Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7526
Document Type: Monografia
Title: Estado morfodinâmico de praias arenosas e a influência antrópica sobre a macrofauna no litoral aracajuano
Authors: Santos, Helen Taynara Araujo
Issue Date: 5-Sep-2014
Advisor: Rosa, Leandro Cruz
Resumo : Com o objetivo de caracterizar a o estado morfodinâmico de praias arenosas no litoral aracajuano e analisar a influência antrópica sobre a macrofauna, uma descrição do estado morfodinâmico e da macrofauna praial foi realizado em sete praias arenosas do litoral aracajuano. As coletas foram realizadas durante a maré baixa de sizígia na região entre marés das praias de Banho Doce (estação 4), Aruanda (estação 5), Náufrago (estação 6), Mosqueiro (estação 7) e mais três pontos ao longo da Orla de Atalaia (estações 1,2 e 3). Em cada praia foram estabelecidos dez pontos amostrais equidistantes de acordo com a topografia do local. Em cada ponto foram coletadas cinco amostras biológicas com um corer de 20 cm de diâmetro enterrado a 20 cm de profundidade, as quais foram peneiradas na água do mar com malhas de 0,05mm de abertura de poro, o material retido acondicionado em sacos plásticos e fixados com formalina a 10%. Em cada ponto também foi obtido uma amostra para a determinação das características do sedimento O estado morfodinâmico de cada praia foi estimado através do parâmetro de Dean. As praias selecionadas para o estudo não apresentaram diferenças significativas entre elas, entretanto a estação 4 foi caracterizada como refletiva enquanto as outras foram caracterizadas como intermediárias. A análise granulométrica indicou a presença de areia fina muito bem selecionada em todas as estações de coleta. A composição da macrofauna das praias apresentou diferenças significativas entre elas. Apenas sete organismos foram presentes em todas as estações de coleta, Donax sp., Austinixia aidae, Emerita portoricensis, Scolelepis sp., Hemipodia sp., Mysidacea e Nemertea. A espécie mais abundante foi o molusco Donax sp., a riqueza de espécies variou entre 13 e 19, sendo que as estações mais próximas as desembocadura dos rios apresentaram as menores riquezas. A análise das amostras (MDS) indicou que as estações de coleta se distinguiram de uma maneira clara, ou seja, houve a separação evidente de grupos distintos levando em consideração a presença e a densidade das espécies, exceto entre as estações 2 e 3. O grau de urbanização e a intensidade do uso de banhistas nas praias do litoral aracajuano são evidentes. Os resultados do presente estudo evidenciaram que o grau de urbanização não afeta a estrutura da macrofauna béntica das praias do litoral aracajuano, isso pode ocorrer pelo fato que as áreas mais urbanizadas são as áreas mais próximas a desembocadura do rio onde o aporte de nutrientes é maior.
Keywords: Engenharia de pesca
Praias de Aracaju (SE)
Praias arenosas em Aracaju (SE)
Subject CNPQ: ENGENHARIAS
Language: por
Institution: Universidade Federal de Sergipe
Department: DEPAQ - Departamento de Engenharia de Pesca e Aquicultura – São Cristóvão - Presencial
Citation: SANTOS, Helen Taynara Araujo. Estado morfodinâmico de praias arenosas e a influência antrópica sobre a macrofauna no litoral aracajuano. São Cristóvão, SE, 2014. Monografia (Bacharelado em Engenharia de Pesca e Aquicultura) - Departamento de Engenharia de Pesca e Aquicultura, Centro de Ciências Agrárias e Aplicadas, Universidade Federal de Sergipe, SE, 2014
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7526
Appears in Collections:Engenharia de Pesca e Aquicultura

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Helen_Taynara_Araujo_Santos.pdf513,26 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.