Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/8240
Tipo de Documento: Monografia
Título: Efeitos da fragmentação de habitats sobre comunidades de cupins (insecta: Isoptera)
Autor(es): Almeida, Camilla Santos
Data do documento: 13-Fev-2014
Orientador: Araújo, Ana Paula Albano
Resumo: A fragmentação de habitats está entre as maiores ameaças à biodiversidade e altera significativamente a estrutura das comunidades. Os cupins são organismos detritívoros que participam ativamente da ciclagem de nutrientes e contribuem para manutenção da estrutura físico-química dos solos. Neste trabalho, foi analisado o efeito da fragmentação sobre as comunidades de cupins em remanescentes de Mata Atlântica. O número de registros de cupins foi utilizado como um indicativo da atividade dos cupins nas áreas amostradas, o que pode fornecer indícios sobre o funcionamento do ecossistema. Foram testadas as hipóteses de que o número de registros e riqueza de cupins: i) aumentam com a biomassa de recursos disponíveis (ex. serapilheira); ii) são mais elevadas em áreas maiores em comparação aos fragmentos menores; e iii) são maiores no interior do que na borda das matas. Foram amostrados três fragmentos de Mata Atlântica (Refúgio de Vida Silvestre Mata do Junco, Mata do Crasto e Campus Rural da Universidade Federal de Sergipe - UFS) localizados no estado de Sergipe, Brasil. Em cada fragmento, foram instaladas 16 parcelas de 5 x 2m, sendo oito na borda e oito no centro totalizando 48 parcelas. Foi mantida uma distância mínima de 20m entre as parcelas. As coletas foram feitas por dois amostradores simultaneamente durante 30min/parcela, durante o período seco. A fim de estimar a disponibilidade de recursos, amostras de serapilheira foram retiradas em uma área de 50 x 50cm no interior de cada parcela. Os resultados encontrados mostraram que, a princípio, o efeito de borda não altera o número de registros e a riqueza de espécies entre centro e borda e nem entre as matas estudadas. No entanto, as espécies estão respondendo de forma diferente a esse processo de alteração do habitat, de modo que algumas estão se beneficiando e outras não. Assim, há uma diferença na composição de espécies entre os locais, mostrando que o efeito de borda está modificando as comunidades desses insetos. Estes resultados podem ser úteis para o entendimento dos fatores que alteram a estrutura das comunidades dos cupins.
Palavras-chave: Ecologia
Ensino de ecologia
Térmita
Mata Atlântica
Mata do Junco, Capela (SE)
Mata do Crasto, Sergipe (SE)
área CNPQ: CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA::ECOLOGIA DE ECOSSISTEMAS
Idioma: por
Sigla da Instituição: Universidade Federal de Sergipe
Departamento: DECO - Departamento de Ecologia – São Cristóvão - Presencial
Citação: ALMEIDA, Camilla Santos. Efeitos da fragmentação de habitats sobre comunidades de cupins (insecta: Isoptera). São Cristóvão, SE, 2014. Monografia (Bacharelado em Ecologia) - Departamento de Ecologia, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2014
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/8240
Aparece nas coleções:Ecologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Camilla_Santos_Almeida.pdf1,03 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.