Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7410
Document Type: Tese
Title: Efeito da estimulação de acupontos em pacientes com lombalgia crônica inespecífica : ensaio clínico randomizado
Authors: Mendonça, Andreza Carvalho Rabelo
Issue Date: 27-Nov-2017
Advisor: Santana, Josimari Melo de
Resumo : Introdução: A dor lombar é um sintoma comum na prática clínica, ocorrendo em mais de 85% dos indivíduos, existindo uma enorme pressão econômica para fornecer assistência racional e eficiente a este tipo de paciente. Há anos, o homem vem pesquisando maneiras para aliviar a lombalgia; isto proporcionou avanços no campo das modalidades analgésicas, entre elas a introdução da acupuntura. Com isso, o objetivo do presente estudo foi avaliar o efeito da acupuntura no tratamento da lombalgia crônica inespecífica (LCI). Métodos: Trata-se de um ensaio clínico controlado por placebo, com distribuição aleatória e duplamente encoberto. Dezoito sujeitos foram alocados no grupo Acupuntura Real (AR) e dezessete no grupo Acupuntura Placebo (AP). Os sujeitos foram tratados três vezes por semana, em dias alternados, totalizando 10 atendimentos. As variáveis de estudo e suas respectivas ferramentas de mensuração foram: intensidade de dor em repouso e em movimento (escala numérica de 11 pontos), caracterização da dor (questionário de dor de McGill), catastrofização da dor (Escala de Catastrofização da Dor), limiar de dor por pressão - LDP (algômetro), limiar sensitivo (filamentos de von Frey), sensibilização central (modulação condicionada da dor - MCD e somação temporal - ST), medo (versão brasileira do Fear Avoidance Beliefs Questionnaire-FABQ), força muscular (dinamômetro), funcionalidade (Oswestry Disability Index - ODI e Questionário de Incapacidade Roland Morris – QIRM), medo de movimentar (Escala de Cinesiofobia de Tampa) e qualidade de vida (EQ-5D). Resultados: Nas características pessoais e sócios demográficas, não foram encontradas diferenças significativas entre os grupos; Após cada uma das 10 sessões, a intensidade de dor foi menor no repouso (p<0,028) e no movimento (p<0,035) no grupo AR. Já no grupo AP, a intensidade de dor no repouso (p=0,008) e no movimento (p=0,038) foram significativamente menores após as 10 sessões. Houve redução significativa do número de palavras escolhidas (NPE; Br-MPQ) no grupo AR ao comparar as sessões 1 e 10 (p=0,004). E ocorreu diminuição significativa do NPE entre a 1ª e a 10ª no grupo AP (p=0,017). Quanto ao índice de classificação da dor (ICD), houve redução significativa (p=0,001) ao comparar a 1ª com a 10ª sessão no grupo AR. Ao comparar os grupos AR e AP, a única diferença significativa foi que o LSC da lombar direita foi significativamente menor no grupo AR do que no grupo AP antes da 1ª sessão (p=0,026). No teste de ST, a intensidade de dor, no segundo 1, 10, 20 e 30 não diminuiu de forma significativa após as 10 sessões em nenhum dos grupos. Na MCD, os LDPs dos momentos antes, durante e após o teste não foram significativamente diferentes na comparação da 1ª com a 10ª sessão, nem na comparação intergrupos. A força muscular do grupo AR e AP não sofreu alteração significativa. Não houve diferença significativa no impacto da dor na funcionalidade no grupo AR antes e depois do tratamento, já no grupo AP antes e depois da terapêutica, verificou-se diferença significativa (p=0,015). O mesmo ocorreu para incapacidade funcional na sessão 1 e na sessão 10. A catastrofização da dor, cinesiofobia e FABQ atividades físicas e trabalho não apresentou alteração estatisticamente significativa após as 10 sessões em ambos os grupos. A intensidade de desconforto dos pacientes no momento da puntura avaliada através da escala numérica de 11 pontos não diferiu significativamente ao longo do tratamento nos dois grupos. Conclusão: No presente estudo, o efeito da acupuntura no tratamento da LCI no grupo AR diminuiu a intensidade da dor após cada uma das sessões, o NPE e o ICD na mensuração da dor. No entanto, não foi evidenciado melhora nos testes sensoriais, nos outros aspectos funcionais, nos aspectos psicoemocionais e na qualidade de vida. Já no grupo AP a intensidade da dor no repouso e no movimento antes da 1ª e após a 10ª sessão diminuiu e também diminuiu o NPE, e nos aspectos funcionais houve diminuição do impacto da dor na funcionalidade apenas.
Abstract: Low back pain (LBP) is one of the most common symptoms in clinical practice, occurring in more than 85% of individuals at some time in their lives, there is enormous economic pressure to provide rational and efficient care for this type of patient. For years man has been researching ways to relieve low back pain; This has provided advances in the field of analgesic modalities, among them the adoption of acupuncture. Thus, the objective of the present study was to evaluate the effect of acupuncture in the treatment of non-specific chronic low back pain (LCI). It is a randomized, double-blind, placebo-controlled clinical trial. 18 subjects were allocated in the Real Acupuncture group (RA) and 17 in the Acupuncture group Placebo (AP). Subjects were treated three times a week, every other day, totaling 10 visits. The study variables and their respective measurement : pain intensity at rest and in movement (numerical scale of 11 points), characterization of pain (McGill pain questionnaire), catastrophic pain (Pain Catastrophic Scale), (Fear Avoidance Beliefs Questionnaire-FABQ), muscle strength (dynamometer), functional (threshold of pressure pain threshold (algometer), sensory threshold (von Frey filaments), central sensitization (pain modulation and temporal summation) Oswestry Disability Index (ODI and Roland Morris Disability Questionnaire - QIRM), fear of moving (Tampa Kinesiophobia Scale) and quality of life (EQ-5D). In the personal characteristics and demographic partners, no significant differences were found between the groups; After each of the 10 sessions, the pain intensity was significantly lower at rest (p <0.028) and in movement (p <0.035) in the RA group. In the AP group, pain intensity at rest (p = 0.008) and movement (p = 0.038) were significantly lower after 10 sessions. There was a significant reduction in the number of words chosen (NPE; Br-MPQ) in the RA group when comparing sessions 1 and 10 (p = 0.004). And there was a significant decrease in NPE between 1st and 10th in the AP group (p = 0.017). Regarding the pain classification index (DCI), there was a significant reduction (p = 0.001) when comparing the 1st and 10th sessions in the RA group. When comparing the RA and AP groups, the only significant difference was that the LSC of the right lumbar was significantly lower in the RA group than in the AP group before the 1st session (p = 0.026). In the ST test, the intensity of pain in the second 1, 10, 20 and 30 did not decrease significantly after the 10 sessions in any of the groups. In the MCD, the LDPs of the moments before, during and after the test were not significantly different in the comparison of the 1st to the 10th session, no in the intergroup comparison. The muscle strength of the RA and PA groups did not change significantly. There was no significant difference in the impact of pain on the functionality in the RA group before and after treatment, whereas in the AP group before and after the therapy, a significant difference was observed (p = 0.015). The same occurred for functional disability in session 1 and session 10. The catastrophic pain, kinesiophobia and FABQ physical activities and work did not present statistically significant alteration after the 10 sessions in both groups. The intensity of discomfort of the patients at the time of puncture assessed through the EN of 11 points did not differ significantly during the treatment in both groups. In the present study, the effect of acupuncture on the treatment of CLI in the RA group decreased the intensity of pain after each session, the NPE and the DCI in the measurement of pain. However, there was no evidence of improvement in sensory tests, other functional aspects, psychoemotional aspects and quality of life. In the AP group, the pain intensity at rest and in movement before the 1st and after the 10th session decreased and also the NPE decreased, and in the functional aspects there was decrease of the impact of the pain in the functionality only.
Keywords: Ciências da saúde
Acupuntura
Dor
Lombalgia
Ensaio clínico
Pain
Low back pain
Acupuncture
Clinical trial
Subject CNPQ: CIENCIAS DA SAUDE
Language: por
Institution: Universidade Federal de Sergipe
Program Affiliation: Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citation: MENDONÇA, Andreza Carvalho Rabelo. Efeito da estimulação de acupontos em pacientes com lombalgia crônica inespecífica: ensaio clínico randomizado. 2017. 109 f. Tese (doutorado em Ciências da Saúde) – Universidade Federal de Sergipe, Aracaju, 2017.
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7410
Appears in Collections:Doutorado em Ciências da Saude

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ANDREZA_CARVALHO_RABELO_MENDONÇA.pdf1,45 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.