fazem parte da formação de uma territorialidade, demarcando as dinâmicas produzidas e evidenciando as táticas de resistência através das experiências negras materializadas em atuações e nas atividades informais executadas pelas comunidades negras no exercício de melhoraria das suas condições de vida. Nesse sentido, a pesquisa em foco objetiva analisar a trajetória de vida e as práticas de trabalho de dona Rosa, especificamente a venda do caruru nas praias e festas de aniversário em Aracaju, articulando através da interseccionalidade de gênero e raça, em vista de captar as suas estratégias de sobrevivência produzidas entre 1970-2010. Com relação à metodologia foi possível estabelecer três momentos: o primeiro partiu do levantamento bibliográfico acerca dos conceitos principais da pesquisa. O segundo foi a realização da pesquisa etnográfica a partir da observação direta e da efetivação das entrevistas abertas e a terceira parte foi a análise dos dados coletados, a partir das técnicas da Antropologia. Destarte, foi imprescindível observar o trabalho de rua como lócus privilegiado para pensar as iniciativas de empreendimento das mulheres negras em diferentes frentes de atuações das práticas de trabalho informais, visto que, Dona Rosa buscou angariar os recursos financeiros para dar suporte ao seu núcleo familiar.pt_BR
dc.publisher.initialsPrograma de Pós-Graduação em Sociologia - Universidade Federal de Sergipe (PPGS/UFS)pt_BR
dc.description.localSão Cristóvão, SEpt_BR
Appears in Collections:GT 03 - Processos de identificação e desigualdades nas relações étnico-raciais, intergeracionais e de gênero

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ToqueAmorResistencias.pdf320,27 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.