Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/9370
Tipo de Documento: Dissertação
Título: Associação do risco cardiovascular, da síndrome da apneia obstrutiva do sono e da qualidade de vida em pacientes com DHGNA
Título(s) alternativo(s): Association of cardiovascular risk, obstructive sleep apnea syndrome and quality of life in patients with NAFLD
Autor(es): Baião, Kennia Maria Rocha
Data do documento: 27-Ago-2018
Orientador: Nunes, Marco Antônio Prado
Coorientador: Pacheco, Maurício Soares
Resumo: A Doença Hepática Gordurosa Não Alcoólica (DHGNA) é caracterizada por acúmulo de lipídios em hepatócitos, que representa, ao menos, 5% do peso deste tecido. Acomete pacientes em diferentes faixas etárias; estes tendem a apresentar alterações hepáticas caracterizadas não apenas pelo acúmulo de gordura, mas, em alguns casos, também pela presença de inflamação e fibrose, inclusive evoluindo para cirrose. É considerada o componente hepático da Síndrome Metabólica (SM) e esta, por sua vez, também um indutor da DHGNA. O presente estudo propõe avaliar o grau de esteatose em pacientes com DHGNA e a relação destes com o risco cardiovascular, a prevalência de SAOS e a qualidade de vida. Trata-se de um estudo transversal, onde foram entrevistados 173 pacientes atendidos no ambulatório de Hepatologia, um serviço de referência no Estado, do Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe. Foram coletados dados sociodemográficos e medidas antropométricas, resultados de exames laboratoriais bioquímicos e de imagem dos prontuários, e estes pacientes foram submetidos a questionários de qualidade de vida (QV) (WHOQOL bref), risco de doenças cardiovasculares (DCV’s) (Escore de Framinghan), a avaliação do risco individual de Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) (Escala de Berlim) e ao teste de bioimpedância. Obtivemos como resultados uma prevalência na população estudada de baixo risco para desenvolver DCV’s (58,4%), houve uma prevalência da amostra para alto risco de SAOS (64%), a avaliação da QV demonstrou melhores resultados nos domínios psicológicos e das relações sociais. Concluímos que há uma associação do grau de DHGNA com a evolução do SAOS nos pacientes estudados, não havendo a mesma associação em relação ao aumento do risco de DCV’s e quando avaliamos a associação com a QV não observou-se diferença significativa entre o escore total de qualidade de vida em pacientes com esteatose leve para os indivíduos que as apresentavam na forma acentuada. Sendo assim, enfatizamos a importância da avaliação global desses pacientes, desde o início da detecção da DHGNA.
Abstract: Non-Alcoholic Fatty Liver Disease (NAFLD) is characterized by accumulation of lipids in hepatocytes, which accounts for at least 5% of the weight of this tissue. It affects patients in different age groups; these tend to present hepatic alterations characterized not only by the accumulation of fat but, in some cases, also by the presence of inflammation and fibrosis, even evolving to cirrhosis. It is considered the hepatic component of Metabolic Syndrome (MS) and this, in turn, is also an inducer of NAFLD. The present study proposes to evaluate the degree of steatosis in patients with NAFLD and their relationship with cardiovascular risk, the prevalence of OSAS and quality of life. This is a cross-sectional study, where 173 patients were interviewed at the outpatient clinic. Hepatology, which is a reference service of the State, University Hospital of the Federal University of Sergipe. Socio-demographic data and anthropometric measurements, results of biochemical laboratory tests and image of medical records were collected, and these patients were submitted to quality of life (QOL) questionnaires (WHOQOL bref), CVD risk (Framinghan score), individual risk of OSAS (Berlin scale) and bioimpedance test. We obtained as results a prevalence in the low risk population to develop CVD (58.4%), a prevalence of the sample for high risk of OSAS (64%), the QV assessment showed better results in the psychological and social relations domains . We conclude that there is an association between the degree of NAFLD and the evolution of OSA in the patients studied. There was no association with the increase in the risk of CVD, and when we assessed the association with the QOL, there was no significant difference between the total score quality of life in patients with mild steatosis for individuals who presented them in marked form. Thus, we emphasize the importance of the global evaluation of these patients, from the beginning of the detection of NAFLD.
Palavras-chave: DHGNA
Síndrome metabólica
Esteatose hepática
Fígado gorduroso
SAOS
DCV
Ultrassom
QV
NAFLD
Metabolic syndrome
Hepatic steatosis
Fatty liver
OSA
CVD
Ultrasound
QOL
área CNPQ: CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
Sigla da Instituição: Universidade Federal de Sergipe
Programa de Pós-graduação: Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: BAIÃO, Kennia Maria Rocha. Associação do risco cardiovascular, da síndrome da apneia obstrutiva do sono e da qualidade de vida em pacientes com DHGNA. 2018. 63 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Sergipe, Aracaju, 2018.
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/9370
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
KENNIA_MARIA_ROCHA_BAIAO.pdf2,51 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.