Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7119
Tipo de Documento: Tese
Título: Atividade reprodutiva dos peixes do rio Macaé (RJ) em função do gradiente longitudinal
Autor(es): Brito, Marcelo Fulgêncio Guedes de
Data do documento: 21-Jun-2007
Orientador: Caramaschi, Érica Pellegrini
Resumo: A atividade reprodutiva dos peixes do rio Macaé (RJ) foi avaliada em função das variáveis fisiográficas (altitude) e abióticas (condutividade, temperatura da água, oxigênio dissolvido e pluviometria) ao longo do gradiente longitudinal. Foram amostradas 12 localidades, das quais quatro em cada um dos trechos alto, médio e baixo no período de março/2004 a março/2005. Através da coleta de ovos, larvas e juvenis utilizando duas metodologias distintas (peneira na margem, e rede de plâncton em deriva no canal do rio) foi observada maior presença de larvas na vegetação marginal. Foi verificada correlação positiva entre a densidade de larvas e juvenis na margem e os valores pluviométricos. Larvas e juvenis em deriva apresentaram maior densidade em novembro, mas não foi verificada correlação com a pluviometria. Ovos ocorreram em baixas densidades nos dois aparelhos. A amostragem de formas iniciais de desenvolvimento na margem foi realizada com um aparelho por nós idealizado, tendo demonstrado grande eficiência. No estudo de caso com a espécie de cascudo Neoplecostomus microps, foi observada diferença no padrão de distribuição de acordo com a faixa etária. Larvas apresentaram dependência da vegetação marginal na primeira fase de vida, onde encontram abrigo após a eclosão. Juvenis permanecem na vegetação marginal por pouco tempo, dirigindo para o canal do rio onde permanecem durante toda a fase adulta. Sítios reprodutivos da espécie foram encontrados sob pedras de maior tamanho localizadas em corredeiras no rio Macaé e no rio Boa Esperança. O dimorfismo sexual se manifestou como diferenças na região da papila uro-genital de machos e fêmeas, e pela presença de uma projeção epidérmica sobre o espinho da nadadeira peitoral dos machos. Tanto o dimorfismo sexual quanto o sítio reprodutivo constituem registros inéditos para o gênero. Para sete espécies de Loricariidae foi verificada uma diferença nos padrões reprodutivos, tendo sido possível separá-los em 3 grupos distintos: (i) espécies que ocupam águas rápidas no canal do rio com recrutamento durante um período limitado associado ao período chuvoso (N. microps e H. punctatus); (ii) espécies que ocorrem no trecho médio do rio com recrutamento durante todo ano ou grande parte do ano e investimento reprodutivo por um largo período (Rineloricaria sp. 1, Rineloricaria sp. 2 e S. guntheri); e (iii) espécies da planície com recrutamento durante todo o ano e aumento da atividade reprodutiva no período chuvoso (H. notatus e P. maculicauda). Para as espécies da planície foi verificado menor recrutamento no trecho retificado do rio, em relação ao natural, podendo ser essa deficiência em função da alteração antrópica. Para as demais espécies, a sazonalidade pode ser creditada como um importante fator desencadeador do processo reprodutivo. Um grupo apresentou largo período reprodutivo, que representa uma estratégia para garantir reposição populacional, uma vez que ocupa ambientes sujeitos a eventos de desestruturação imprevisível do hábitat. O outro grupo exibiu um período reprodutivo intermediário a curto, com a maioria optando pelo investimento na reprodução na estação chuvosa, quando há uma maior produtividade no sistema. Ao final, são propostas guildas reprodutivas em função do estilo reprodutivo das espécies amostradas no estudo (não guardadores, guardadores e carregadores).
Abstract: The reproductive activity of fishes was evaluated relative to the phisiographic (altitude) and abiotic (conductivity, water temperature, disolved oxigen and rainfall) parameters throughout the longitudinal gradient of Macaé River (RJ). Sampling was carried out in twelve sites, four in each of the three river stretches (upper, intermediate and lower) from March/2004 to March/2005. Higher densities of larval stages was found in marginal areas, using two distinct methods (hand sieve in marginal vegetation, and plankton net in drift in river channel) in order to sample eggs, larvae and juveniles. A positive correlation was observed between densities of both larvae and juveniles in marginal vegetation and rainfall records. Larvae and juveniles in the drift had higher densities in November, but no correlation between densities and rainfall values was recorded. Eggs occurred in low densities using both sampling methods. Sampling of initial development forms in the marginal vegetation was performed with equipment designed for this study, which has shown great efficiency. The case study of catfish Neoplecostomus microps demonstrated differences in the distribution pattern according to age structure. Larvae have shown to be dependent on the marginal vegetation during early life history stages, where shelter is provided right after hatching. Juveniles remain for a short period in marginal sites, and later swim towards the river channel where they remain during the whole adult stage. Reproductive sites were for this species were found under boulders in riffles in Macaé River and Boa Esperança River. Sexual dimorphism was apparent as differences in urogenital papilae, and presence of prominent epidermal projection on the pectoral fin of males. Both the sexual dimorphism and reproductive site represent unpublished records to genera. Differences in reproductive patterns among the seven Loricariidae species, allowed us to separate species into three distinct groups: (i) species that inhabit riffles in the river channel and have the recruitment during a short period associated to rainfall (N. microps and H. punctatus); (ii) species that inhabit the intermediate stretch and have recruitment throughout the year or at least during the most part of the year, and reproductive investment also over a large period (Rineloricaria sp. 1, Rineloricaria sp. 2 e S. guntheri); and (iii) floodplain species with recruitment throughout the year and increase in reproductive activity during the rainy period (H. notatus e P. maculicauda). Floodplain species were found to have lower recruitment in the channellized strecht of river relative to the natural strecht, which might possibly be related to this anthropic alteration. For the other species, seasonality might be regarded as an important factor that triggers the reproductive process. One group has shown to have a long reproductive period, as a strategy to guarantee population replacement, as species inhabit sites exposed to unpredictable events that might disrupt the habitats. The other group exhibits has a short to intermediate reproductive period, with most species reproducing during the rainy season, when ecosystem productivity is highest. We propose reproductive guilds established according to the reproductive styles of species (nonguarders, guarders and bearers).
Palavras-chave: Reprodução
Reprodução de peixes
Estratégia reprodutiva
Ictioplâncton
Rio Macaé
Gradiente longitudinal
Sazonalidade
Mata Atlântica
Idioma: por
Sigla da Instituição: Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
Citação: BRITO, M. F. G. de. Atividade reprodutiva dos peixes do rio Macaé (RJ) em função do gradiente longitudinal. 2007. 170 f. Tese (Doutorado em Ecologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007. Disponível em: <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=144211>. Acesso em: 18 dez. 2017.
Licença: Direitos autorais pertencentes ao(s) autor(es)
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7119
Aparece nas coleções:DBI - Departamento de Biologia - Teses e Dissertações defendidas em outras instituições

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AtividadeReprodutivaPeixesRioMacae.pdf4,49 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.