Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/5103
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorOliveira Júnior, José Antônio dept_BR
dc.date.accessioned2017-09-26T18:14:56Z-
dc.date.available2017-09-26T18:14:56Z-
dc.date.issued2013-08-12-
dc.identifier.urihttps://ri.ufs.br/handle/riufs/5103-
dc.description.abstractGeometry is that knowledge of mathematics left to be taught at the end of the scholar year and most of the time it is not taught, or it is taught in a summarized way by the teacher. This occurs because he/she did not have time to meet the entire curriculum proposed by the educational institution where he/she works, and also because the textbooks used in school leave the geometry content to be presented in their final chapters. This research emerged in an attempt to analyse a most significant learning of mathematics that allows the student to effectively assimilate the concepts of geometry through the teacher-student-computer interaction, particularly using virtual learning objects (VLOs) for the calculation of areas of flat figures. In the search and selection of adequate VLOs for the scheduled teaching, we detected weaknesses of structure, notation and units of measurement, to which the teacher should pay attention. The research methodology employed for our research was the actionresearch. Through pre-tests and post-tests of knowledge, with worked activities linked to the VLOs in the middle of their application, we collected data on learning that were analysed by the revised Bloom´s taxonomy. With the application of pre-tests we detected learning deficiencies in students facing the study of interpretative and practical problems of geometry in basic education. By applying the post-tests we found that, through the use of VLOs as an alternative methodology for the teaching of calculation of flat figures, students have improved in the learning of these contents.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectGeometriapor
dc.subjectEnsino de geometriapor
dc.subjectTecnologia educacionalpor
dc.subjectAprendizagempor
dc.subjectEducação - Finalidades e objetivospor
dc.subjectAvaliação educacionalpor
dc.subjectEducationeng
dc.subjectEducational technologyeng
dc.subjectGeometryeng
dc.titleObjetos virtuais de aprendizagem para o ensino de geometria na escola : possibilidades e limitespor
dc.typeDissertaçãopor
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/5832796531696022por
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/1261928272185507por
dc.contributor.advisor1Ardila, Diógenes Reyespt_BR
dc.description.resumoA geometria é aquele conhecimento das matemáticas deixado para ser ensinado no final do ano letivo escolar; na maioria das vezes, não é ensinada, ou é ensinada de forma resumida pelo/a professor/professora. Isto ocorre por ele/ela não ter tempo de cumprir todo o programa curricular proposto pela instituição de ensino onde atua, e também porque os livros didáticos utilizados na escola deixam o conteúdo de geometria para ser apresentado nos seus capítulos finais. Esta pesquisa surgiu na tentativa de analisar uma aprendizagem mais significativa da matemática que possibilite ao aluno assimilar com eficácia os conceitos de geometria através da interação professor-computador-aluno, particularmente utilizando objetos virtuais de aprendizagem (OVAs) voltados para o cálculo de áreas de figuras planas. Na busca e seleção de OVAs que se adequassem ao ensino programado, detectamos fragilidades de estrutura, notação e unidades de medida, às quais o professor deverá prestar atenção. A metodologia da pesquisa empregada para nossa pesquisa foi a pesquisa-ação. Através de pré-testes e póstestes de conhecimento, com a realização de atividades vinculadas a OVAs entre ambas aplicações, coletamos dados sobre aprendizagem que foram analisados pela taxonomia revisada de Bloom. Com a aplicação de pré-testes, detectamos deficiências na aprendizagem dos alunos frente ao estudo de problemas elaborados de forma interpretativa e de problemas práticos de geometria na educação básica. Através da aplicação dos pós-testes, verificamos que, através do uso dos OVAs como alternativa metodológica para o ensino do cálculo de áreas de figuras planas, os alunos melhoraram na aprendizagem desses conteúdos.por
dc.publisher.programPós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemáticapor
dc.subject.cnpqCNPQ::OUTROS::CIENCIASpor
Appears in Collections:Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JOSE_ANTONIO_OLIVEIRA_JUNIOR.pdf6,09 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.