Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/12202
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorAntônio, Guilherme Matos-
dc.date.accessioned2019-10-23T22:31:27Z-
dc.date.available2019-10-23T22:31:27Z-
dc.date.issued2019-09-09-
dc.identifier.citationANTÔNIO, Guilherme Matos. Avaliação de eficiência da implantação de técnica de bioengenharia de solos. São Cristóvão, 2019. Monografia (Graduação em Ecologia) – Departamento de Ecologia, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/12202-
dc.languageporpt_BR
dc.subjectEcologiapor
dc.subjectEnsino de ecologiapor
dc.subjectRecuperação de áreas degradadaspor
dc.subjectErosãopor
dc.subjectEngenharia naturalpor
dc.titleAvaliação de eficiência da implantação de técnica de bioengenharia de solospt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.contributor.advisor1Rodrigues, Francisco Sandro Holanda-
dc.description.resumoA cascata de hidrelétricas ao longo da calha do Rio São Francisco causa variações hidrossedimentologicas que contribuem para os processos erosivos nas margens do rio demandando medidas mitigadoras. A bioengenharia de solos se apresenta por meio de processos tecnológicos e ecológicos utilizando materiais vivos como sementes, plantas e madeira com intuito de estabilização de taludes e controle da erosão. O objetivo deste trabalho é, a partir da avaliação dos resultados de uma obra de bioengenharia de solos, sistematizar uma metodologia para avaliação de obras de recuperação ambiental. A área de estudo compreende um trecho do baixo curso do Rio São Francisco, localizado no Município de Amparo do São Francisco, no estado de Sergipe, onde foram implantadas técnicas de bioengenharia de solos no ano de 2011. Foram selecionados três grupos de indicadores individuais que conjuntamente contribuíram para avaliação de Recuperação de Áreas Degradas (RAD), como a regeneração natural, em que os parâmetros foram projeção horizontal da comunidade vegetal, a qualidade do solo com os parâmetros fertilidade do solo, taxa de infiltração e resistência a penetração e o banco de sementes pelo parâmetro taxa de germinação. Foram amostrados indivíduos de 22 espécies e alto valor para taxa de cobertura linear no talude, mesmo a espécie mimosa pigra L. apresentando forte dominância. A resistência a penetração obteve diferença significativa (p < 0,05) para o tratamento com a biotécnica em relação ao tratamento sem bioengenharia de solos. A taxa de infiltração foi classificada como muito alta. A análise de fertilidade mostrou diferenças entre os paramentos testados em relação ao tratamento controle e o tratamento com bioengenharia de solos. A aplicação da metodologia apresentou importantes resultados que permitiram avaliar a proteção e estabilização de taludes que foram degradados por erosão. A análise da fitossociologia e projeção horizontal da comunidade vegetal como indicador para regeneração natural, a análise química do solo referente à fertilidade e os atributos físicos como resistência a penetração e infiltração do solo se mostraram importantes componentes para a avaliação de uma obra de bioengenharia de solos, indicando o equilíbrio estrutural e de estabilidade ecossistêmica do talude recuperado.pt_BR
dc.publisher.departmentDECO - Departamento de Ecologia – São Cristóvão - Presencialpt_BR
dc.subject.cnpqCIENCIAS AGRARIAS::ENGENHARIA AGRICOLA::ENGENHARIA DE AGUA E SOLO::CONSERVACAO DE SOLO E AGUApt_BR
dc.publisher.initialsUniversidade Federal de Sergipept_BR
dc.description.localSão Cristóvão, SEpt_BR
Appears in Collections:Ecologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Guilherme_Matos_Antonio.pdf613,89 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.