Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/9222
Tipo de Documento: Monografia
Título: Traços econômicos da obra memórias sobre a capitania de Sergipe de Marcos Antônio de Souza
Autor(es): Cruz Júnior, Leninaldo Ferreira
Data do documento: 30-Nov-2016
Orientador: Antônio, Edna Maria Matos
Resumo: O presente trabalho analisará como as ideias iluministas e as diferentes formas de liberalismo econômico surgidas na Europa do século XVIII, foram recepcionadas no livro Memórias Sobre a Capitania de Sergipe de Marcos Antônio de Souza, quais interpretações essas ideias novas receberam na visão de um padre a serviço da igreja e do estado português. Também irá refletir sobre a instrução obtida por Souza na América portuguesa, num contexto de reformulação do ensino e expulsão dos jesuítas do território português, somado ao acesso restrito a livros. Por fim o seguinte texto fará um suscito resumo sobre autores liberais citados constantemente por Souza em sua obra, mostrando um pouco das peculiaridades e diferenças dessas doutrinas econômicas
Palavras-chave: História
Ensino de história
Capitania
Sergipe (SE)
Marcos Antônio de Souza
área CNPQ: CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA::HISTORIA DO BRASIL::HISTORIA REGIONAL DO BRASIL
Idioma: por
Sigla da Instituição: Universidade Federal de Sergipe
Departamento: DHI - Departamento de História – São Cristóvão - Presencial
Citação: Cruz Júnior, Leninaldo Ferreira da. Traços econômicos da obra memórias sobre a capitania de Sergipe de Marcos Antônio de Souza. São Cristóvão, SE, 2016. Monografia (Graduação em História) - Departamento de História, Centro de Educação e Ciências Humanas, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2016
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/9222
Aparece nas coleções:História

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Leninaldo_Ferreira_Cruz_Junior.pdf483,05 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.