Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7415
Tipo de Documento: Monografia
Título: Conhecimento e percepção das gestantes do serviço público sobre parto humanizado
Título(s) alternativo(s): Knowledge and perception of pregnant women in the public service on humanized delivery
Autor(es): Santos, Amanda Basílio Bastos dos
Data do documento: 9-Out-2017
Orientador: Dias, Julia Maria Gonçalves
Resumo: OBJETIVO: avaliar o grau de conhecimento das gestantes de dois serviços públicos em Aracaju-SE sobre parto humanizado. MÉTODOS: estudo descritivo, prospectivo, observacional, transversal, a coleta de dados se fez por meio de questionário. Foram utilizados testes estatisticos de associações de variáveis (Qui-quadrado e Exato de Fisher). RESULTADOS: a média da idade foi 26,6 anos, 145 (72,5%) eram procedentes do interior, 181 (90,5%) tinham renda até um salário mínimo, 38% (76) tinha escolaridade menor ou igual a 8 anos. Iniciaram o pré-natal até o 1º trimestre 142 (71%), tiveram o médico conduzindo o pré-natal 144 (72%), 142 (71%) preferiam o parto normal, 88 (44%) relataram medo da cesarea e 116 (58%) medo das dores do parto normal. O profissional do pré-natal não ofereceu informações em 133 (66,5%). Ouviram falar sobre Parto Humanizado, 61 (30,5%), destas 51 (83,6%) apresentaram resposta adequada sobre o conceito. Observamos associações entre o conhecimento prévio e: procedência, renda, aborto, médico como prenatalista e preferência pelo parto normal. Frequência expressiva de resposta adequada entre as que não ouviram falar associada a: renda, escolaridade, prenatalista e ausência de informações advindas do profissional. CONCLUSÕES: a maioria não tinha conhecimento sobre Parto Humanizado, as que tinham responderam adequadamente, a maioria era procedente de Aracaju e apresentam maior renda, essas variáveis tiveram associação significativa com o grau de conhecimento. A maioria preferiu parto normal, tinha como prenatalista o médico e não receberam informações quanto aos tipos de parto pelo profissional executante.
Abstract: OBJECTIVE: to analyse the knowledge’s degree of the pregnant women of two public services in Aracaju-SE about humanized birth. METHODS: a descriptive, prospective, observational, cross-sectional study was performed using a questionnaire. Statistical tests of associations of variables (Chi-square and Fisher's exact test) were used. RESULTS: a mean of the age for 26.6 years, 145 (72.5%) were procedural of the interior, 181 (90.5%) received less than one minimum wage, 38% (76) had studied in their lifes less than or equal to 8 years . They started prenatal care until the first trimester, 142 (71%); the doctor had the prenatal care 144 (72%); 142 (71%) preferred normal birth, 88 (44%) reported fear of cesarean and 116 (58%) fear of normal labor pains. The prenatal professional did not offer information to 133 (66.5%). They heard about Humanized Childbirth, 61 (30.5%); among these, 51 (83.6%) presented an adequate answer on the concept. We observed associations between prior knowledge and: origin, income, abortion, physician as prenatalist and preference for normal birth. Expressive frequency of adequate answer among those who did not hear associated with: income, schooling, prenatalist and absence of information from the professional. CONCLUSIONS: most had no knowledge about Humanized Birth, those who had answeredw adequately, most were from Aracaju and had higher income, these variables had a significant association with the degree of knowledge. The majority preferred normal labor, had as prenatalista the doctor and did not receive information on the types of delivery by the professional performer.
Palavras-chave: Medicina
Saúde
Mulheres grávidas
Parto (Obstetrícia)
Humanização dos serviços de saúde
Medicine
Cheers
Pregnant women
Childbirth (Obstetrics)
área CNPQ: CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Agência de fomento: Conselho Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq
Idioma: por
Sigla da Instituição: Universidade Federal de Sergipe
Departamento: DME - Departamento de Medicina – Aracaju - Presencial
Citação: SANTOS, Amanda Basílio Bastos dos. Conhecimento e percepção das gestantes do serviço público sobre parto humanizado. Aracaju, SE, 2017. Monografia (Graduação em Medicina ) - Departamento de Medicina, Universidade Federal de Sergipe, Aracaju, 2017
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7415
Aparece nas coleções:Medicina

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Amanda_Basílio_Bastos_Santos.pdf1,1 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.