Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/8663
Document Type: Dissertação
Title: Fatores associados à percepção negativa de saúde e qualidade de vida em idosos
Authors: Morais, Danilo Barbosa
Issue Date: 28-Apr-2017
Advisor: Silva, Roberto Jerônimo dos Santos
Resumo : INTRODUÇÃO: A percepção de saúde é um indicador utilizado em inquéritos de saúde que, embora subjetivo, propicia uma medida eficaz, rápida e de baixo custo sobre a saúde de grupos populacionais. OBJETIVO: Analisar fatores associados à percepção negativa de saúde e qualidade de vida em idosos. MÉTODOS: trata-se de uma pesquisa caracterizada como estudo transversal. A população da pesquisa foi composta de idosos cadastrados na base de dados SIAB – Sistema de Informação da Atenção Básica. A amostra foi composta por 224 idosos do município de Cedro de São João (SE), com média de idade de 70,58±6,43 anos. Utilizou-se instrumento compilado a partir dos questionários ABEP, WHOQOL-BREF, IPAQ e Sênior Fitness Test (SFT) para descrição do nível socioeconômico, a percepção de qualidade de vida e satisfação com a saúde, os níveis de atividade física e a mensuração da aptidão física, respectivamente. Foi utilizada a regressão logística binária com nível de significância de 5% organizada em modelo univariado e multivariado. Para tratamento estatístico foi utilizado o SPSS versão 22. RESULTADOS: As variáveis: flexibilidade “ruim” de membro superior OR= 2,43 (1,37 – 4,31) e flexibilidade “ruim” de membro inferior OR= 2,69 (1,54 – 4,69) apresentaram associação significativa com o desfecho percepção negativa de saúde. Para a percepção negativa de qualidade de vida, o responsável financeiro “não”OR= 0,33 (0,12 – 0,85)apresentou menores chances de percepção negativa de qualidade de vida. A flexibilidade “ruim” de membros inferiores bruta OR= 2,52 (1,45 – 4,39) e ajustada OR= 2,42 (1,38 – 4,24) mostraram ter quase três vezes maiores chances de percepção negativa de qualidade de vida. CONCLUSÃO: Os fatores sociodemográficos não apresentaram associação significativa para a percepção negativa de saúde. O responsável financeiro no modelo bruto e ajustado foi bastante significativo, apresentando relação de associação com a percepção negativa de qualidade de vida. Analisando as variáveis funcionais a flexibilidade de membros superiores e inferiores estiveram associadas à percepção negativa de saúde no modo ajustado e multivariável. Na percepção negativa de qualidade de vida se manteve associado apenas a flexibilidade de membros inferiores.
Abstract: INTRODUCTION: Health perceptionisanindicatorused in healthsurveysthat, whilesubjective, providesaneffective, rapidandcost-effectivemeasure for thehealthofpopulationgroups. OBJECTIVE:Toverifythefactorsassociatedwith negative perceptionofhealthandqualityoflife in theelderly. METHODS:thisis a researchcharacterized as a cross-sectionalstudy. The researchpopulationwascomposedofelderlypeopleregistered in thedatabase SIAB - Basic AttentionInformation System. The sampleconsistedof 224 elderlyindividualsfromthecityof Cedro de São João (SE), with a mean age of 70.58 ± 6.43 years. A tool compiledfromthe ABEP, WHOQOL-BREF, IPAQ and Senior Fitness Test (SFT) questionnaires was used to describe the socioeconomiclevel, the perception of quality of life and health satisfaction, physicalactivity levels and the measurement of Respectively. Binarylogisticregressionwasusedwithsignificancelevelof 5% organized in a univariateandmultivariatemodel. SPSS version 22 wasused for statisticaltreatment.RESULTS:Thevariables: "poor" upperlimbflexibility OR = 2.43 (1.37 - 4.31) and "poor" lowerlimbflexibility OR = 2.69 (1.54 - 4.69) had a significantassociationwith Negative Perceived Health Negative Perception. For the negative perceptionofqualityoflife, the financial personresponsible "no" OR = 0.33 (0.12 - 0.85) presentedloweroddsof negative perceptionofqualityoflife. The "bad" flexibilityoflowerlimbsgross OR = 2.52 (1.45 - 4.39) andadjusted OR = 2.42 (1.38 - 4.24) showedalmostthree times greateroddsof negative perceptionofqualityoflife.CONCLUSION:Thesociodemographicfactorsdidnotpresent a significantassociation for the negative perceptionofhealth. The financial controller in thecrudeandadjustedmodelwas quite significant, presentinganassociationrelationwiththe negative perceptionofqualityoflife. Analyzingthefunctionalvariablestheupperandlowerlimbflexibilitywereassociatedwiththe negative perceptionofhealth in theadjustedandmultivariatemode. In the negative perceptionofqualityoflife, onlytheflexibilityoflowerlimbswasassociated.
Keywords: Educação física
Idosos
Qualidade de vida
Saúde
Aptidão física
Atividade física
Envelhecimento
Percepção de saúde
Quality of life
Aging
Perception of health
Subject CNPQ: CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICA
Language: por
Institution: Universidade Federal de Sergipe
Program Affiliation: Pós-Graduação em Educação Física
Citation: MORAIS, Danilo Barbosa. Fatores associados à percepção negativa de saúde e qualidade de vida em idosos. 2017. 63 f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2017.
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/8663
Appears in Collections:Mestrado em Educação Física

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DANILO_BARBOSA_MORAIS.pdf612,65 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.