Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/9729
Document Type: Monografia
Title: Interpretação paleoambiental de um afloramento da Formação Serraria da sub-bacia de Alagoas e caracterização petrográfica do nível estratigráfico correlato
Authors: Franco, Luisa Sampaio
Issue Date: 23-Mar-2018
Advisor: Figueiredo, Felipe Torres
Resumo : A Bacia Sergipe-Alagoas é uma bacia de margem continental atlântica, localizada nos estados homônimos, no nordeste do Brasil, caracterizada por um rifte assimétrico e alongado, formado devido à fragmentação do supercontinente Gondwana, no final do Jurássico. O contexto de evolução tectono-sedimentar dessa bacia faz com que ela apresente a sucessão estratigráfica mais completa, incluindo desde remanescentes de sedimentação glácio-marinha Paleozoica até sequências marinhas Cenozoicas. Este trabalho de conclusão de curso tem como alvo a fase pré-rifte da sub-Bacia de Alagoas, através do estudo de um afloramento da Formação Serraria, na proximidade do município de Igreja Nova (AL), tendo como intuito caracterizar as suas heterogeneidades e interpretar o seu paleoambiente, além de caracterizar petrograficamente o nível estratigráfico correlato a este afloramento. Para tanto, inicialmente, a análise e caracterização das fácies sedimentares, das superfícies limitantes, das paleocorrentes e do elemento arquitetural deste afloramento foi realizada. Como resultado, foram descritas e interpretadas neste trabalho 5 fácies sedimentares, 5 ordens hierárquicas de superfícies limitantes e um elemento arquitetural. A caracterização petrográfica deste trabalho foi realizada através da análise de 5 lâminas delgadas do mesmo nível estratigráfico do afloramento, sendo elas descritas e agrupadas em 3 petrofácies. Com os dados obtidos, o afloramento foi interpretado como sendo de um paleoambiente dentro de um canal fluvial, caracterizada através do elemento arquitetural de macroforma de acreção frontal (DA), apresentando seu paleofluxo principal para sul. Com a análise qualitativa e quantitativa das lâminas desse estudo, foi possível caracterizar as petrofácies texturalmente como submaturas a supermaturas e composicionalmente como maturas, recebendo a nomenclatura de quartzo arenitos diagenéticos. A porosidade dessas rochas foi definida como boa a excelente, ocorrendo em geral de forma conectada, além de interpretar essas rochas como pertencentes ao Domínio Diagenético Medial da Formação Serraria, caracterizado por quartzoarenitos diagenéticos que sofreram intensa dissolução dos feldspatos devido à ação da telodiagênese
Abstract: The Sergipe-Alagoas Basin is a basin of atlantic continental margin, located in the homonymous states, in northeastern of Brazil, which is characterized by an asymmetric and elongated rift, formed due the fragmentation of the supercontinent Gondwana, at the end of the Jurassic Period. The tectono-sedimentary evolution context of this basin makes it the most complete stratigraphic sequence, including from Paleozoic glacial-marine deposits remnants to marine sequences of Cenozoic Era. This project aim’s is the pre-rift phase of the Alagoas sub-basin, through the study of one outcrop of the Serraria Formation, localizated in Igreja Nova (AL), with the purpose of characterizing its heterogeneities and interpreting its paleoenvironment, as well as petrographically characterizing the stratigraphic level correlated to this outcrop. Therefore, the analysis and characterization of the sedimentary facies, the limiting surfaces, the paleocurrent and the architectural element of this outcrop were performed. As a result, 5 sedimentary facies, 5 hierarchical orders of limiting surfaces and one architectural element were identified and interpreted in this project. The petrographic characterization of this project was realized through the analysis of 5 thin sections of the same stratigraphic level of the outcrop, being them described and grouped in 3 petrofacies. With the obtained data, the outcrop was interpretaded as part of a paleoenviroment within a fluvial channel, characterized by the architectural element of downstrem-accretion deposits (DA), presenting its principal paleoflower to south. Through the qualitative and quantitative analysis of these thin sections, it was possible to characterize the petrofacies texturally as submature to supermature and compositionally as mature, receiving the nomenclature of diagenetic quartz sandstones. The porosity of these rocks was defined as good to excellent, occurring in general in a connected way, besides interpretating these rocks as belonged to Medial Diagenetic Domain of the Serraria Formation, characterized by diagenetic quartz sandstones which suffered intense dissolution of feldspars due the action of telodiagenesis
Keywords: Geologia
Ensino de geologia
Petroliféros
Sub-bacia de Alagoas
Formação Serraria
Interpretação paleoambiental
Caracterização petrográfica
Estratigrafia
Serraria Formation
Paleoenviroment interpretation
Petrographic characterization
Subject CNPQ: CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA::ESTRATIGRAFIA
Language: por
Institution: Universidade Federal de Sergipe
Department: DGEOL - Departamento de Geologia – São Cristóvão - Presencial
Citation: Franco, Luisa Sampaio. Interpretação paleoambiental de um afloramento da Formação Serraria da sub-bacia de Alagoas e caracterização petrográfica do nível estratigráfico correlato. São Cristóvão, SE, 2018. Monografia (bacharelado em Geologia) – Curso de Geologia, Departamento de Geologia, Centro de Ciências Exatas e Tecnologia, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2018
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/9729
Appears in Collections:Geologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Luisa_Sampaio_Franco.pdf3,43 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.