Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7207
Tipo de Documento: Dissertação
Título: Desenvolvimento do core set da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) para hanseníase – etapa do estudo clínico quantitativo e qualitativo
Título(s) alternativo(s): Development of the International Classification of Functioning (ICF) core set for leprosy - quantitative and qualitative clinical studies
Autor(es): Carregosa, Elisvânia Barroso
Data do documento: 17-Ago-2017
Orientador: Dias, Sheila Schneiberg Valença
Resumo: Hanseníase afeta principalmente a pele e o sistema nervoso periférico, provocando múltiplas deformidades e desfigurações no corpo, interferindo diretamente na vida pessoal e profissional do indivíduo. A Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) é um instrumento que classifica e auxilia na descrição da funcionalidade e da incapacidade relacionadas às condições de saúde, classificando-as no âmbito biológico, individual e social. O objetivo deste estudo é identificar através de um estudo clínico as principais disfunções apresentadas em casos de hanseníase e com isso selecionar categorias para desenvolver o core set da CIF para hanseníase. Trata-se de um estudo observacional, transversal, com abordagem de análise quantitativa e qualitativa, composta por pacientes com hanseníase, que foram recrutados nos centros de referência em hanseníase do Estado de Sergipe. Para coleta de dados da abordagem quantitativa foram utilizadas avaliações funcionais validadas que representassem cada domínio da CIF. Já na coleta de dados da abordagem qualitativa foi utilizado um questionário estruturado, padronizado, desenvolvido pela OMS. Os dados foram registrados no programa Office 2010 para cálculo das médias, frequências e porcentagens. As disfunções prevalentes em pelo menos 5% dos voluntários participantes foram selecionadas para serem extraídas as categorias da CIF com seus respectivos códigos para compor o core set. Participaram desse estudo 29 pacientes com hanseníase, com idade média de 44,9 (±13,72), predomínio do sexo masculino (60%). No estudo com abordagem quantitativa, as incapacidades funcionais mais relevantes foram no domínio estrutura do corpo, sendo que “Estrutura das áreas da pele - s810” foi a mais prevalente com 78%, no domínio função do corpo a categoria mais representativa foi “Função tátil - b265” com 100% de prevalência dos participantes que apresentaram déficit na sensibilidade. No domínio atividade e participação a categoria: “Levantar e carregar objetos - d430” apresentou limitação em 100% dos participantes. Já no domínio relativo a participação a “Recreação e Lazer - d920” foi observada como restrição a participação em 89% dos participantes. Em relação ao impacto ambiental a categoria “Serviços, sistemas e políticas de saúde - e580” representou uma barreira para 56% dos participantes. Diferente do encontrado no estudo quantitativo, os resultados coletados no estudo qualitativo demonstraram um número maior de categorias no domínio fatores ambientais. Porém, quando as quantidades de categorias nos dois estudos são comparadas considerando o número total de categorias da CIF, obtendo uma frequência relativa de categorias, observou-se que as incapacidades relativas ao domínio ambiente são prevalentes nos dois estudos tanto na abordagem quantitativa quanto na qualitativa. As categorias da CIF, em cada domínio, encontradas no estudo quantitativo e no estudo qualitativo auxiliam a mapear as incapacidades funcionais de pacientes com hanseníase.
Abstract: Leprosy it mainly affects the skin and the peripheral nervous system, causes multiple deformities and body disfigurations, interfering directly in the individual’s personal and professional life. The International Classification of Functioning, Disability and Health (ICF) is an instrument that classifies and assists to describe function and disability related to health conditions, reflecting a new approach to identify dysfunctions, classifying them in the biological, individual and social context. The objective of this study is to identify, through a clinical study, the main dysfunctions presented in cases of leprosy and thus to select categories to develop the core set of the ICF for leprosy. The type of this study is clinical descriptive, cross-sectional with quantitative and qualitative analysis. The sample was composed of patients with leprosy, who were recruited at the Centers of leprosy in Sergipe. For data collection with the quantitative approach, validated and standardized functional evaluations were used that represented each ICF domain. In the data collection of the qualitative approach, a structured, standardized questionnaire developed by WHO was used. The data were recorded in Office 2010 program to calculate means, frequencies and percentages. The dysfunctions prevalent in at least 5% of the participating volunteers were selected to be extracted the categories of the ICF with their respective codes to compose the core set. Participants in this study were 29 patients with leprosy. The mean age of the participants was 44.9 (± 13.72), predominance of 60% men. In the study with a quantitative approach, the most relevant functional disabilities were in the body structure domain, where "Structures of areas of skin - s810" was the most prevalent with 78%, in the body function domain the most representative category were "Touch function - b265" with 100% prevalence of participants who presented deficits in sensory. In the field of activity and participation the category: “Carrying, moving and handling objects - d430” had 100% of the participants with limitations. In the area related to participation the category: “Recreation and Leisure - d920”, 89% of the participants had restriction to participate. Regarding environmental impact, the category "Health services, systems and policies - e580" represented a barrier to 56% of participants. Different from what was found in the quantitative study, the results collected in the qualitative study demonstrated a greater number of categories in the environmental factors domain. However, when the amount of categories in the two studies were compared considering the total number of categories of the ICF, with the relative frequency of categories, we observed that the environmental domain is the “incapacity” most prevalent in both studies with the quantitative and qualitative approach. The ICF categories in each domain found in the quantitative study and the qualitative study help to map the functional disabilities of patients with leprosy.
Palavras-chave: Hanseníase
Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF)
ICF core set
International Classification of Functioning
Leprosy.
Idioma: por
Programa de Pós-graduação: Pós-Graduação em Ciências Aplicadas à Saúde
Citação: CARREGOSA, Elisvânia Barroso. Desenvolvimento do core set da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) para hanseníase – etapa do estudo clínico quantitativo e qualitativo. Lagarto, SE, 2017. 118 f. Dissertação ( Mestrado em Ciências Aplicadas à Saúde ) - Universidade Federal de Sergipe, Lagarto, 2017
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7207
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciências Aplicadas à Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ELISVÂNIA_BARROSO_CARREGOSA.pdf2,42 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.