Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7511
Tipo de Documento: Monografia
Título: Near miss neonatal em maternidade de alto risco em Sergipe: características da população estudada
Título(s) alternativo(s): Near miss neonatal in high-risk maternity in Sergipe: characteristics of the study population
Autor(es): Girão, Marília Barretto
Data do documento: 10-Out-2017
10-Out-2017
Orientador: Silva, Thaís Serafim Leite de Barros
Resumo: O principal componente da mortalidade infantil atualmente é o período neonatal precoce. Near miss neonatal é definido como um recém-nascido que apresentou uma complicação grave durante os primeiros dias de vida, porém sobreviveu ao período neonatal. Como há um maior número de casos de near miss neonatal que de óbitos neonatais, torna-se possível com seu estudo uma melhor avaliação da assistência materna e neonatal. O objetivo deste estudo foi descrever as características materno-infantis dos casos de near miss neonatal em maternidade de alto risco em Aracaju, Sergipe, Brasil. Trata-se de um estudo transversal aninhado em um caso controle, realizado em maternidade de alto risco, de março a setembro de 2015. Os critérios para classificação em near miss neonatal foram idade gestacional menor que 32 semanas, peso ao nascer menor que 1500g e/ou escore de Apgar aos 5 minutos de vida menor que 7. Foram identificados todos os casos de near miss neonatal nesse período e preenchido um formulário para cada um deles, com informações contidas no cartão de gestante, prontuário e através de entrevista com a mãe. Foram analisados 3270 recém-nascidos, nos quais 125 foram casos de near miss neonatal. A média da idade materna foi de 25,9 anos, 23,2% das mães moravam em Aracaju, 58,4% não trabalhavam, 88,8% apresentaram intercorrências na gestação, 48,8% realizaram cesarianas, 8,8 não realizaram pré-natal e 48% realizaram menos de seis consultas no pré-natal. Em relação aos recém-nascidos classificados como near miss neonatal, 50,4% eram do sexo masculino, 69,6% apresentaram peso ao nascer menor que 1500g, 52,8% tinham idade gestacional menor que 32 semanas e 24,8% apresentaram Apgar no quinto minuto menor que 7. O perfil encontrado dos casos revela recém-nascidos em sua maioria do sexo masculino, com idade gestacional menor que 32 semanas, muito baixo peso ao nascer, nascidos de parto normal, com mães naturais de Aracaju, que realizaram menos de seis consultas ou não realizaram pré-natal, apresentaram intercorrências na gestação, não trabalhavam e tinham baixa escolaridade. As características encontradas nesta pesquisa são úteis para direcionar o financiamento de políticas públicas de saúde que visem melhorar a qualidade da assistência materno-infantil.
Abstract: The main component of infant mortality today is the early neonatal period. Neonatal near miss is defined as a newborn who presented a severe complication during the first days of life, but survived the neonatal period. As there are more cases of neonatal near miss than neonatal deaths, a better evaluation of maternal and neonatal care is possible through its study. This study aims to describe the maternal-infant characteristics of neonatal near miss cases in a high-risk maternity hospital in Aracaju, Sergipe, Brazil. It is a cross-sectional study nested in a case control, performed at a high-risk maternity, from March to September 2015. The criteria for classification in neonatal near miss were gestational age less than 32 weeks, birth weight less than 1500g and/or Apgar score at 5 minutes less than 7. All cases of neonatal near miss in this period were identified and a form was filled out for each of them, with information on the pregnant card, medical chart and through an interview with the mother. A total of 3270 newborns were analyzed, of which 125 were neonatal near miss cases. The mean maternal age was 25.9 years, 23.2% of the mothers lived in Aracaju, 58.4% did not work, 88.8% had obstetric complications, 48.8% underwent cesarean sections, 8.8% had no prenatal care and 48% had less than six prenatal visits. Among neonates classified as neonatal near miss, 50.4% were males, 69.6% had a birth weight less than 1500g, 52.8% had gestational age less than 32 weeks and 24.8% presented Apgar in the fifth minute less than 7. The profile found in the cases reveals newborns, mostly males, of gestational age less than 32 weeks, very low birth weight, born of normal birth, with mothers born in Aracaju, who had less than 6 prenatal visits or had no prenatal care, had complications during pregnancy, did not work and had low educational level. The characteristics found in this research are useful for directing the financing of public health policies aimed at improving the quality of maternal and child care.
Palavras-chave: Medicina
Saúde
Recém-nascidos em Sergipe (SE)
Crianças (Saúde e higiene)
Mortalidade neonatal em Sergipe (SE)
Near miss em Sergipe
Newborns in Sergipe
Neonatal mortality in Sergipe
área CNPQ: CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Idioma: por
Sigla da Instituição: Universidade Federal de Sergipe
Departamento: DME - Departamento de Medicina – Aracaju - Presencial
Citação: GIRÃO, Marília Barretto. Near miss neonatal em maternidade de alto risco em Sergipe : características da população estudada. Aracaju, SE, 2017. Monografia (Graduação em Medicina) - Departamento de Medicina, Universidade Federal de Sergipe, Aracaju, 2017.
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7511
Aparece nas coleções:Medicina

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Marília_Barreto_Girão.pdf999,36 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.