Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7208
Tipo de Documento: Monografia
Título: Vislumbres no vazio: apropriações artísticas em espaços residuais de Aracaju
Autor(es): Santana, Mariane Cardoso de
Data do documento: 26-Abr-2017
Orientador: Tavares, Maria Cecília Pereira
Resumo: No atual contexto urbano, é cada vez mais perceptível a presença dos chamados espaços residuais, resquícios de um território subutilizado, geralmente decorrentes da produção de grandes estruturas viárias ou de políticas urbanas de zoneamento. Sendo frutos de um planejamento desenvolvimentista, esses locais contradizem o objetivo do espaço público de dar suporte à vida em comum: embora teoricamente façam parte dele, essas áreas negligenciadas frequentemente representam locais inseguros e sem qualquer vitalidade. Na contramão dessa realidade, grupos e coletivos urbanos têm se manifestado com o objetivo de reivindicar suas cidades utilizando-se da arte. Por vezes, é justamente no espaço residual, onde ocorre uma lacuna do controle do Estado e dos setores privados, que os moradores de classes menos abastadas ou ativistas sociais podem realmente ter voz. Ao mesmo tempo em que ativam seu papel cidadão, esses grupos realizam apropriações artísticas, ainda que temporárias, capazes de instaurar novas vivências dos usuários urbanos nesses locais. O objetivo deste trabalho é analisar tais intervenções artísticas enquanto elementos de dinamização e ressignificação do caráter residual desses espaços. Entende-se que esse cenário se apresenta em todo o mundo, porém, é a partir da análise de eventos produzidos na cidade de Aracaju, no estado de Sergipe – tais como o Sarau Debaixo, o Som de Calçada, o Clandestino e a Batalha do Octógono – que a pesquisa é desenvolvida. Espera-se que a investigação acerca dessas ações forneça dados consistentes para futuros trabalhos que abordem os espaços residuais, o espaço público apropriado e/ou as artes urbanas de Aracaju; que possam traduzir-se em um registro em prol da memória coletiva dos habitantes da cidade e que sirvam de base para uma revisão dos processos urbanísticos vigentes no que se refere à produção dos espaços públicos residuais.
Palavras-chave: Arquitetura
Aracaju (SE)
Espaço residual
Espaços públicos
Arte urbana
Urbanismo
Planejamento urbano
Arte de rua
área CNPQ: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ARQUITETURA E URBANISMO
Idioma: por
Sigla da Instituição: Universidade Federal de Sergipe
Departamento: DAU - Departamento de Arquitetura e Urbanismo – Laranjeiras - Presencial
Citação: SANTANA Mariane Cardoso de. Vislumbres no vazio: apropriações artísticas em espaços residuais de Aracaju. 2017.151 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Arquitetura e Urbanismo)- Departamento de Arquitetura e Urbanismo, Campus de Laranjeiras, Universidade Federal de Sergipe, Laranjeiras, 2017.
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7208
Aparece nas coleções:Arquitetura e Urbanismo

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Mariane_Cardoso_Santana.pdf7 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.