Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/1598
Tipo de Documento: Dissertação
Título: Pontos de inclusão digital baianos: uma análise sob a perspectiva da abordagem cognitiva baseada na convergência de recursos
Autor(es): Neves, Barbara Coelho
Data do documento: Ago-2010
Abstract: A inclusão digital sob a perspectiva da abordagem cognitiva e a sua real concretização pelos municípios do estado da Bahia considerados como os que promovem em maior grau a inclusão digital segundo o Mapa da Exclusão Digital da Fundação Getúlio Vargas (FGV) foi o tema central deste trabalho, cujo problema foi o de investigar se os modelos de acesso que estão sendo utilizados nos pontos de inclusão digital (PID) desses municípios vêm adotando uma abordagem cognitiva baseada na convergência de recursos, levantando como hipótese que estes não vêm adotando essa abordagem. O trabalho se caracteriza como um estudo de nível descritivo com a adoção do método do estudo de múltiplos casos e do método do levantamento com o objetivo geral de analisar se os modelos de acesso, desenvolvidos nos PID desses municípios considerados como os de maior grau de inclusão digital, vêm privilegiando a abordagem cognitiva baseada na convergência de recursos. Para alcançar esse objetivo geral, buscou-se como objetivos específicos mapear os modelos de acesso utilizados nos PID selecionados; identificar quais os recursos (físicos, digitais, humanos e/ou sociais) utilizados nos PID e analisar as possíveis causas do não desenvolvimento da abordagem cognitiva baseada na convergência de recursos. A pesquisa foi realizada a partir de uma amostra composta de sete PID em sete dos municípios categorizados pelo Mapa da FGV como de maior inclusão digital (Salvador, Lauro de Freitas, Itabuna, Alagoinhas, Feira de Santana, Mucuri e Santo Antônio de Jesus). Para a coleta dos dados adotou-se as técnicas de observação direta e indireta através da aplicação de questionários entre os usuários dos PID e realização de entrevistas junto aos seus monitores. Constatou-se que a abordagem cognitiva baseada na convergência de recursos não vem ocorrendo nos PID estudados, embora três deles tenham demonstrado potencial para tanto, já que contam com algum nível de mediação de seus monitores que melhor qualifica as atividades desenvolvidas por eles. Verificou-se que a maior parte oferece com certos limites a disponibilização de recursos físicos e de conexão com a internet, não valorizam e oferecem poucas condições para a oferta do recurso humano (monitores qualificados), não exploram parcerias institucionais e com a sociedade civil, fatores que dificultam o desenvolvimento da abordagem cognitiva baseada na convergência de recursos.
Palavras-chave: Inclusão digital – Bahia
Inclusão digital – Abordagem cognitiva
Inclusão digital – Convergência de recursos
Inclusão digital – Mediação humana
Citação: NEVES, B. C. Pontos de inclusão digital baianos: uma análise sob a perspectiva da abordagem cognitiva baseada na convergência de recursos. 2010. 190 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2010. Disponível em: <https://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/7918?mode=full>. Acesso em: 22 jan. 2016.
Licença: Direitos autorais pertencentes à autora
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/1598
Aparece nas coleções:DCI - Departamento de Ciência da Informação - Teses e Dissertações defendidas em outras instituições

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
InclusaoDigitalBaianos.pdf2,56 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.