Please use this identifier to cite or link to this item: https://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/11538
Document Type: Dissertação
Title: A discriminação da mulher negra no mercado de trabalho : uma análise comparativa do rendimento no trabalho na Bahia versus Brasil no período de 2001 e 2015
Authors: Fonseca, Edna Silva
Issue Date: 29-Mar-2019
Advisor: Jorge, Marco Antonio
Co-advisor: Moura, Fábio Rodrigues de
Resumo : A discriminação e as desigualdades de oportunidades verificadas no mercado de trabalho é algo a ser superado pela sociedade brasileira. As assimetrias sociais e de renda entre homens e mulheres, negros e brancos não se afastam desta realidade. Desta forma, considera-se pertinente a investigação acerca da discriminação no mercado de trabalho que afeta sobremaneira a população negra, mais especificamente, as mulheres negras, confrontando seus indicadores com o grupo populacional oposto, homens brancos, além das mulheres brancas e internas ao seu grupo de cor, os homens negros. Toma-se como recorte espacial o estado da Bahia que se caracteriza por entre as unidades federativas apresentarem um quadro demográfico majoritariamente composto por afrodescendentes, contrapondo suas estimativas com as estatísticas nacionais. A delimitação temporal está registrada entre o período de 2001 e 2015, tomando como base as informações contidas na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD). O aporte metodológico está em função de métodos analíticos quantitativos. Este último engloba a estimação da equação de salários sugerida por Mincer (1974), no formato cross-section, seguida da correção do viés de seleção amostral proposto por Heckman (1979) comumente conhecida como a “Inversa de Mills”, por este procedimento fornecer maior consistência para o modelo, e por fim, realiza-se a decomposição do diferencial de salários proposto por Oaxaca (1973). Os resultados iniciais sugerem, como preconizado pela literatura especializada, a existência de retornos salariais distintos de acordo com o gênero e a cor. O diferencial salarial entre os grupos caracterizados pelos homens brancos e mulheres negras, homens negros e mulheres negras, mulheres brancas e mulheres negras, verifica-se maior predominância no hiato do rendimento do trabalho entre os primeiros pares em ambos os territórios. Quanto à diferença nos rendimentos provenientes da discriminação, constatou-se que no ano de 2001, na Bahia, este componente contribuiu sobremaneira para o gap salarial dentre os pares, mas em distintas magnitudes. Em 2015, a predominância de fatores discriminatórios mostra-se sobrevalorizado, mas em queda nas duas esferas geográficas.
Abstract: Discrimination and inequalities of opportunities in the labor market are something to be overcome by Brazilian society. The social and income inequalities between men and women, blacks and whites, do not deviate from this reality. In this way, research on discrimination in the labor market that affects the black population, more specifically, black women, confronting their indicators with the opposite population group, white men, as well as women white and internal to their color group, black men. As a spatial cut, the state of Bahia, characterized by the fact that among the federative units, presents a demographic picture that is mostly composed of Afro-descendants, contrasting its estimates with national statistics. The time delimitation is registered between the period of 2001 and 2015, based on the information contained in the National Household Sample Survey (PNAD). The methodological input is based on quantitative analytical methods. The latter encompasses the estimation of the wage equation suggested by Mincer (1974), in the cross-section format, followed by the correction of the sample selection bias proposed by Heckman (1979) commonly known as the "Inverse of Mills", greater consistency for the model, and, finally, the wage differential proposed by Oaxaca (1973) is decomposed. The initial results suggest, as recommended by the specialized literature, the existence of different wage returns according to gender and color. The wage differential between the groups characterized by white men and black women, black men and black women, white women and black women, is more prevalent in the income gap between the first peers in both territories. As for the difference in income from discrimination, it was found that in 2001, in Bahia, this component contributed greatly to the wage gap between peers, but in different magnitudes. By 2015, the predominance of discriminatory factors is overvalued, but declining in both geographic areas.
Keywords: Economia
Desenvolvimento econômico
Mercado de trabalho
Mulheres
Emprego
Discriminação de sexo no trabalho
Mulheres negras
Diferencias salariais
Discriminação salarial
Gênero
Cor
Decomposição de Oaxaca
Subject CNPQ: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Sponsorship: Fundação de Apoio a Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe - FAPITEC/SE
Language: por
Institution: UFS
Program Affiliation: Pós-Graduação em Economia
Citation: FONSECA, Edna Silva. A discriminação da mulher negra no mercado de trabalho : uma análise comparativa do rendimento no trabalho na Bahia versus Brasil no período de 2001 e 2015. 2019. 99 f. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2019.
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/11538
Appears in Collections:Mestrado Acadêmico em Economia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EDNA_SILVA_FONSECA.pdf1,23 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.