Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/11894
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSartori, Wyllian Winckler-
dc.date.accessioned2019-09-04T22:57:13Z-
dc.date.available2019-09-04T22:57:13Z-
dc.date.issued2019-07-29-
dc.identifier.citationSARTORI, Wyllian Winckler. Estudo da influência catalítica e de co-processamento na pirólise de óleo de cozinha residual. 2019. 95 f. Dissertação (Mestrado em Química) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/11894-
dc.description.abstractRecent economic crises involving crude oil, as well as uncertainties about availability and concern for the environment have stimulated several countries to seek alternatives in fuel production. For example, Brazil instituted the National Biofuels Policy (RenovaBio) through the law n° 13,576/2017, which adopts the voluntary national commitment of actions to stimulate the production of biofuels, especially biokerosene (Biojet). Over this scenary, researches using waste biomasses as a renewable source to obtain higher value-added biofuels and chemicals have increased in recent years. Therefore, waste cooking oil (WCO) chosen as the promise source of biomass for this study due to its high availability, besides being a residue, that when not properly treated can become as a great environmental pollutant. By means the pyrolytic co-processing between WCO and cattle manure (CM), as well as the use of catalysts, this work has showed the conditions for the production of bio-oil hydrocarbon-enriched in the range of aviation fuels (C9-C16). Co-pyrolytic processing in the ratio 1:1 indicated a positive synergistic effect, especially with respect to the production of paraffinic, olefins and aromatic hydrocarbons, desirable for biokerosene. In the catalytic pyrolysis process, the molybdenum and cobalt (Mo-Co) catalysts supported in α-Al2O3, presented a better effectiveness, producing an acid-free bio-oil with a high concentration of paraffins, olefins and aromatics.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPESpt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.subjectQuímicapor
dc.subjectBiocombustíveispor
dc.subjectPirólisepor
dc.subjectÓleos vegetais como combustíveispor
dc.subjectManuseio de estrumepor
dc.subjectBioquerosenepor
dc.subjectCo-pirólisepor
dc.subjectPirólise catalíticapor
dc.subjectÓleo de cozinha usadopor
dc.subjectÓleo de cozinha residualpor
dc.subjectEsterco bovinopor
dc.subjectBiokeroseneeng
dc.subjectCo-pyrolysiseng
dc.subjectCatalytic pyrolysiseng
dc.subjectUsed cooking oileng
dc.subjectWaste cooking oileng
dc.subjectCattle manureeng
dc.titleEstudo da influência catalítica e de co-processamento na pirólise de óleo de cozinha residualpt_BR
dc.title.alternativeInfluence of catalysts and co-processing in pyrolysis of residual cooking oileng
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisor1Wisniewski Junior, Alberto-
dc.description.resumoAs recentes crises econômicas do petróleo, bem como as incertezas quanto à disponibilidade e a preocupação com o meio ambiente têm estimulado diversos países a buscar alternativas na produção de combustíveis. O Brasil, por exemplo, por meio da Lei Nº 13.576/2017, instituiu a Política Nacional de Biocombustíveis (RenovaBio), a qual adota o compromisso nacional voluntário de ações de estímulo à produção de biocombustíveis, em especial o bioquerosene (BioQAv). As pesquisas que utilizam biomassa residual como fonte renovável para obter biocombustíveis e produtos químicos com maior valor agregado aumentaram nos últimos anos. Sendo assim, o óleo de cozinha residual (OCR) foi escolhido como fonte de biomassa para este estudo devido a sua alta disponibilidade, além de ser um resíduo, que quando não tratado adequadamente, pode se tornar um grande poluente ambiental. Por meio de experimentos realizados em microescala envolvendo o co-processamento pirolítico entre OCR e esterco bovino (EB), bem como a utilização de catalisadores, neste trabalho se propôs avaliar as condições para a produção de bio-óleo enriquecido de hidrocarbonetos na faixa de combustíveis para a aviação (C9-C16). O processamento co-pirolítico na razão 1:1 apontou um efeito sinérgico positivo, principalmente no que diz respeito à produção de hidrocarbonetos parafínicos, olefinas e aromáticos, desejáveis para o bioquerosene. No processo de pirólise catalítica, o catalisador constituído de molibdênio e cobalto (Mo-Co) suportado -Al2O3, apresentou melhor efetividade, apresentando um bio-óleo livre de ácidos carboxílicos e com elevada concentração de parafinas, olefinas e aromáticos.pt_BR
dc.publisher.programPós-Graduação em Químicapt_BR
dc.subject.cnpqCIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICApt_BR
dc.publisher.initialsUFSpt_BR
dc.description.localSão Cristóvão, SEpt_BR
Appears in Collections:Mestrado em Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
WYLLIAN_WINCKLER_SARTORI.pdf7,22 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.