Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7209
Tipo de Documento: Dissertação
Título: Tradução e adaptação cultural para o português do Brasil da Escala de Avaliação Multidisciplinary Feeding Profile - MFP
Título(s) alternativo(s): Translation and adaptation to Brazilian Portuguese of the Multidisciplinary Feeding Profile assessment
Autor(es): Santos, Sara Virgínia Paiva
Data do documento: 15-Ago-2017
Orientador: Dias, Sheila Schneiberg Valença
Resumo: Introdução: a Multidisciplinary Feeding Profile (MFP) é o primeiro protocolo multidisciplinar de avaliação do perfil de alimentação para crianças neurológicas com rigorosa verificação estatística de confiabilidade que avalia não apenas a deglutição de forma isolada, mas diversos fatores que interferem nesse processo. Objetivo: O objetivo deste estudo foi traduzir e adaptar culturalmente para o português brasileiro a escala canadense de avaliação denominada Multidisciplinary Feeding Profile-MFP. Método: trata-se de estudo de tradução e adaptação cultural de instrumento de medida que seguiu recomendações do COnsensus based Standards for the selection of health Status Measurement INstruments (COSMIN), um consenso validado internacionalmente, que orienta processos de tradução e validação de instrumentos de medida. Esse estudo foi composto de 4 FASES: FASE 1 foram geradas 2 traduções independentes (T1 e T2) por dois profissionais da saúde de áreas distintas. Na FASE 2 as versões foram comparadas, passou por adequações linguísticas, gerando uma versão consenso (T1&2), e a amostra foi composta por 2 fonoaudiólogas. Na FASE 3: foi realizada análise do nível de compreensão da escala traduzida (T1&2) em dois momentos: apenas com a leitura (por 7 fonoaudiólogos) e após aplicação da escala (por 3 fonoaudiólogos), onde cada avaliador aplicou a versão T1&2 num paciente seu, criança, com disfagia e disfunção neuromotora. Após sugestões do Comitê de experts, foi submetida a um Comitê de Juízes e foram realizadas as adaptações necessárias. Foi feito o backtranslation e, por fim enviada aos autores originais para seguir com as tapas de validação (após o mestrado). Essa pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética e Pesquisa da Universidade Federal de Sergipe-UFS, CAAE 43225914.7.0000.55.46. Os direitos autorais da escala MFP para a tradução em português foram cedidos pelos autores originais às autoras. Os fonoaudiólogos convidados concordaram em participar voluntariamente dessa pesquisa e assinaram um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido e Termo de Confidencialidade do Perfil de Alimentação Multidisciplinar-PAM e se comprometeram a não divulgar ou mesmo utilizar a escala para outros fins. Foi realizada estatística descritiva dos níveis de compreensão (da escala traduzida) e transcrição dos comentários do grupo de fonoaudiólogos ipsis litteris e analisada a relevância da adaptação cultural. Resultados: Ao analisar os níveis de compreensão somente com a leitura, observou-se que os níveis 1 (incompreensível) e 2 (ambíguo) obtiveram frequências abaixo de 5%. A frequência dos níveis 4 (fácil compreensão) e 5 (ótima compreensão) prevaleceram, despontando com maiores porcentagens de 77% e 98%, respectivamente. Dos 178 subitens que compõe a Escala, houve prevalência significativa dos valores 4 (77%) e 5 (98%) atribuídos aos níveis de compreensão, demonstrando que a grande maioria dos itens traduzidos obtiveram de fácil a ótima compreensão na avaliação do Comitê de Experts, que fez sugestões à respeito da marcação na escala, duplicidade de sentido em relação à escrita de itens e a tradução de termos. Após aplicação da escala os níveis 1, 2 e 3 obtiveram frequências máximas de, apenas, 2%. A frequência dos níveis 4 e 5 despontaram com as maiores porcentagens, de 80% e 100%, respectivamente. Conclusão: Esse estudo traduziu e adaptou para o português do Brasil o primeiro Perfil de Alimentação Multidisciplinar viabilizando estudos de maior força como ensaios clínicos randomizados e revisões sistemáticas com meta-análise, e obteve nível de entendimento de fácil à ótima compreensão na avaliação do Comitê de Experts.
Abstract: Introduction: The multidisciplinary feeding profile (MFP) is the first multidisciplinary protocol to evaluate the feeding profile of children with neurological dysfunction with strict statistical control of reliability, in addition it is not only an isolated swallow scale, but it evaluates several other factors that interfere in the swallow process. Objective: To translate and cross-cultural adapt to Brazilian Portuguese the MFP evaluation scale. Method: The type of the study is translation and cultural adaptation of the measurement instruments. The recommendations based on the COnsensus for the selection of health status measurement instruments Status of Status Assessment (COSMIN) were followed. This study was composed of 4 PHASES: PHASE 1 - two independent translations (T1 and T2) were developed. In PHASE 2, the versions and comparisons were passed through linguistic adaptations, generating a consensus version T1&2 combined. In PHASE 3, a committee of clinical experts was formed in order to analyze the level of comprehension of the translated scale (T1&2). The expert committee received a questionnaire with a five points Likert scale correspondent to the level of comprehension, where 1- was incomprehensible and 5- excellent comprehension. The, after the expert committee analysis, all comments where considered relevant and adaptations to generate the version T3 was made by researchers. The version T3 was distributed to the expert committee to the final approval. The final version is generated after the approval and will be backtranslated to English and sent to the original authors. This research was approved by the Research and Ethics Committee of the Federal University of Sergipe-UFS, CAAE 43225914.7.0000.55.46. The copyright of the MFP scale was licensed to the authors SVPS e SS. A free and informed consent form and form of confidentiality of the Multidisciplinary Feeding Profile - MFP were signed by the expert committee and caregivers responsible of the children who participated in the project. Results: The levels of few comprehension, 1, 2 and 3 had frequencies lower than 5% (8,9 of 178) and the level 5 - excellent comprehension was 97% (172 of 178) were attributed to levels of comprehension. Those results demonstrated that the great majority of translated items had an excellent understanding by the experts committee. After application of the scale, the levels of few comprehension, 1, 2 and 3 had frequencies lower than 2% and the levels 4 and 5 was 80% and 100% (of 178) were attributed to levels of comprehension. Conclusion: This study successfully translated and transcultural adapted to Brazilian Portuguese the MFP evaluation scale. The next step is to validate the MFP Brazilian version, testing its concurrent and discriminant validity as well as its reliability. The brazilian version of MFP evaluation will lead to the development of more strong evidence studies, such as randomized clinical trials and systematic review with meta-analysis, contributing to the understanding and treatment of dysphagia in children with neurological disorders.
Palavras-chave: Distúrbios da deglutição
Lesão cerebral
Alimentação
Processo de tradução
Avaliação
Escalas
Transtornos da deglutição
Measurement translation
Evaluation
Cultural adaptation
Swallow disorders
Idioma: por
Sigla da Instituição: UFS
Programa de Pós-graduação: Pós-Graduação em Ciências Aplicadas à Saúde
Citação: SANTOS, Sara Virgínia Paiva. Tradução e adaptação cultural para o português do Brasil da Escala de Avaliação Multidisciplinary Feeding Profile - MFP. Lagarto, SE, 2017. 143 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Aplicadas à Saúde) - Universidade Federal de Sergipe, Lagarto, 2017
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7209
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciências Aplicadas à Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
SARA_VIRGÍNIA_PAIVA_SANTOS.pdf2,62 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.