Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/3403
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorAcioli, Gláucia da Rochapt_BR
dc.date.accessioned2017-09-26T11:42:56Z-
dc.date.available2017-09-26T11:42:56Z-
dc.date.issued2015-09-21-
dc.identifier.citationACIOLI, Gláucia da Rocha. Patenteamento na indústria farmacêutica no Brasil : tendências, oportunidades e estratégias. 2015. 91 f. Dissertação (Mestrado em Outros) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2015.por
dc.identifier.urihttps://ri.ufs.br/handle/riufs/3403-
dc.description.abstractTechnological innovation is an important instrument of competitiveness in the face of new market requirements for sustainable enterprises. In this sense, it can be used strategically not only the advantage to reduce competition from the differentiation of a new product, but also to position domain dialing in profitable and competitive markets. Therefore, it is essential to protect the new assets in various industrial sectors. Among the hedging instruments relating to intellectual property rights are patents, which provide many competitive advantages to its owner, not allowing others to use, distribute, import or sell without his consent. In the pharmaceutical sector, where the products produced to solve many health problems of the population result from expensive processes, patents become an incentive for innovation. Considering the economic and social importance of patenting activity and the pharmaceutical industry for the country, this paper conducted a systematic analysis of patenting the Brazilian pharmaceutical industry, evaluating patent applications filed at INPI basis by industry-leading companies and analyzing indicators for categorization of trends and strategies. The results mainly showed the recent growth of the domestic pharmaceutical industry, as cycle of technological life, the analytical strategic behavior of EMS and Eurofarma companies, the defender, Chemical Union, and the prospector, the Aché and Hypermarcas and market opportunities for investments of Brazilian pharmaceutical companies in oncology areas and allergic.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Sergipepor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectIndicadorespor
dc.subjectIndústria farmacêuticapor
dc.subjectPatentespor
dc.subjectPropriedade intelectualpor
dc.subjectTransferência de tecnologiapor
dc.subjectIndicatorseng
dc.subjectPatentseng
dc.subjectPharmaceuticaleng
dc.titlePatenteamento na indústria farmacêutica no Brasil : tendências, oportunidades e estratégiaspor
dc.typeDissertaçãopor
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/0963487641959063por
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/6812943821298890por
dc.contributor.advisor1Oliveira Júnior, Antonio Martins dept_BR
dc.description.resumoA inovação tecnológica é um relevante instrumento de competitividade diante das novas exigências de mercado para a sustentabilidade das empresas. Nesse sentido, pode ser utilizada estrategicamente não apenas como vantagem para a redução da concorrência a partir da diferenciação de um novo produto, mas também para marcação de domínio de posição em mercados rentáveis e competitivos. Por isso, torna-se imprescindível a proteção dos novos ativos em diversos setores industriais. Dentre os instrumentos de proteção relativos aos direitos de propriedade intelectual estão as patentes, as quais conferem diversas vantagens competitivas a seu titular, não permitindo que terceiros usem, distribuam, importem ou vendam sem o seu consentimento. No setor farmacêutico, em que os medicamentos produzidos para solucionar diversos problemas de saúde da população resultam de processos caros, as patentes se tornam um incentivo para as inovações. Considerando a relevância econômica e social da atividade de patenteamento e da indústria farmacêutica para o país, o presente trabalho realizou uma análise sistêmica do patenteamento na indústria farmacêutica brasileira, avaliando os pedidos de patentes depositados na base do INPI pelas empresas líderes do segmento e analisando indicadores para categorização das suas tendências e estratégias. Os resultados indicaram principalmente o crescimento recente da indústria farmacêutica nacional, conforme ciclo de vida tecnológico, o comportamento estratégico analítico das empresas EMS e Eurofarma, o defensor, da União Química, e o prospector, da Aché e Hypermarcas e oportunidades de mercado para investimentos das empresas farmacêuticas brasileiras nas áreas oncológica e alérgica.por
dc.publisher.programPós-Graduação em Ciência da Propriedade Intelectualpor
dc.subject.cnpqCNPQ::OUTROSpor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSpor
Appears in Collections:Mestrado em Ciência da Propriedade Intelectual

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
GLAUCIA_ROCHA_ACIOLI.pdf1,29 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.