Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/4650
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSantos, Silvia Carolina Andradept_BR
dc.date.accessioned2017-09-26T17:47:59Z-
dc.date.available2017-09-26T17:47:59Z-
dc.date.issued2011-03-31-
dc.identifier.urihttps://ri.ufs.br/handle/riufs/4650-
dc.description.abstractThis dissertation has as object the didactic writing of History for children and objective to describe and to analyze the attributes of this writing - how much to its function, structure and form - in the experience of João Ribeiro. Of this form, the books History of Brazil - Superior Course (1900) and History of Brazil (Rudiments of) - Primary Course (1912), principal sources of this work, were analyzed on the basis of the method of content analysis. With intention to trace the profile of the work for the childhood, we analyze editions comparatively and in we ask them: who makes History? Where the Brazilian experience passes off? How divided was the time? Which is the form of adopted exhibition? Which the dimension and type of text? How is the plot organized in the level of focuses narrative? When comparing the two versions, the results demonstrate that modifications were accomplished in the composition of the historical writing for the childhood, although the common content the two works not to have suffered significant changes. Thus, in the didactic writing of History for children, in João Ribeiro, the amount of propagated substance is reduced, the passed one is worked as dependant of the individual wills, the experience of the cities, States and regions dominate the historical plot, the subjects are followed in sequence chronological with marked periodization for the experience of the politician, the form of historical explanation are predominantly narrative, the argument if structure in paragraphs with short periods and the impersonal way is the main one focuses narrative.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpt_BR
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Sergipepor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectLivro didático de históriapor
dc.subjectHistória para criançaspor
dc.subjectJoão Ribeiropor
dc.subjectTextbook of historyeng
dc.subjectHistory for childreneng
dc.subjectJoão Ribeiroeng
dc.titleA escrita histórica para crianças : a experiência de João Ribeiro (1900/1912)por
dc.typeDissertaçãopor
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/4443104712241085por
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5606084251637102por
dc.contributor.advisor1Freitas, Itamarpt_BR
dc.description.resumoEsta dissertação tem como objeto a escrita didática da História para crianças e por objetivo descrever e analisar os atributos dessa escrita - quanto à sua função, estrutura e forma na experiência de João Ribeiro. Dessa forma, os livros História do Brasil - Curso Superior (1900) e História do Brasil (Rudimentos de) - Curso Primário (1912), fontes principais deste trabalho, foram analisados com base no método de análise de conteúdo. Com o intuito de traçar o perfil da obra para a infância, analisamos comparativamente as edições e nos perguntamos: quem faz a História? Onde se desenrola a experiência brasileira? Como ela está periodizada? Qual é a forma de exposição adotada? Qual a dimensão e tipo de texto? Como o enredo se organiza no nível do foco narrativo? Ao compararmos as duas versões, os resultados demonstram que alterações foram realizadas na composição da escrita histórica para a infância, apesar do conteúdo comum as duas obras não ter sofrido mudanças significativas. Assim, na escrita didática da História para crianças, em João Ribeiro, a quantidade de matéria veiculada é reduzida, o passado é trabalhado como dependente das vontades individuais, a experiência dos municípios, Estados e regiões dominam a trama histórica, os assuntos seguem-se em ordem cronológica com periodização marcada pela experiência do político, a forma de explicação histórica é predominantemente narrativa, a argumentação se estrutura em parágrafos com períodos curtos e o modo impessoal é o principal foco narrativo.por
dc.publisher.programPós-Graduação em Educaçãopor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAOpor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSpor
Appears in Collections:Mestrado em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SILVIA_CAROLINA_ANDRADE_SANTOS.pdf2,19 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.