Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/8738
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSilva, Kathlleen Alves da-
dc.date.accessioned2018-08-21T13:42:29Z-
dc.date.available2018-08-21T13:42:29Z-
dc.date.issued2018-04-25-
dc.identifier.citationSILVA, Kathlleen Alves da. Avaliação antropométrica de crianças pré-escolares e escolares praticantes de natação em Itabaiana-SE. 2018. 1 CD-ROM. Monografia (Graduação em Nutrição) - Universidade Federal de Sergipe, Lagarto, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/8738-
dc.description.abstractIntroduction: Anthropometric evaluation characterizes the nutritional status of children and can identify situations of risk in nutritional diagnosis; one of the most used anthropometric measures in this age group is weight and height. In childhood, body measurements change depending on their age. Physical activity acts on energy balance regulation and may cause changes in children's body fat levels. Method: Descriptive cross-sectional study with preschoolers and schoolchildren. Anthropometry was performed with the children's weight and height, and a form with information from the child was applied. Anthropometry was assessed by anthropometric indicators weight for age, weight for height, height for age and BMI (Body Mass Index) for age. Classified by WHO curves (World Health Organization) 2006 and 2007. Results: Were preschoolers 62% (31) and 38% (19) were schoolchildren, 58% (29) girls and 42% (21) boys. The mean age was 4.8 (1.14) years among preschoolers and 8.21 (1.08) years among schoolchildren. The indicator height/age and weight/age indicated prevalence of adequacy in both preschoolers and schoolchildren. Weight/height in pre-school children showed a prevalence of overweight risk in girls 33.3% (6) and boys 23.07% (3). The BMI/age indicated the same prevalence of 33.3% (6) of eutrophy and overweight in girls in preschool children and the same value of 23.07% (3) in the classifications of eutrophy, risk of overweight and obesity in boys. In the students, the BMI/age showed obesity in 45.45% (5) of the girls and 37.5% (3) of the boys, besides 37.5% (3) of eutrophy among the boys. Conclusions: There was no significant difference between the sexes according to the indicators. There was a higher prevalence of overweight in the BMI/age and weight/height indicators in both sexes.eng
dc.languageporpt_BR
dc.subjectAntropometriapor
dc.subjectCriançaspor
dc.subjectNatação para criançaspor
dc.subjectAvaliação antropométricapor
dc.subjectNataçãopor
dc.subjectEscolarpor
dc.subjectPré-escolarpor
dc.subjectAnthropometric evaluationeng
dc.subjectSwimmingeng
dc.subjectSchooleng
dc.subjectPreschooleng
dc.titleAvaliação antropométrica de crianças pré-escolares e escolares praticantes de natação em Itabaiana-SEpt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.contributor.advisor1Silva, Rose Carolinne Correia da-
dc.description.resumoIntrodução: A avaliação antropométrica caracteriza o estado nutricional de crianças e pode identificar situações de riscos no diagnóstico nutricional; umas das medidas antropométricas mais utilizadas nessa faixa etária são peso e estatura. Na infância as medidas corporais se modificam dependendo da sua idade. A atividade física age na regulação do balanço energético podendo causar alterações no nível de gordura corporal das crianças. Método: Estudo transversal descritivo com pré-escolares e escolares. Foi realizada a antropometria com coleta de peso e estatura das crianças e aplicado um formulário com informações da criança. A antropometria foi avaliada pelos indicadores antropométricos peso para idade, peso para estatura, estatura para idade e IMC (Índice de Massa Corporal) para idade. Classificados pelas curvas da OMS (Organização Mundial de Saúde) 2006 e 2007. Resultados: Dos pré escolares foram 62% (31) e 38% (19) eram escolares, sendo 58% (29) meninas e 42% (21) meninos. A média de idade foi 4,8 (1,14) anos entre os pré-escolares e 8,21 (1,08) anos entre escolares. O indicador estatura/idade e peso/idade apontaram prevalência de eutrofia tanto em pré-escolares como em escolares. O peso/estatura em pré-escolares apontou prevalência de risco de sobrepeso em meninas 33,3% (6) e meninos 23,07% (3). O IMC/idade indicou, em pré-escolares a mesma prevalência de 33,3% (6) de eutrofia e sobrepeso nas meninas e o mesmo valor de 23,07% (3) nas classificações de eutrofia, risco de sobrepeso e obesidade nos meninos. Já nos escolares o IMC/I apontou obesidade em 45,45% (5) das meninas e 37,5% (3) dos meninos, além de 37,5% (3) de eutrofia entre os meninos. Conclusões: Não houve diferença considerável entre os sexos de acordo com os indicadores. Houve maior prevalência de excesso de peso nos indicadores IMC/idade e peso/estatura em ambos os sexos.pt_BR
dc.publisher.departmentDNUTL - Departamento de Nutrição – Lagarto - Presencialpt_BR
dc.publisher.initialsUFSpt_BR
dc.description.localLagarto, SEpt_BR
Appears in Collections:Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
KATHLLEEN_ALVES_DA_SILVA.pdf3,58 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.