Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/1293
Tipo de Documento: Artigo
Título: Desfechos clínicos aos 30 dias do registro brasileiro das síndromes coronárias agudas (ACCEPT)
Título(s) alternativo(s): Clinical outcomes at 30 days in the brazilian registry of acute coronary syndromes (ACCEPT)
Autor(es): Souza, Antônio Carlos Sobral
Mattos, Luiz Alberto Piva e
Berwanger, Otávio
Santos, Elizabete Silva dos
Reis, Helder José Lima
Romano, Edson Renato
Petriz, João Luiz Fernandes
Sousa, Antônio Carlos Sobral
Neuenschwander, Fernando Carvalho
Guimarães, Jorge Ilha
Andrade, Jadelson Pinheiro de
Data do documento: Jan-2013
Abstract: FUNDAMENTO: São escassos os registros documentando a prática clínica brasileira na vigência de uma síndrome coronária aguda. OBJETIVOS: Descrição da demografia, ocorrência de desfechos graves e análise comparativa dentre aqueles que efetivaram ou não uma estratégia invasiva (cinecoronariografia e revascularização miocárdica) em um registro brasileiro multicêntrico de portadores de uma síndrome coronária aguda. MÉTODOS: O registro ACCEPT/SBC coletou prospectivamente, em 47 centros hospitalares brasileiros, pacientes na vigência de uma síndrome coronária aguda. Apresentamos a ocorrência de desfechos clínicos graves, de modo integral, e de acordo com a submissão ou não a um procedimento de revascularização do miocárdio ao final dos primeiros 30 dias de seguimento. RESULTADOS: De agosto de 2010 até dezembro de 2011, 2.485 pacientes foram incluídos neste registro. Destes, 31,6% eram portadores de angina instável e 34,9% e 33,4%, com síndrome sem e com supradesnível do segmento ST. Aos 30 dias, a submissão a procedimento de revascularização do miocárdio foi progressivamente maior de acordo com a gravidade da apresentação clínica (38,7% versus 53,6% versus 77,7%; p < 0,001). A ocorrência de mortalidade cardíaca, dentre aqueles submetidos ou não à revascularização miocárdica, foi de 1,0% versus 2,3% (p = 0,268), 1,9% versus 4,2% (p = 0,070) e 2,0% versus 8,1% (p < 0,001), angina instável, síndrome sem e com supradesnível do segmento ST, respectivamente. CONCLUSÕES: A prescrição de revascularização do miocárdio foi progressivamente mais frequente de acordo com a gravidade da apresentação clínica; naqueles atendidos na vigência de síndrome coronária sem e com supradesnível do segmento ST, promoveu tendência e redução significativa da mortalidade, aos 30 dias, respectivamente. _________________________________________________________________________________________ ABSTRACT: BACKGROUND: There are few registries documenting clinical practice in Brazilian patients with acute coronary syndrome. OBJECTIVES: Demography description, occurrence of major clinical adverse events and comparative analysis in patients submitted or not to an invasive strategy (coronary angiography and myocardial revascularization) in a Brazilian multicenter registry of acute coronary syndrome. METHODS: The ACCEPT/SBC registry prospectively collected data on acute coronary syndrome patients from 47 Brazilian hospitals. The current analysis reports the occurrence of major clinical outcomes and according to the performance or not of a procedure for myocardial revascularization at the end of 30 day follow-up. RESULTS: Between August 2010 and December 2011, 2.485 patients were enrolled in this registry. Of these, 31.6% had unstable angina, 34.9% and 33.4% had acute coronary syndrome without and with ST-segment elevation. At 30 days, the performance of a myocardial revascularization procedure was progressively higher according to the severity of clinical presentation (38.7% vs. 53.6% vs. 77.7%, p < 0.001). Cardiac mortality among those submitted or not to myocardial revascularization procedure was 1.0% vs. 2.3% (p = 0.268), 1.9% vs. 4.2% (p = 0.070) and 2.0% vs. 8.1% (p < 0.001), in those with unstable angina, acute coronary syndrome without and with ST-segment elevation, respectively. CONCLUSIONS: The prescription of a myocardial revascularization procedure was progressively more frequent according to the severity of clinical presentation; for those treated during acute coronary syndrome without and with ST-segment elevation, there was a trend and significant decrease in mortality rate at 30 day of follow-up, respectively.
Palavras-chave: Síndrome Coronariana Aguda
Estudos multicêntricos
Estudo comparativo
Doença cardiovascular
Instituição/Editora: Arquivos Brasileiros de Cardiologia
Citação: MATTOS, L. A. P. et. al. Desfechos clínicos aos 30 dias do registro brasileiro das síndromes coronárias agudas (ACCEPT). Arquivos Brasileiros de Cardiologia, São Paulo, v. 100, n. 1, jan. 2013. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1590/S0066-782X2013000100003>. Acesso em: 03 out. 2014.
Licença: Licença Creative Commons
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/1293
Aparece nas coleções:DME - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DesfechosClínicos.pdf373,59 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.