Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/11138
Document Type: Dissertação
Title: Agroecologia : perspectivas e desafios em organizações cooperativas
Authors: Freitas, Sheila Santos
Issue Date: 26-Feb-2019
Advisor: Almeida, Ronise Nascimento de
Resumo : O manejo agroecológico é uma estratégia que valoriza o conhecimento do agricultor familiar, as tecnologias sociais e os redesenhos de agricultura em defesa do ambiente mais equilibrado e sustentável, envolvendo as relações socioambientais de produção e de comercialização por meio, principalmente, dos Empreendimentos de Economia Solidária (EES) presentes em todo território brasileiro. As experiências agroecológicas têm demonstrado importantes avanços a partir de construções de grupos de produção e comercialização de alimentos mais saudáveis. Contudo, dificuldades no fortalecimento da criação de redes de produção, comercialização e consumo solidário ainda persistem. Esta pesquisa teve como objetivo geral analisar os desafios e possibilidades da produção e comercialização de base agroecológica a partir da investigação de práticas de EES. O método de pesquisa bibliográfico abordou sobre as políticas públicas voltadas ao setor primário da economia; a mudança de paradigma que incorpora a agroecologia no campo de produção científica; e a conjuntura histórico-social do cooperativismo. A metodologia da pesquisa é de natureza qualitativa, envolvendo a observação participante por intermédio da pesquisa-ação e da aplicação de entrevista semiestruturada aos cooperados, cuja análise envolveu o método compreensivo. Os resultados da pesquisa permitiram evidenciar que entre os desafios e possibilidades, destacam-se: a ampliação dos espaços de diálogo conquistados entre as organizações da sociedade civil e o poder público para manutenção das políticas públicas voltadas para a agricultura familiar e produção de base agroecológica; a propagação do conhecimento agroecológico por meio de intercâmbios e pesquisas, como forma de mitigar os impactos provocados pela agricultura convencional; o resgate de valores originários do cooperativismo estimulando o empoderamento dos cooperados na dinâmica autogestionária das cooperativas; e o apoio de políticas públicas que promovam a transição agroecológica, bem como o aperfeiçoamento dos processos de beneficiamento, logística e comercialização nos empreendimentos cooperativos no Estado de Sergipe.
Abstract: Agroecological management is a strategy which values the family famer’s knowledge, the social technologies and agriculture’s redesigns in defence of the most balanced and sustainable environment, entwining production and commercialization’s socio-environmental relations, mainly by the means of the Entrepreneurs of Solidarity Economy (EES) present in all Brazilian territory. The agroecological experiments have shown important advances from the construction of healthier food production and marketing groups. However, there are persisting difficulties in strengthening networks of production, commercialization and solidary consumption’s creation. This research had as general objective analysing agroecological production and commercialization’s challenges and possibilities based on EES practices investigation. The bibliographical research method addressed economy’s primary sector public policies; the paradigm shift that incorporates agroecology in the scientific production’s field; and cooperatives’ social-historical conjecture. Research’s methodology is of qualitative nature, involving participant observation through the action research and the application of a semi-structured interview on the cooperatives, whose analysis included the comprehensive method. The research’s results allowed to highlight that among the challenges and possibilities deserve attention: the expansion of spaces for dialogue between civil society’s organizations and public authorities so to maintain public policies aimed at family farming and agroecological production; agroecological knowledge’s propagation by use of exchanges and researches, as a way of mitigating conventional agricultural caused impacts; the original corporative values’ rescue stimulating cooperative’s empowerment in cooperatives’ self-management dynamics; and the support of public policies which promote the agroecological transition, as the process of beneficiation, logistics and commercialization’s improvement in cooperative initiatives in the State of Sergipe.
Keywords: Ecologia agrícola
Economia social
Cooperativismo
Estrutura social
Subject CNPQ: OUTROS
Language: por
Institution: UFS
Program Affiliation: Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente
Citation: FREITAS, Sheila Santos. Agroecologia : perspectivas e desafios em organizações cooperativas. 2019. 135 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2019.
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/11138
Appears in Collections:Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SHEILA_SANTOS_FREITAS.pdf2,06 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.