Please use this identifier to cite or link to this item: https://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7464
Document Type: Tese
Title: Desvelando a construção das diferenças de gênero nas experiências de contadores/as e de auditores independentes em Sergipe
Authors: Pinto, Mariana Dórea Figueiredo
Issue Date: 13-Nov-2017
Advisor: Cruz, Maria Helena Santana
Resumo : Nos últimos anos, uma significativa transformação da Contabilidade tem sido a sua crescente feminização. Se em 2006 a participação das mulheres na profissão era de 39%, atualmente tem sido de 46% do universo de profissionais registrados, ativos, no Conselho Federal de Contabilidade. A tendência é que aumente, uma vez que o universo feminino já corresponde a 60% do ingresso nos cursos de Ciências Contábeis. No entanto, na Auditoria Independente, uma especialização da profissão contábil que demanda uma qualificação diferenciada, a mulher corresponde somente a 20% e no estado de Sergipe não há nenhuma representatividade. Pode-se considerar que a Auditoria Independente é uma especialidade da contabilidade de domínio masculino. Nesse sentido, a abordagem do trabalho e gênero no campo da contabilidade, a partir das perspectivas pós-estruturalista e construtivista, permite identificar a dimensão da feminização das carreiras sem, no entanto, desconsiderar o seu processo histórico ou o ritmo com que as mudanças ocorreram nas mais diversas profissões recentemente. Dessa forma, essa tese tem o objetivo de analisar, sob a perspectiva de gênero, a inserção, ascensão e permanência no trabalho de contadoras e de auditores independentes no Estado de Sergipe e como eles/as atribuem sentidos e significados ao trabalho, processos de formação e à qualificação. A metodologia foi organizada com cunho qualitativo e quantitativo, por meio de entrevistas semiestruturadas com 19 profissionais, sendo 09 auditores independentes com registro junto ao Cadastro Nacional de Auditores Independentes (CNAI), aprovados no Exame de Qualificação Técnica (EQT), e 10 contadoras, das quais 03 estão nas lideranças das representações de classe do Estado. O processo analítico e interpretativo foi desenvolvido com base na Análise de Conteúdo (AC) e os resultados apontam que, mesmo com a feminização da contabilidade e com um maior nível de qualificação em relação ao profissional do sexo masculino, a divisão sexual do trabalho ainda está presente nas trajetórias profissionais e pessoais das mulheres contadoras. Discutir as relações de gênero no trabalho da Contabilidade e da Auditoria Independente é essencial quando se pensa em uma sociedade democrática que viabilize a homens e mulheres igualdade de oportunidades e de condições de trabalho.
Abstract: In recent years, a significant transformation of Accounting has been its increasing feminization. If in 2006 women's participation in this profession was 39%, currently it has been 46% of the universe of active professionals, registered in the Brazilian Federal Accounting Council. The tendency is that it increases, since the female universe already corresponds to 60% of the entrance in Accounting graduation courses. However, in the Independent Auditing, a specialization of the accounting profession that demands a differentiated qualification, women correspond only to 20% of the professionals in this area and, in the state of Sergipe, Brazil, there is no representation. Independent Auditing may be considered to be a specialty of accounting dominated by men. In this sense, the approach of work and gender in the field of accounting, from the post-structuralist and constructivist perspectives, allows us to identify the dimension of career feminization without, however, disregarding its historical process or the pace that changes occurred in several professions recently. Thus, this thesis aims to analyze, from the perspective of gender, the insertion, rise and permanence in the work of accountants and independent auditors in the State of Sergipe, Brazil, and how they attribute meanings and purpose to work, training processes and qualification. The methodology was organized in a qualitative and quantitative manner, through semi-structured interviews with 19 professionals, of which 09 were independent auditors with the National Registry of Independent Auditors (CNAI in Portuguese), approved in the Technical Qualification Examination (TEQ), and 10 accountants, of which 03 are in the leadership of the class representations of the State. The analytical and interpretative process was developed based on Content Analysis (CA) and the results show that even with the feminization of accounting and with a higher level of qualification in relation to the male professional, the sexual division of labor is still present in women accountants’ professional and personal trajectories. Discussing gender relations in the Accounting and Independent Auditing jobs is essential when thinking about a democratic society that enables men and women to have equal opportunities and working conditions.________________________________________________________________________________________________________________________________
En los últimos años, una significativa transformación de la Contabilidad ha sido su creciente feminización. Si en 2006 la participación de las mujeres en la profesión era del 39%, actualmente ha sido del 46% del universo de profesionales registrados y activos en el Consejo Federal de Contabilidad en Brasil. La tendencia es que aumente, ya que el universo femenino ya corresponde al 60% del ingreso en los cursos de Ciencias Contables. Sin embargo, en la Auditoría Independiente, una especialización de la profesión contable que demanda una calificación diferenciada, la mujer corresponde solamente al 20% y en el estado de Sergipe, en Brasil, no hay representatividad. Se puede considerar que la Auditoría Independiente es una especialidad de la contabilidad de dominio masculino. En este sentido, el abordaje del trabajo y género en el campo de la contabilidad, a partir de las perspectivas post-estructuralista y constructivista, permite identificar la dimensión de la feminización de las carreras sin, sin embargo, desconsiderar su proceso histórico o el ritmo con que los cambios ocurrieron en las más diversas profesiones recientemente. De esta forma, esta tesis tiene el objetivo de analizar, bajo la perspectiva de género, la inserción, ascenso y permanencia en el trabajo de contadoras y de auditores independientes en el Estado de Sergipe y cómo ellos/as atribuyen sentidos y significados al trabajo, procesos de formación y la calificación. La metodología fue organizada con cuño cualitativo y cuantitativo, a través de entrevistas semiestructuradas con 19 profesionales, siendo 09 auditores independientes con registro ante el Catastro Nacional de Auditores Independientes de Brasil (CNAI), aprobados en el Examen de Calificación Técnica de Brasil, y 10 contadoras, de las cuales 03 están en los liderazgos de las representaciones de clase del Estado. El proceso analítico e interpretativo fue desarrollado con base en el Análisis de Contenido (AC) y los resultados apuntan que, incluso con la feminización de la contabilidad y con un mayor nivel de calificación en relación al profesional del sexo masculino, la división sexual del trabajo todavía está presente en las trayectorias profesionales y personales de las mujeres contadoras. Discutir las relaciones de género en el trabajo de la Contabilidad y de la Auditoría Independiente es esencial cuando se piensa en una sociedad democrática que viabilice a hombres y mujeres igualdad de oportunidades y de condiciones de trabajo.
Keywords: Educação
Contadores de Sergipe
Auditores
Aspectos sociais do trabalho
Auditoria independente
Contabilidade
Gênero
Qualificação
Trabalho
Independent auditing
Accounting
Gender
Qualification
Job
Auditoría independiente
Contabilidad
Género
Calificación
Trabajo
Subject CNPQ: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Language: por
Institution: Universidade Federal de Sergipe
Program Affiliation: Pós-Graduação em Educação
Citation: PINTO, Mariana Dórea Figueiredo. Desvelando a construção das diferenças de gênero nas experiências de contadores/as e de auditores independentes em Sergipe. 2017. 215 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2017.
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7464
Appears in Collections:Doutorado em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MARIANA_DOREA_FIGUEIREDO_PINTO.pdf2,04 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.