Please use this identifier to cite or link to this item: https://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7239
Document Type: Trabalhos em Eventos
Title: Influência da socialização organizacional sobre o comprometimento organizacional: um estudo de caso na Polícia Militar de Sergipe
Authors: Santos, Daiane Nunes dos
Araújo, Marley Rosana Melo de
Marques, Erika Cavalcanti
Almeida, Saulo Pereira de
Issue Date: Sep-2017
Resumo : A presente pesquisa versa sobre dois fenômenos psicológicos próprios das organizações: socialização organizacional e comprometimento organizacional. A socialização organizacional é entendida como um processo contínuo que ocorre à medida que o funcionário se relaciona com pares, superiores diretos e clientes/usuários da organização. O comprometimento organizacional, compreendido como um vínculo estabelecido entre o funcionário e a organização, por sua vez, contribui para esclarecer o motivo da permanência do trabalhador no ambiente de trabalho. Dessa feita, propôs-se a analisar a influência da socialização organizacional sobre o comprometimento organizacional dos servidores da Polícia Militar do Estado de Sergipe. O desenho metodológico consistiu na aplicação do Inventário de Socialização Organizacional (ISO), da Escala de Comprometimento Organizacional e de uma ficha de dados sociodemográficos a uma amostra de 270 policiais. Realizada análise fatorial exploratória do ISO, obteve-se uma estrutura interna constituída por três fatores: F1. Integração à organização – IORG (sete itens); F2. Domínio de procedimentos e atividades – DPA (nove itens); F3. Proatividade e competência – P&C (oito itens). Quanto ao comprometimento, os resultados indicaram excelente índice de confiabilidade para a escala utilizada e escores médios da amostra, em cada base de comprometimento, denotando pouco comprometimento afetivo e instrumental, e pouco descomprometimento quanto à dimensão normativa. A análise de regressão múltipla apresentou os fatores IORG e P&C como variáveis preditoras do comprometimento afetivo, seguidas de tempo na função e renda individual [F(4,233) = 45,46; p<0,001]. Para a base instrumental, os fatores de socialização organizacional não contribuíram na explicação [F(1,236) = 5,55; p = 0,02]. Para a base normativa, resultaram como preditores a idade, seguida dos fatores IORG e P&C, e tempo na função [F(4,233) = 17,70; p<0,001]. Concluímos que a socialização organizacional influencia comprometimento organizacional, uma vez que dois fatores da socialização organizacional (IORG e P&C) explicam pelo menos duas dimensões do comprometimento organizacional (afetiva e normativa).
Keywords: Socialização organizacional
Comprometimento organizacional
Polícia Militar
Is part of: Anais do I Congresso Internacional de Desempenho do Setor Público (CIDESP)
Language: por
Publisher / Institution : Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL) / Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) / Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) / Fundação Escola de Governo ENA
Citation: SANTOS, D. N. dos et al. Influência da socialização organizacional sobre o comprometimento organizacional: um estudo de caso na Polícia Militar de Sergipe. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE DESEMPENHO DO SETOR PÚBLICO, 1., 2017, Florianópolis. Anais eletrônicos... Florianópolis: CIDESP, 2017. Disponível em: <http://cidesp.com.br/index.php/Icidesp/1cidesp/paper/view/142>. Acesso em: 24 jan. 2018.
License: Creative Commons Atribuição 3.0 Não Adaptada (CC BY 3.0)
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7239
Appears in Collections:DPS - Trabalhos apresentados em eventos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SocializacaoOrganizacionalPoliciaMilitar.pdf621,37 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.