Please use this identifier to cite or link to this item: https://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/18814
Document Type: Tese
Title: Socioformação audiovisual: a construção de uma socioeducação em rede como possível caminho para uma Educação Libertadora
Authors: Nunes, Everton de Almeida
Issue Date: 28-Feb-2023
Advisor: Lucena, Simone
Resumo : A socioeducação partilhada nesta tese está pautada na sociabilidade, numa perspectiva socializadora, construída por caminhos de uma pedagogia do olhar, que integre espaços formais, não formais ou informais de educação, além de dialogar com as culturas digitais contemporâneas. O problema inicial foi entender como oportunizar uma socioformação significativa para os a(u)tores principais dos processos de educação e socioeducação, dentro ou fora da escola, utilizando o audiovisual como eixo para a transformação do olhar sobre o social. A partir disso, compreender de que modo é possível construir uma base socioformacional, ancorada em uma socioeducação transdisciplinar, que ajude a ressignificar os currículos dos espaços formais, não formais e informais de educações. O objetivo geral, portanto, passou a ser fomentar, em ciclos socioformacionais com os diversos a(u)tores socioculturais, utilizando o audiovisual como recurso didático-metodológico, uma socioeducação em rede que estimule a inserção de temáticas sociais como parte essencial dos currículos nos diversos espaços de educação. Como metodologia elaborou-se uma ‘Autoetnografia Multirreferencial’ com inspiração na autoetnografia e ancorada na epistemologia da multirreferencialidade. No âmbito das metodologias, algumas bricolagens aconteceram para melhor construir saberesfazeres em relação ao universo socioformacional proposto: a pesquisa-formação, a pesquisa-formação na cibercultura e a teoria nos/dos/com os cotidianos. Os a(u)tores socioculturais partícipes dessa investigação foram heterogêneos, dentre eles, docentes de escolas públicas, docentes do ensino superior, membros da comunidade, crianças e adolescentes dos CRAS. A pesquisa oportunizou a construção de noções norteadoras, por meio de uma ‘Socioimplicação’, que consiste na análise de um percurso socioformacional implicado anterior, ouvindo os sentidos que os a(u)tores socioculturias atribuem às experiências, para se construir os rumos didáticometodológicos e aprimorar a ‘po-ética’ docente em processos socioformacionais posteriores. As noções norteadoras emergentes apontaram que as práticas desenvolvidas fomentaram uma socioformação crítica e humanizadora; com base nas educações (plural); na reprogramação sociocultural e ressignificação de estruturas dos cotidianos; como pedagogia do olhar sobre si e o mundo e despertaram emancipação, autonomia, transformação e liberdade. A partir das análises de um percurso já percorrido, foi possível entrar nas vivências da pesquisa, com percepções mais evidentes sobre o universo atual estudado. E, após amplo apanhado de informações obtidas nos campos, olhar para os dados e interpretá-los de maneira significativa, deles emergiram noções subsunçoras que se tornaram a base da socioformação: Autorização, Empoderamento, Protagonismo, Autoria e Emancipação. No âmbito da socioformação, tais noções também podem se constituir como pressupostos para que ocorra uma ressignificação do olhar dos a(u)tores socioculturais em relação si mesmos e ao mundo que os atravessa, configurado-se como possíveis caminhos para quem almeja trabalhar com uma socioeducação libertadora.
Abstract: The socio-education defended and shared, in this research, is based on sociability, in a socializing perspective, built by paths of a pedagogy of the look, which integrates formal, nonformal or informal spaces of education, in addition to dialoguing with contemporary digital cultures. In this sense, the research started from the following questions: how to provide a significant social formation for the main actors of the education and socio-education processes, inside or outside the school, using the audiovisual as an axis for the transformation of the look on the social? How to build a socio-educational base, anchored in a transdisciplinary socioeducation, that helps to re-signify the curricula of formal, non-formal and informal spaces of education? Based on these questions, the general objective was to promote, in socio-training cycles with the various socio-cultural actors, using the audiovisual as a didactic-methodological resource, a socio-education network that encourages the insertion of social themes as an essential part of the curricula in the different educational spaces. As a methodology, a 'Multireferential Autoethnography' was elaborated, inspired by Heider's autoethnography (1975) and anchored in the epistemology of multi-referentiality, based on the ideas of Ardoino (1998). In terms of methodologies, some bi-collages took place to better build know-how in relation to the Socio-formational universe constructed: Research-training from Josso (2002) and Macedo (2021), Research-training in Cyberculture, dialoguing with the ideas of Santos ( 2014) and the Theory in/of/with everyday life designed by Certeau (1998) and by Alves (2008). The sociocultural actors participating in this investigation were heterogeneous, including public school teachers, higher education teachers, community members, children and adolescents from CRAS. The research enabled the construction of guiding notions, through a 'Socioimplication', which consists of the analysis of a previous socio-formational path involved, listening to the meanings that the socio-cultural actors attribute to the experiences, in order to build the didactic- methodological aspects and improve teaching 'po-ethics' in subsequent socio-training processes. The emerging guiding notions pointed out that the constructed didactic-methodological choices fostered a critical and humanizing socio-training; based on educations (plural); in the sociocultural reprogramming and re-signification of everyday structures; as a pedagogy of looking at oneself and the world and awakening emancipation, autonomy, transformation and freedom. From this look at a path already covered, as a result of the interpretation of the data, subsuming notions emerged that became the basis of sociotraining: Authorization, Empowerment, Protagonism, Authorship and Emancipation. Thus, it is concluded that, in the context of socioformation, these stages are presuppositions for a resignification of the gaze of sociocultural a(u)tores in relation to themselves and the world that crosses them, configured as possible paths for those who want to work with a liberating socioeducation.
Keywords: Educação - finalidades e objetivos
Ensino audiovisual
Tecnologia educacional
Ensino - metodologia
Etnologia
Educação - aspectos sociais
Educação multicultural
Socioformação
Socioeducação audiovisual
Metodologia da socioimplicação
Autoetnografia multirreferencial
Socioformation
Audiovisual socioeducation
Socioimplication methodology
Multireferential autoethnography
Subject CNPQ: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Language: por
Institution: Universidade Federal de Sergipe (UFS)
Program Affiliation: Pós-Graduação em Educação
Citation: NUNES, Everton de Almeida. Socioformação audiovisual: a construção de uma socioeducação em rede como possível caminho para uma Educação Libertadora. 2023.189 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2023.
URI: https://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/18814
Appears in Collections:Doutorado em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EVERTON_ALMEIDA_NUNES.pdf5,4 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.