Please use this identifier to cite or link to this item: https://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/18120
Document Type: Monografia
Title: Geologia, geofísica aérea e geoquímica de solo do depósito aurífero Pereira Velho, Coité do Nóia (AL), Brasil
Authors: Sena, Ana Luiza Santos
Issue Date: 1-Jul-2023
Advisor: Liz, Joaquim Daniel de
Resumo : Os Depósitos Orogênicos são responsáveis por grande parte das reservas de ouro do mundo, o que atrai muita atenção e investimento em pesquisa mineral nestes tipos de depósitos. Na porção central de Alagoas, inserido nos municípios de Coité do Nóia, Limoeiro de Anadia e Taquarana, ocorre o Depósito de ouro de Pereira Velho, que está sendo pesquisado pela Empresa Pereira Velho Exploração S.A. e serviu de tema deste trabalho. Em termos geológicos a mineralização aurífera ocorre no Complexo Arapiraca, pertencente ao Domínio Rio Coruripe (Província Borborema). A geologia da região é marcada por rochas de alto grau metamórfico com idades do Arqueano ao Proterozoico, representadas por gnaisses e migmatitos paraderivados, formações ferríferas bandadas, rochas metamáficas-metaultramáficas, intrusões sienograníticas, além de veios de quartzo auríferos hospedados em rochas quartzíticas hidrotermalizadas que compõem a mineralização de ouro na área. Este trabalho tem como foco a investigação das mineralizações auríferas do depósito Pereira Velho a partir da integração e interpretação de dados de geologia, geofísica aérea (magnetometria e gamaespectrometria) e geoquímica de solo, com o objetivo de auxiliar na elucidação se este depósito representa um depósito Orogênico de Ouro. A metodologia empregada compreendeu o mapeamento geológico aliado a petrografia de amostras representativas, além do processamento e interpretação de dados de aeromagnetometria, aerogamaespectrometria e geoquímica de solos. Foi constatado que a mineralização aurífera ocorre em veios de quartzo, com teores de pirita <5%, hospedados em quartzitos miloníticos, controlados por zonas de cisalhamento de direção preferencial NWSE. Além disso, o depósito é envelopado pela alteração sericítica, com localizada silicificação e alteração propilítica de forma distal. Todas essas características corroboram para uma gênese típica de depósitos de ouro orogênico, porém no estudo petrográfico da ganga do minério foi constatada a presença de fluorita, que não é compatível com esse modelo e sugere a participação de fluídos de fontes graníticas, o que abre possibilidade para outros modelos, tais como depósitos de ouro relacionados a sistemas de intrusões reduzidas e pórfiros ricos em ouro.
Abstract: Orogenic Deposits are responsible for a large part of the world's gold reserves, which attracts a lot of attention and investment in mineral research in these types of deposits. In the central portion of Alagoas, inserted in the municipalities of Coité do Nóia, Limoeiro de Anadia and Taquarana, there is the Pereira Velho Gold Deposit, which is being researched by Pereira Velho Exploração S.A. and served as the subject of this work. In geological terms, gold mineralization occurs in the Arapiraca Complex, belonging to the Rio Coruripe Domain (Borborema Province). The geology of the region is marked by rocks of high metamorphic grade from the Archean to the Proterozoic, represented by gneisses and paraderived migmatites, banded iron formations, metamafic-metaultramafic rocks, syenogranitic intrusions, in addition to auriferous quartz coming from hydrothermal quartzite rocks that make up the gold mineralization in the area. This work focuses on the investigation of the gold mineralization of the Pereira Velho deposit based on the integration and interpretation of data from geology, aerial geophysics (magnetometry and gamma-spectrometry) and soil geochemistry, with the aim of helping to elucidate whether this deposit represents a deposit Gold Orogenic. The methodology comprised geological mapping combined with petrography of representative samples, in addition to the processing and interpretation of airmagnetometry, airgammaspectrometry and soil geochemistry data. It was verified that the gold mineralization occurs in quartz veins, with pyrite content <5%, hosted in mylonitic quartzites, controlled by shear zones with preferential NW-SE direction. In addition, the reservoir is enveloped by sericitic alteration, with localized silicification and distal propylitic alteration. All these characteristics corroborate a typical genesis of orogenic gold deposits, however, in the petrographic study of the ore gangue, the presence of fluorite was verified, which is not compatible with this model and suggests the participation of fluids from granitic sources, which opens up the possibility for other models, such as gold deposits related to reduced intrusion systems and gold-rich porphyries.
Keywords: Geologia
Ensino superior (UFS)
Arapiraca (AL)
Depósito orogênico
Mineração
Ouro
Arapiraca Complex
Orogenic deposit
Hydrothermal alteration
Gold
Engenharia de petróleo
Subject CNPQ: CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA::PROSPECCAO MINERAL
Language: por
Institution: Universidade Federal de Sergipe (UFS)
Department: DGEOL - Departamento de Geologia – São Cristóvão - Presencial
Citation: SENA, Ana Luiza Santos. Geologia, geofísica aérea e geoquímica de solo do depósito aurífero Pereira Velho, Coité do Nóia (AL), Brasil. São Cristóvão, 2023. Monografia (graduação em Geologia) – Departamento de Geologia, Centro de Ciências Exatas e Tecnologia, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2023
URI: https://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/18120
Appears in Collections:Geologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana_Luiza_Santos_Sena.pdf51,47 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.